Spotify deverá usar stories para artistas responderem às perguntas de fãs

Ao contrário do que acontece em outras redes sociais, os usuários comuns do Spotify não poderão criar stories

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos

Os stories estão presentes em diversas redes sociais e, agora, devem chegar também ao Spotify. Mas, ao contrário de outras plataformas, o serviço de streaming deve oferecer o recurso somente para artistas, que poderão responder às perguntas de seus fãs.

Ao que parece, o Spotify não deseja se tornar mais parecido com uma rede social, mas, sim, aproximar os usuários de cantores e bandas. A informação é da desenvolvedora Jane Manchun Wong, que acessou o recurso a partir dos códigos do aplicativo.

Ele será chamado de Storyline e mostrará vídeos curtos quando usuários tocarem sobre a foto de perfil de certos artistas. No teste realizado por Wong, o conteúdo foi apresentado ao tocar na foto da cantora norueguesa Sigrid em uma de suas playlists.

O material mostra uma sessão de perguntas e respostas para fãs da artista, que indica algumas de suas músicas favoritas. O aplicativo ainda exibe trechos das faixas citadas junto com o ícone de coração para que elas possam ser adicionadas à biblioteca de quem está assistindo.

Como destaca Wong, o fato dos vídeos com a cantora serem produzidos pelo Spotify já demonstra um compromisso da empresa de liberar o recurso. Afinal, além de estreitar relações entre artistas e fãs, o formato pode ajudar a plataforma a aumentar sua receita com conteúdo patrocinado.

Vale lembrar que o Spotify já testa seus stories há alguns meses. Em maio, o serviço passou a exibir o Storyline para alguns usuários de Android e iOS. A interface aparecia acima da função Behind the Lyrics, que dá informações sobre a música que está tocando.

Com informações: Android Police.

Receba mais sobre Spotify na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Ex-autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi autor, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Canal Exclusivo

Relacionados