Thunderbolt Share vai permitir envio rápido de arquivos entre dois PCs

Além de arquivos, nova tecnologia da Intel vai permitir que você compartilhe telas entre dois PCs via conexão Thunderbolt 4 ou 5

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 semanas
Thunderbolt Share (imagem: reprodução/Intel)
Thunderbolt Share (imagem: reprodução/Intel)

Há muita gente que tem dois PCs e precisa enviar dados de um para o outro. A Intel anunciou a tecnologia Thunderbolt Share para atender a essa necessidade, bem como para facilitar o compartilhamento de telas entre os computadores. Para isso, será necessário que ambas as máquinas tenham porta Thunderbolt 4 ou 5.

Conexão rápida, muito rápida

Não que já não fosse possível interconectar PCs para troca de arquivos. Você pode fazer isso usando conexões Wi-Fi ou Ethernet, por exemplo.

Mas a proposta do Thunderbolt Share é permitir que essa comunicação seja feita com altas taxas de transferência de dados e sem que a sua rede Wi-Fi fique sobrecarregada durante o procedimento.

Quando a Intel menciona o desempenho como um dos benefícios da novidade, não está exagerando. Basta levar em conta que os padrões Thunderbolt 4 e 5 têm, respectivamente, 40 Gb/s e 80 Gb/s de velocidade máxima na transmissão de dados.

Com base nisso, a tecnologia Thunderbolt Share oferecerá:

  • Comunicação PC a PC: permite transferência rápida de arquivos entre dois computadores com um simples arrastar e soltar ou via sincronização de pastas;
  • Controlar um PC a partir do outro: permite controlar um computador usando o outro, de modo que você precise de apenas um kit de teclado, mouse e tela para ambos.
Formas de uso da tecnologia Thunderbolt Share (imagem: reprodução/Intel)
Formas de uso da tecnologia Thunderbolt Share (imagem: reprodução/Intel)

Como o Thunderbolt Share funciona?

Como você já sabe, ambos os computadores precisam ter conexão Thunderbolt 4 ou 5. Se um deles tiver Thunderbolt 4, a conexão será baseada na velocidade máxima dessa versão.

É preciso que as duas máquinas sejam conectadas entre si com um cabo Thunderbolt compatível. A conexão também poderá ser intermediada por docks, hubs ou monitores com Thunderbolt.

Por fim, é necessário instalar o software do Thunderbolt Share. Por meio dele, a conexão será reconhecida e você poderá definir o que fazer (trocar arquivos entre os PCs, controlar outro computador e assim por diante).

A novidade requer o Windows 10 ou o Windows 11 para funcionar.

Chega no segundo semestre de 2024

Eu adoraria testar o Thunderbolt Share, afinal, às vezes preciso trocar arquivos entre meu desktop, que funciona como computador principal, e meu notebook, que uso em viagens, eventos ou atividades secundárias.

Mas, na prática, a tecnologia só será liberada no segundo semestre de 2024. De acordo com a Intel, a novidade fará parte de lançamentos no período de marcas de PCs e acessórios como Lenovo, Acer, MSI, Razer, Belkin e Kensington.

O software do Thunderbolt Share já pode ser baixado, mas é necessário que pelo menos um dos computadores ou dos acessórios seja certificado para a tecnologia. Daí o fato de a novidade não estar disponível de imediato: ainda não há equipamento certificado no mercado.

Receba mais sobre Thunderbolt na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados