Chips AMD com arquitetura Zen 5 podem vir sem suporte ao Windows 10

AMD deve priorizar inteligência artificial na arquitetura Zen 5 e, com isso, Windows 10 pode ficar fora dos planos da companhia

Emerson Alecrim
Por
Chip Ryzen (imagem: divulgação/AMD)
Chip Ryzen (imagem: divulgação/AMD)

Os primeiros processadores AMD com arquitetura Zen 5 devem ser lançados no segundo semestre de 2024, mas pelo menos parte deles pode não ter suporte ao Windows 10. A razão para isso estaria no foco que a AMD está dando para tecnologias de “AI PC” que, por sua vez, são direcionadas ao Windows 11.

Foco em inteligência artificial

O rumor surgiu depois que uma pessoa que afirma ser gerente da Lenovo na China publicou detalhes sobre os chips Zen 5 na rede social Weibo. Uma das afirmações é a de que os novos processadores terão cerca de 10% de aumento no IPC (sigla em inglês para “instruções por ciclo de clock”) em relação à geração atual.

Mas a afirmação que causou espanto é a de que as APUs (chips AMD que combinam CPU e GPU) Strix Point, que serão baseadas na arquitetura Zen 5, não terão drivers para Windows 10.

Além de uma combinação de núcleos de CPU e GPU, é de se esperar que os chips Strix Point tenham uma NPU (Unidade de Processamento Neural) capaz de atingir 77 TOPS de desempenho.

Cada TOP corresponde a um trilhão de operações por segundo. Para a Microsoft, é preciso que o computador alcance pelo menos 40 TOPS para ser considerado um AI PC, isto é, uma máquina apta a executar tarefas de inteligência artificial dependendo pouco ou nada de serviços online.

Lisa Su, CEO da AMD (imagem: divulgação/AMD)
Lisa Su, CEO da AMD (imagem: divulgação/AMD)

Isso é motivo para abandonar o Windows 10?

A postagem na rede social Weibo não é uma fonte segura. Pode ser que as informações divulgadas ali sejam imprecisas. Contudo, não será estranho se a AMD decidir não desenvolver drivers para Windows 10 na arquitetura Zen 5. Isso porque a Microsoft encerrará o suporte ao Windows em outubro de 2025.

Mesmo assim, essa será uma decisão ousada, se confirmada. Afinal, um levantamento recente indica que o Windows 10 está presente em 70% dos PCs que rodam sistemas operacionais da Microsoft.

Por outro lado, talvez AMD entenda que vale a pena concentrar esforços no que é mais relevante no momento: inteligência artificial. O TechSpot aponta que a companhia está tão focada nisso que pretende até colocar a sigla “AI” nos nomes de seus próximos chips.

Receba mais sobre Windows na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados