Twitter começa a vender ações e criptomoedas através do seu aplicativo

Rede social fez parceria com eToro, financeira do mercado de ações; uso do Twitter para movimentação financeira pode ter problemas com a SEC

Felipe Freitas
Por
• Atualizado há 6 meses
Twitter
Twitter (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

A eToro e o Twitter firmaram uma parceria para permitir a compra e venda de ações através do aplicativo da rede social. A novidade foi confirmada pela eToro, empresa de finanças, na quinta-feira. O recurso segue os planos de Elon Musk em transformar o Twitter em um app financeiro.

Antes disso, o Twitter já permitia que os “twitteiros” visualizassem o desempenho das ações pela S&P 500, índice que mostra ativos da NASDAQ e NYSE, as maiores bolsas do mundo. Porém, com a parceria será adicionado um botão “Ver na eToro”, na qual os usuários poderão clicar para acessar a ação e realizar suas transações financeiras.

A eToro, fundada em Israel e com 16 anos de funcionamento, não divulgou quando deve expandir o recurso para outros países. Pelo app do Twitter, os usuários podem acessar ações americanas, mas o site da eToro tem ativos localizados no Reino Unido.

Antes de “tudo”, um Twitter para investimentos — confiáveis ou não

Depois que o Twitter Inc. se fundiu à X Corp, outra empresa de Elon Musk, começou o debate sobre os planos do dono da rede social transformá-la em um “app de tudo”. O primeiro passo de Musk para isso é levar a plataforma de “microblog” serviços financeiros aos usuários.

Meme postado por Elon Musk no Twitter sobre o Dogecoin. Sim, eToro permite a compra e venda de Dogecoin (Imagem: Reprodução/Twitter)
Meme postado por Elon Musk no Twitter sobre o Dogecoin. Sim, eToro permite a compra e venda de Dogecoin (Imagem: Reprodução/Twitter)

No mês passado, em uma conferência na Morgan Stanley, o dono do Twitter disse que quer transformar “na maior instituição financeira do mundo”. Além de ações de empresas, a parceria com a eToro permitirá que os usuários comprem ativos de criptomoedas.

Obviamente, é cedo dizer se o recurso de compras e vendas de ativos no Twitter será popular. No entanto, a chegada da eToro não foi de graça — e Musk precisa pagar o empréstimo bilionário que fez para comprar o Twitter.

Histórico de Musk com a SEC levanta dúvidas sobre parceria

Além de multa, acordo com a SEC fez Elon Musk sair da presidência da Tesla (Imagem: Divulgação/Tesla)
Além de multa, acordo com a SEC fez Elon Musk sair da presidência da Tesla (Imagem: Divulgação/Tesla)

Elon Musk já foi multado pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) em US$ 20 milhões. A sanção foi aplicada após Musk publicar que fecharia o capital da Tesla por US$ 420 (valor fazendo piada com maconha) e que o fundo já estava garantido. Para a sorte dele, ele foi absolvido do processo civil — que custaria mais caro.

Como aponta Matt Levine, colunista de finanças da Bloomberg, o histórico de Musk em violar as regras da SEC pode trazer problemas de transparência para o recurso. Não que o dono do Twitter se importe, claro. Para Elon, a SEC é um “bando de bastardos”.

Logo, Elon Musk poderá twittar “estou pensando em vender mais ações na Tesla, o que vocês acham?” e um botão “Compre ações da Tesla” estará integrado ao Twitter.

Com informações: Bloomberg e CNBC

Relacionados