Uber e Uber Eats passam a aceitar Apple Pay no Brasil

Usuários de iPhone já podem pegar corridas com a carteira digital da Apple; Google Pay ainda não é aceito pelo aplicativo

Ana Marques
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Uber no iPhone
Uber no iPhone (Imagem: Austin Distel/Unsplash)

Os aplicativos Uber e Uber Eats agora aceitam pagamentos via Apple Pay no Brasil. A chegada do recurso foi confirmada pela assessoria da empresa ao Tecnoblog nesta segunda-feira (07). Desse modo, usuários de iPhone já podem utilizar a carteira digital para pagar corridas e entregas facilmente.

Quem tem um smartphone com Android vai precisar esperar um pouco mais: o Google Pay e o Samsung Pay ainda não se integram ao aplicativo de transporte, nem ao serviço de delivery da Uber.

O método de pagamento da Apple já era aceito pelo app da Uber nos Estados Unidos, mas sua ausência no Brasil era alvo constante de reclamações. Com a nova função, a Uber elimina uma desvantagem em relação à concorrente 99 – por lá, os pagamentos com Apple Pay já estavam disponíveis.

Como pagar Uber via Apple Pay

Ao abrir o aplicativo da Uber e orçar uma corrida ou entrega, você poderá selecionar o Apple Pay entre as opções de pagamento, como mostra a imagem abaixo.

É possível pagar viagens e delivery do Eats com Apple Pay (Imagem: Reprodução/Uber)

É possível pagar viagens e delivery do Eats com Apple Pay (Imagem: Reprodução/Uber)

Para utilizar o Apple Pay com a Uber, é preciso ter um cartão cadastrado no serviço (por meio do app Wallet, no iPhone).

Atualmente, o Apple Pay aceita cartões do Banco do Brasil (cartões múltiplos e de crédito Visa), Bradesco (cartões de crédito e débito Visa), Banco Next, Itaú, Credicard e Porto Seguro. Clientes do Nubank ainda não têm acesso à ferramenta.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ana Marques

Ana Marques

Gerente de Conteúdo

Ana Marques é jornalista e cobre o universo de eletrônicos de consumo desde 2016. Já participou de eventos nacionais e internacionais da indústria de tecnologia a convite de empresas como Samsung, Motorola, LG e Xiaomi. Analisou celulares, tablets, fones de ouvido, notebooks e wearables, entre outros dispositivos. Ana entrou no Tecnoblog em 2020, como repórter, foi editora-assistente de Notícias e, em 2022, passou a integrar o time de estratégia do site, como Gerente de Conteúdo. Escreveu a coluna "Vida Digital" no site da revista Seleções (Reader's Digest). Trabalhou no TechTudo e no hub de conteúdo do Zoom/Buscapé.

Canal Exclusivo

Relacionados