Uber Eats terá taxa para receber delivery mais rápido

Recurso do Uber Eats é uma espécie de entrega premium, mas também permite que o usuário espere mais tempo e economize no frete

André Fogaça
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Uber Eats

O Uber anunciou nesta segunda-feira (15) uma forma de tornar a entrega mais veloz com o Priority Delivery no Uber Eats, que faz o frete custar um pouco mais e seu pedido passa na frente da entrega dos outros. É basicamente o pagar premium para furar a fila que bem conhecemos por aqui, só que agora com fila virtual.

A ideia funciona assim: se você está com fome de verdade e não quer esperar o entregador passar por outros endereços até chegar na sua casa, o Uber Eats dos Estados Unidos passou a oferecer um custo extra que faz sua compra passar na frente dos outros usuários. Assim seu pedido chega em primeiro lugar, para depois o entregador seguir com a fila de entregas.

Este valor extra pode estar entre US$ 0,99 e US$ 2, com a promessa de ganhar algo perto de cinco minutos em cada pedido com o Priority Delivery. A nota divulgada pela empresa não diz se o entregador receberá este valor extra pela entrega mais rápida, já que ele não andará mais rápido do que o normal, mas apenas vai alterar a ordem de entrega. Ao menos uma coisa ficou clara: o custo do Priority Delivery será adicionado ao valor que já foi pago pela entrega.

Do outro lado da pressa pela entrega, a imagem que o Uber Eats divulgou mostra que quem comprou pode pedir para que sua entrega leve mais alguns minutos e isso faz o custo do frete diminuir.

Inicialmente este recurso chega aos Estados Unidos e não existe previsão para que ele apareça em outros países onde a empresa opera, como é o caso de cidades brasileiras.

Com informações: Uber Eats.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
André Fogaça

André Fogaça

Ex-autor

André Fogaça é jornalista e escreve sobre tecnologia há mais de uma década. Cobriu grandes eventos nacionais e internacionais neste período, como CES, Computex, MWC e WWDC. Foi autor no Tecnoblog entre 2018 e 2021, e editor do Meio Bit, além de colecionar passagens por outros veículos especializados.

Canal Exclusivo

Relacionados