UE quer que apps pré-instalados no celular sejam removíveis

Próxima Lei de Serviços Digitais da União Europeia pode tornar mais simples a remoção de bloatwares em smartphones

Ana Marques
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Huawei P30 Pro

A União Europeia pretende evitar dores de cabeça com bloatwares (aqueles apps pré-instalados indesejados e não removíveis) em um futuro bem próximo. Esses softwares, geralmente adicionados ao sistema por uma operadora ou fabricante, deverão ser passíveis de exclusão caso a próxima Lei de Serviços Digitais (DSA) da UE seja aprovada, até o final de 2020.

O grande objetivo da DSA é combater o monopólio de grandes empresas de tecnologia, como Amazon, Apple e Google, e contempla outros diversos aspectos, como a coleta e o uso de dados de usuários para publicidade e outras finalidades.

Mas ela também deve esbarrar em fabricantes como a Xiaomi e a LG, que costumam instalar seus aplicativos alternativos aos do sistema do Google (com funções semelhantes) em smartphones, sem permitir sua remoção. A Samsung também costumava lotar a interface com aplicativos desnecessários até alguns anos atrás – mas até que a One UI está visualmente menos “poluída”.

Lei pode facilitar desinstalação de apps indesejados

Os bloatwares já foram bem mais incômodos, e hoje em dia é relativamente fácil desinstalar esses aplicativos se você tem um pouco de conhecimento sobre root. Também é possível removê-los sem root com auxílio de um computador com Windows – ou mesmo desativá-los, o que não resolve o problema com armazenamento cheio.

Com a nova lei da União Europeia, possivelmente será mais fácil desinstalar esses aplicativos a partir da própria interface do smartphone, o que é uma boa notícia para a maioria dos usuários comuns.

Por outro lado, as fabricantes e operadoras podem perder um espaço para “empurrar” seus serviços aos consumidores (a menos, é claro, que eles sejam realmente interessantes). Portanto, podemos prever resistência de algumas empresas em relação a esse aspecto antes que a lei entre em vigor.

Com informações: XDA Developers

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ana Marques

Ana Marques

Gerente de Conteúdo

Ana Marques é jornalista e cobre o universo de eletrônicos de consumo desde 2016. Já participou de eventos nacionais e internacionais da indústria de tecnologia a convite de empresas como Samsung, Motorola, LG e Xiaomi. Analisou celulares, tablets, fones de ouvido, notebooks e wearables, entre outros dispositivos. Ana entrou no Tecnoblog em 2020, como repórter, foi editora-assistente de Notícias e, em 2022, passou a integrar o time de estratégia do site, como Gerente de Conteúdo. Escreveu a coluna "Vida Digital" no site da revista Seleções (Reader's Digest). Trabalhou no TechTudo e no hub de conteúdo do Zoom/Buscapé.

Canal Exclusivo

Relacionados