Windows 11: Microsoft quer aplicar patches sem reiniciar PC

Microsoft liberou hot patch, atualizações que não exigem reiniciar o PC, para beta do Windows 11. Recurso deve chegar no segundo semestre de 2024

Felipe Freitas
Por
Notebook com Windows 11 e Menu Iniciar aberto (imagem: Guilherme Reis/Tecnoblog)
Windows 11 pode finalmente passar a instalar updates sem reiniciar o dispositivo (Imagem: Guilherme Reis/Tecnoblog)

A Microsoft começou a testar um recurso que permite atualizar o Windows 11 sem reiniciar o PC (finalmente). A novidade está disponível na última versão do Windows 11 Insider Preview, programa para que desenvolvedores tenham acesso antecipado a futuros ferramentas do sistema operacional. A Microsoft pretende lançar este recurso no segundo semestre deste ano, dentro do update 24H2.

A novidade foi revelada pela Microsoft no blog oficial do Windows Insider. Quem integra o Dev Channel do programa terá acesso ao recurso pela build 26058. De acordo com fontes ouvidas pelo jornalista Zac Bowden, do Windows Central, o recurso, chamado de hot patching, será usado para instalar atualizações de segurança no Windows 11.

O objetivo é aumentar a instalação desses patches, pois eles são importantes para proteger o usuário e garantir a privacidade. No entanto, a exigência de reiniciar o PC faz com que alguns usuários posterguem a atualização. E para quem tem a “mania” de não desligar o computador, pode levar dias até que o patch de segurança seja instalado — convenhamos, é um saco ter que parar o uso do PC para reiniciá-lo por causa de um update.

Windows 11
Hot patch melhorará a experiência do usuário e o funcionamento de PCs em empresas (Imagem: Guilherme Reis/Tecnoblog)

Recurso já está presente no Windows Server

O hot patch está presente em algumas edições do Windows Server, sistema operacional voltado para servidores, desde 2022 — sim, praticamente dois anos para este ótimo recurso chegar nas versões desktop. Graças ao hot patch no Windows Server, os servidores do Xbox são beneficiados com isso, já que eles rodam neste sistema operacional.

Apesar da ótima praticidade para usuários domésticos, o recurso será altamente aproveitado por empresas. Primeiro, os funcionários não terão que ficar ociosos enquanto o PC atualiza (e evita acumular trabalho). Segundo, pelo fato desses PCs estarem quase sempre conectados em redes próprias, um PC desatualizado pode ser um ponto de vulnerabilidade para hackers. Neste caso, um único computador poderia ser a porta de entrada para uma visão aos sistemas da empresa.

Com informações: TechSpot e Windows Central

Receba mais sobre Windows 11 na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Canal Exclusivo

Relacionados