Início / TB Responde / Celular /

O que é um feature phone?

Sendo uma opção mais barata e limitada do que um smartphone; entenda as principais características de um feature phone

Ricardo Syozi

Por

TB Responde
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Oferecendo mais do que a simples nostalgia dos celulares de anos atrás, o feature phone ainda é um item procurado por aqueles que preferem a praticidade à quantidade exorbitante de opções dos smartphones. Seja para uso profissional ou pessoal, empresas ainda colocam nas lojas essas alternativas de baixo custo para os usuários. Se você quer saber mais sobre esse tipo de periférico, confira comigo nas linhas a seguir.

O Nokia 110 é um exemplo de um feature phone (Imagem: Divulgação)
O Nokia 110 é um exemplo de um feature phone (Imagem: Divulgação)

Também conhecidos ao redor do mundo como dumbphones (telefones bobos, o oposto dos smartphones), esse tipo de telefone celular traz algumas características e funções bem únicas, ainda mais se comparados aos aparelhos com Android ou iOS.

Por outro lado, eles não são necessariamente bobos como a nomenclatura citada acima afirma. Não são nem como os primeiros celulares existentes e nem como os itens mais modernos e custosos como um iPhone 13 Mini ou um Galaxy S22+. Podemos, então, considerá-los um meio-termo.

No geral, um feature phone é um telefone que oferece o básico e mais um pouco. A maioria não traz tela de toque ou poderio no quesito processador e memória. Seu foco é o de servir para funções mais comuns como fazer ligações, tirar fotos simples, ouvir músicas, checar e-mails e mensagens, etc. Não há dezenas de aplicativos, mas sim alguns importantes e poucas opções de adicionar outros.

Ou seja, é um celular simples para quem busca sair um pouco da sensação pesada das notificações constantes dos smartphones.

As funções e recursos

Muito similar a celulares da primeira metade da década de 2000, esse tipo de aparelho tem aquela cara de pré-smartphone. Ou seja, você não terá opções como jogos modernos ou vídeos em 4K. Porém, isso não quer dizer que são periféricos inúteis.

Algumas das funções e recursos mais comuns são:

  • Navegador de internet;
  • Player de música, mais precisamente MP3;
  • Câmera;
  • Tela menor e sem opção de touchscreen;
  • Bateria extremamente durável;
  • Botões alfanuméricos e direcionais.

É claro que há exceções. O Dell Streak Pro D43 de 2012, por exemplo, tem uma tela de toque funcional, enquanto o Nokia 8000 4G traz uma leva de aplicativos como YouTube e WhatsApp, algo pouco comum em dispositivos similares.

Além disso, é preciso destacar o quinto item da lista acima: a bateria. Por não oferecer as mesmas quantidades de opções dos smartphones, esses celulares tendem a demorar bastante tempo para descarregarem. Muitas empresas prometem mais de 20 dias de duração da bateria, porém sempre tenho um pé atrás com essas afirmações.

Por último, no quesito sistema operacional, esses telefones não usam nomes como Android ou iOS. Em vez disso, há uma variedade maior de alternativas. KaiOS, Nokia Asha Platform, LiMo Platform são alguns exemplos usados nos feature phones.

Feature Phone da Motorola
Feature Phone da Motorola (Imagem: YouTube / PhoneArena)

Vale a pena comprar um feature phone?

Depende.

Se você é um heavy-user de smartphones e não consegue mais ficar sem seus muitos apps e notificações, então fique longe de um feature phone. Você não terá a praticidade de rolar telas com um simples toque de dedo, por exemplo. Isso sem contar a velocidade do processamento, já que o dumbphone é, normalmente, muito mais devagar do que um periférico com Android ou iOS.

Em contrapartida, se você não aguenta mais se sentir dependente das redes sociais ou das notificações de tantos aplicativos distintos, mas ainda precisa de um aparelho para se comunicar, então esse tipo de dispositivo pode ser a benção que tanto procura. Com ele, você tem o mínimo, algo que muitas vezes é exatamente do que precisamos.

Outro ponto que preciso destacar é o preço. Um telefone celular dessa categoria custa, normalmente, muito mais barato do que um smartphone moderno. A carteira pode agradecer nesses momentos.

De qualquer forma, agora você já sabe mais sobre o que é um feature phone. Acredita que há espaço em sua vida para um celular desse tipo ou considera impossível mudar tão drasticamente? Conta pra gente!

Com informações: PCMag.