Início / Testamos / Celular /

Review Samsung Galaxy S22+: um topo de linha sólido

Samsung Galaxy S22+ é um ótimo Android topo de linha de 2022, mas não traz upgrades relevantes quando comparado ao antecessor

Darlan Helder

Por

Testamos
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Depois do S22 Ultra, o Galaxy S22+ é o flagship mais interessante da linha high-end da Samsung. Por ser o mais “equilibrado” da família, ele deve aparecer com mais frequência nas mãos dos brasileiros, especialmente durante as promoções ao longo do ano. O downgrade na bateria pode ser um ponto negativo, mas o S22+ se mostra atraente por oferecer o melhor processador para Android que você vai encontrar em 2022 e muitos recursos avançados. 

Com preços que partem de R$ 6.999, será que o aparelho é uma boa escolha? Os upgrades oferecidos pela Samsung podem animar donos de S21+ a trocarem de celular? Eu testei o S22+ por uma semana e compartilho a minha análise sobre o produto nos próximos minutos. 

Análise do Samsung Galaxy S22+ em vídeo 

Aviso de ética 

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises não têm intenção publicitária, por isso ressaltam os pontos positivos e negativos de cada produto. Nenhuma empresa pagou, revisou ou teve acesso antecipado a este conteúdo. 

O Galaxy S22+ foi fornecido pela Samsung por empréstimo e será devolvido à empresa após os testes. Para mais informações, acesse tecnoblog.net/etica

Design 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Vamos direto ao ponto. Todos devemos reconhecer que o S22+ é idêntico ao S21+, porém com um acabamento mais bonito, em especial na região das câmeras. Eu gosto de ver o módulo acompanhando a cor principal do dispositivo, porque dá uma uniformidade visual e, de certa forma, marca o produto. É uma estratégia que a Samsung vem seguindo em vários aparelhos de seu portfólio e, na minha visão, funciona muito bem. 

Como um bom celular topo de linha deve ser, o S22+ tem acabamento em vidro com proteção Gorilla Glass Victus+ e IP68, contra água e à poeira. A Samsung deu muita atenção nas áreas de design e construção: a empresa explica que componentes internos do aparelho são feitos de plástico reaproveitado de redes de pesca, reforçando a sua política de sustentabilidade. 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Houve também, na minha avaliação, um cuidado e acerto nas cores. Branco, rosa, preto e verde são as opções disponíveis, e tenho que admitir que a versão esverdeada, muito parecida com o azul-pacifico do iPhone 12 Pro Max, ganhou o meu coração. 

A Samsung tem cada vez mais reforçado a sua linha de acessórios exclusivos e o mais interessante é que as capinhas, por exemplo, não só servem para proteger o celular. Elas trazem alguns atalhos que ampliam a experiência de uso. A capa com alça atrás que eles disponibilizaram para este review é muito bonita, mas o preço de R$ 359 acaba afastando alguns consumidores. 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Tela e som 

A tela continua sendo um dos maiores acertos da fabricante. Além da qualidade impecável em termos de brilho e volume de cor, as bordas são muito finas e eu pude constatar um grande aproveitamento nesse painel de 6,6 polegadas. A Samsung não foge à regra e manteve o excelente AMOLED, com pico de brilho de 1.750 nits, e taxa de atualização variável de até 120 Hz. Em qualquer situação, em ambientes fechados ou sob a luz solar, a exibição é ótima. 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Como na geração passada, o S22+ tem leitor de impressões digitais ultrassônico, sob a tela. Eu nunca tive problemas com a tecnologia da Samsung e com esse aparelho não foi diferente. Para quem deseja ter um S22 com tela maior, mas sem chegar tão perto do modelo Ultra, a variante Plus pode ser muito interessante, ainda mais quando comparada com o modelo convencional. 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Os componentes sonoros são bons, mas nada de impressionar. Eles são estéreos, portanto, o áudio sai em ambas as extremidades do smartphone. Os falantes entregam um som alto, envolvente, mas falta um pouco de definição; você vai encontrar aqui um som bem aberto e, provavelmente, assim como eu, sentirá falta de graves. 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Software 

A unidade testada pelo Tecnoblog veio com o Android 12 trabalhando com a  One UI 4.1. Não há nada de novo aqui que valha uma atenção especial do consumidor, mas isso não é negativo, porque a Samsung segue fornecendo uma experiência de uso muito completa. Aliado a isso, acompanhamos a empresa aprimorando a sua política de atualizações, o que é muito bom. 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Galaxy S22+ será atualizado até o Android 16, tal como os seus irmãos. A gente vem parabenizando a Samsung a cada análise porque, hoje, ela é a única marca a deixar claro para o consumidor até quando o seu produto ganhará updates. Enquanto isso, o Moto Edge 30 Pro, por exemplo, concorrente direto do S22+, será atualizado até o Android 14. 

Quem está com um Galaxy S mais recente em mãos, encontrará no S22+ os principais recursos já conhecidos. Tem o DeX, que cria uma experiência de desktop em TVs e monitores, o painel Edge, atalho com os aplicativos mais usados por você, e um menu na central de controles para integrar o celular ao PC Windows

Câmeras 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O conjunto fotográfico ganhou um afinamento, principalmente para melhorar os registros noturnos. E, de modo geral, esse aprimoramento talvez seja a principal novidade este ano em relação ao S21+. Em qualquer situação, as três lentes disponíveis vão produzir ótimas fotografias e a coloração promovida pela Samsung continua ofuscando toda a atenção. 

A câmera principal de 50 megapixels tem uma abertura f/1,8. Além da bela saturação, essa lente atua muito bem para capturar detalhes e o software consegue deixar tudo vívido, ao mesmo tempo que cria um desfoque preciso e natural. Em retrato, a tecnologia de pós-processamento pode demorar após o clique, mas é capaz de recortar adequadamente o sujeito mesmo com excesso de informações ao redor. Com ela, ainda é possível filmar em até 8K a 24 fps. 

Foto tirada com a câmera principal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal + modo Retrato do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal + modo Retrato do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Produzindo imagens de 12 megapixels de resolução com campo de visão de 120 graus, a ultrawide ainda entrega aquilo que já estamos acostumados a ver. Além de um volume de cor intenso, a abertura consegue capturar bastante informações e existe uma leve distorção nas extremidades que não compromete toda a fotografia. 

Foto tirada com a câmera ultrawide do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera ultrawide do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera ultrawide do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera ultrawide do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera ultrawide do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera ultrawide do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A teleobjetiva continua aqui, mas desta vez tira fotos de 10 megapixels com zoom óptico de 3x. Nos meus testes, a lente atuou preservando o centro do registro, enquanto as extremidades ganham um desfoque suave. Provavelmente, essa não é a câmera que você usará com mais frequência, mas ela pode ser útil em momentos pontuais e funciona. 

Foto tirada com a câmera teleobjetiva do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera teleobjetiva do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera teleobjetiva do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera teleobjetiva do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera teleobjetiva do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera teleobjetiva do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal + modo Noite do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal + modo Noite do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal + modo Noite do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera principal + modo Noite do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera ultrawide + modo Noite do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera ultrawide + modo Noite do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O modo Noite da Samsung tem me agradado por não aderir ao artificialismo, com cores saturadas demais. As melhorias prometidas podem ser sentidas na prática nas principais lentes do aparelho. Há um bom nível de brilho, naturalidade entre as cores e ruído muito bem controlado. 

As selfies são capturadas por uma câmera de 10 megapixels. Ela gera ótimas imagens: o rosto do sujeito não sofre alterações extremas, o efeito de profundidade de campo é eficiente e a coloração também me agrada. 

Foto tirada com a câmera frontal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Foto tirada com a câmera frontal do Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Hardware e bateria 

O Galaxy S22 Plus tem o mesmo processador do S22 e do S22 Ultra: o Snapdragon 8 Gen 1. O modelo ao qual tivemos acesso era o mais “avançado”, com 8 GB de memória RAM e 256 GB de armazenamento. É claro que não houve nenhuma surpresa negativa em termos de performance. Nós já testamos o mais recente chipset da Qualcomm em outros aparelhos e a fluidez do topo de linha se manteve nesse S22+ avaliado. 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Eu passei alguns minutos jogando títulos pesados disponíveis na Play Store com os gráficos no máximo sem nenhuma adversidade. Em tarefas mais severas, ele pode esquentar rapidamente, sobretudo na região das câmeras, mas não é nada anormal. Eu identifiquei isso também em outros aparelhos equipados com Snapdragon 8 Gen 1, como o Motorola Edge 30 Pro. 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Já na autonomia, sem mais nem menos, a Samsung reduziu a capacidade da bateria, passando de 4.800 mAh para 4.500 mAh. Se você é uma pessoa que exige muito do aparelho no dia a dia, talvez sinta alguma limitação; outros usuários não devem notar grandes diferenças assim. 

Após sair da tomada com 100% de carga, com o brilho da tela no máximo e no modo de 120 Hz, eu gastei 1h30min de vídeo, 1 hora de redes sociais e 30 minutos de Asphalt 9. O S22+ consumiu 25%, que eu considero uma boa autonomia. Além do downgrade repetindo na célula, é bom lembrar que a fabricante não disponibiliza carregador na caixa. 

Galaxy S22+: vale a pena? 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Galaxy S22+ é um ótimo aparelho para quem busca um Android potente de longa duração, que possa entregar alta performance daqui a quatro/cinco anos. Ele é uma boa alternativa para você que quer um Galaxy S, mas sem canetinha, e para aquela pessoa que acha as 6,1 polegadas do S22 muito limitadas. Assim como os demais aparelhos da linha, podemos encontrar no Plus uma construção sólida, ótimo desempenho, tela com brilho forte e um bom conjunto fotográfico. 

Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22+ (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Para quem está no S21+, encare o S22+ apenas como um refinamento do modelo de 2021. O que eu quero dizer é que, dependendo do seu objetivo agora, migrar para o novo Plus talvez não seja um bom negócio. A Samsung fez ajustes pontuais, que podem beneficiar mais quem está com um Galaxy de dois ou três anos atrás. 

Mesmo com esse ponto de atenção, o S22+ não deixa de ser um telefone atraente e é por isso que eu acredito que muitas pessoas devem optar por ele ao longo deste ano. O dispositivo também pode ser a porta de entrada para quem quer migrar de marca, em busca de um flagship que cumpra o que promete, em termos de desempenho, câmeras e atualizações de sistema, que é o grande calcanhar de Aquiles das empresas, hoje.  

Samsung Galaxy S22+ (Brasil) – ficha técnica

Tela6,6” Dynamic AMOLED 2X, Full HD, Infinity-O-Display, 10 – 120 Hz, Gorilla Glass Victus+
ProcessadorQualcomm Snapdragon 8 Gen 1
RAM8 GB
Armazenamento128 ou 256 GB
Câmera frontal10 MP f/2,2
Câmera traseira principal50 MP, f/1,8
Câmera traseira ultrawide12 MP, 120°, f/2,2 
Câmera traseira teleobjetiva10 MP, f/2,4
Câmera traseira teleobjetiva (2)
Bateria4.500 mAh
Conectividade5G, Wi-Fi 6E, Bluetooth 5.2, NFC
Sistema operacionalAndroid 12 com One UI 4.1
Dimensões75,8 x 157,4 x 7,6 mm
Peso196 gramas
CoresBranco, rose gold, preto e verde

Review Samsung Galaxy S22+

Prós

  • Ótimo acabamento com Gorilla Glass Victus+ e IP68
  • Painel AMOLED excelente
  • Desempenho das câmeras está interessante
  • Samsung vem mandando bem na política de atualizações
  • Grande performance com o Snapdragon 8 Gen 1

Contras

  • Bateria sofreu um downgrade
  • É um pouco esquentadinho
Nota Final 9.7
Bateria
9
Câmera
9
Conectividade
10
Desempenho
10
Design
10
Software
10
Tela
10