TB Responde Aplicativos e Software

Chrome permite tocar vídeos do YouTube em background no Android

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Quando você abre um vídeo no Chrome para Android e alterna para outro aplicativo, a reprodução é interrompida. Mas isso está mudando: a última versão de testes do navegador do Google permite continuar escutando o vídeo em plano de fundo. Isso funciona mesmo no YouTube, onde era necessário fazer gambiarras com aplicativos de terceiros.

A novidade já está funcionando no Chrome Beta (54.0) e no Chrome Dev (55.0), conforme descoberto pelo Android Police. Basta acessar qualquer página que tenha um vídeo com HTML5 e tocar no play. Volte para a tela inicial, alterne para outro aplicativo ou bloqueie o smartphone. A reprodução será pausada, mas agora há um botão de “play” ali na central de notificações — toque nele e a reprodução continuará.

youtube-video-minimizado-chrome-beta-android

No caso do YouTube, basta acessar a versão móvel (m.youtube.com) a partir do Chrome para ouvir seus videoclipes em segundo plano. Eu não sei até quando isso será permitido, até porque essa funcionalidade é um dos atrativos do YouTube Red (ainda não disponível no Brasil), que custa US$ 9,99 por mês nos Estados Unidos e possibilita ouvir vídeos com o aplicativo oficial do YouTube em background.

Como lembra o gHacks, os desenvolvedores podem detectar quando o usuário está tocando um vídeo em plano de fundo no Chrome para Android com a API Page Visibility — o que é importante para fins de contagem de visualizações ou exibição de propagandas, por exemplo.

Você pode baixar o Chrome Beta ou Chrome Dev na Play Store. Eles não substituirão a versão estável do Chrome instalada no seu smartphone.

Esse conteúdo foi útil?

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque