Yellow

Artigos de Yellow

Exclusivo: Grin e Yellow são alvo de processos por dívida milionária

às 16h57 por

Grin, Yellow e Grow Mobility estão sendo processadas no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) em ações judiciais por dívidas com valor total acima de R$ 2 milhões, segundo apurou o Tecnoblog. Os problemas jurídicos se tornaram graves o suficiente para o fundo de investimento Mountain Nazca solicitar correção dizendo que não adquiriu a Grow — um negócio anunciado originalmente em março. Uber Hourly permite reservar

Grow, da Grin e Yellow, faz demissões mas nega sair do Brasil

às 10h58 por

A Grow Mobility, dona das marcas Grin e Yellow, confirmou a demissão de "grande parte da equipe operacional e corporativa no Brasil", mas nega que vá encerrar as atividades no país. A empresa retirou as bicicletas de circulação em janeiro, e suspendeu o aluguel de patinetes elétricos em março devido à pandemia do novo coronavírus,

Grin e Yellow suspendem aluguel de patinete elétrico no Brasil

às 10h52 por

O compartilhamento de patinetes elétricos da Grin, Yellow e Rappi será suspenso de forma temporária em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba a partir desta sexta-feira (20). A Grow Mobility, responsável pelos veículos, explica que o motivo é a pandemia de coronavírus, causador do Covid-19. A Uber também reduziu bastante a quantidade de patinetes disponíveis no Brasil. Yellow e Grin são co

Yellow e Grin são compradas por investidor [atualizado]

às 16h44 por

Atualização (05/06): a Grow esclareceu que na verdade foi adquirida pelo investidor Felipe Henríquez Meyer, cofundador do fundo de investimento Mountain Nazca. O texto original segue abaixo. --- A Grow Mobility, responsável pelas marcas Grin e Yellow, anunciou nesta terça-feira (10) que foi adquirida pelo grupo Mountain Nazca, fundo de venture capital que detém controle acionário de empresas como o Peixe

Peixe Urbano nega que vai adquirir Grin e Yellow [atualizado]

às 13h57 por

O Peixe Urbano, empresa de comércio eletrônico que introduziu o conceito de compras coletivas na América Latina, nega uma possível aquisição da Grow Mobility, responsável pelas marcas Grin e Yellow. Passando por um momento difícil, ela retirou as bicicletas de todas as cidades brasileiras e passou a operar os patinetes elétricos apenas em três cidades. Patinetes Yellow e Rappi podem ser desbloqueados no app Grin

Patinetes Yellow e Rappi podem ser desbloqueados no app Grin

às 09h52 por

Se você encontrar um patinete elétrico da Yellow ou Rappi na rua, pode desbloqueá-lo através do app da Grin: a novidade foi anunciada nesta quinta-feira (20) e torna um pouco menos confuso o uso desse tipo de micromobilidade. Os veículos estão disponíveis em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Yellow e Grin: quadrilha furtava patinetes em São Paulo para revender na internet

Bicicletas da Yellow estão sendo recicladas em SC, afirma empresa

às 10h26 por

A Grow, que cuida das marcas Grin e Yellow no Brasil, encerrou o aluguel de bicicletas em todo o país no mês de janeiro. Então, nos últimos dias, circularam imagens dessas bikes em Santa Catarina sendo destruídas por um guindaste e então descartadas. Segundo a empresa, elas serão recicladas por oferecerem risco aos usuários, enquanto algumas unidades em boas condições de uso foram doadas.

Yellow e Grin: quadrilha furtava patinetes em São Paulo para revender na internet

às 10h04 por

Sete pessoas foram detidas nesta quarta-feira (22) pela Polícia Civil de São Paulo, acusadas de furtarem patinetes elétricos da Yellow e Grin e revendê-los na internet por cerca de R$ 600. Elas serão indiciadas pela prática de furto qualificado e associação criminosa. A Grow, empresa responsável pelas duas marcas, encerrou as atividades em 14 cidades, mas continua presente na capital paulista.

Yellow e Grin encerram aluguel de patinete em 14 cidades e retiram bicicletas

às 15h14 por

Os patinetes elétricos da Grin e Yellow deixarão de circular nas ruas de 14 cidades brasileiras; os veículos poderão ser encontrados apenas em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Isso vale inclusive para patinetes que adotaram a marca Rappi. Enquanto isso, todas as bicicletas foram retiradas de circulação temporariamente para um "ajuste operacional". Lime, concorrente

Grin retira patinetes de Santos (SP) após Uber lançar concorrente na cidade

às 16h18 por

Clientes da Grin receberam um e-mail nos últimos dias dizendo que a empresa deixará de alugar patinetes verdes em Santos (SP): o aplicativo mostrará apenas os veículos da Yellow, cujo desbloqueio deve ser feito através da Rappi. Essa medida não afeta as outras cidades onde a Grin atua. A Uber começou a alugar patinetes no litoral paulista em dezembro de 2019.

Yellow e Grin lançam assinatura de R$ 15 mensais para bicicleta e patinete

às 10h53 por

O Grin Prime foi lançado nesta quarta-feira (11) na cidade de São Paulo: trata-se de uma assinatura de R$ 15 mensais, com o primeiro mês grátis, que isenta o usuário de pagar a taxa de desbloqueio para patinetes da Grin e bicicletas da Yellow. A Grow, empresa que comanda as duas marcas, também promete "benefícios exclusivos" que serão anunciados em breve.

Grin encerra app da Yellow e leva aluguel de patinete para Rappi

às 16h17 por

O aplicativo da Yellow para iPhone e Android foi encerrado: daqui em diante, será necessário acessar o app da Grin para alugar bicicletas e patinetes verdes, e o app da Rappi para desbloquear os patinetes amarelos. Essa mudança pode ser ligeiramente confusa, mas é temporária: no futuro, será possível utilizar todos os patinetes elétricos através da Grin. Os usuários estão sendo avisados via notificação e e-mail.

Yellow virou Grin: entenda o que muda para os usuários

às 14h13 por

Com a conclusão da fusão entre as empresas Yellow e Grin, processo iniciado em janeiro de 2019, os usuários que têm o aplicativo da startup amarela para alugar bicicletas e patinetes compartilhados terão que baixar o app da Grin para continuar usando o serviço em breve. Veja o q

Yellow e Grin terão fábrica de patinetes e bicicletas elétricas em Manaus

às 11h44 por

A despeito das polêmicas envolvendo serviços de compartilhamento de patinetes e bicicletas, a Grow continua apostando alto nesse mercado: a companhia, que responde pelas operações da Yellow e Grin, vai investir R$ 25 milhões em uma fábrica em Manaus (AM) para produzir patinetes e bicicletas elétricas. Uber testa assinatura com viagens de carro, bike e delivery do Eats

Lime lança patinetes elétricos em SP e RJ para competir com Grin e Yellow

às 09h14 por

A Lime inaugurou nesta terça-feira (2) seu serviço de compartilhamento de patinetes elétricos nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. A empresa americana, que já opera em mais de 100 cidades no mundo, entra no Brasil para competir principalmente com a Grow, formada por Grin e Yellow, num momento em que as prefeituras trabalham para regulamentar o serviço. São Paulo proíbe patinete elétrico na calçada e obriga uso de capacete

Yellow e Grin chegam a 10 milhões de viagens de bicicleta e patinete

às 18h25 por

A Grow, que resultou da fusão entre as empresas de micromobilidade Grin e Yellow, registrou 10 milhões de viagens de patinetes elétricos e bicicletas compartilhadas no Brasil e em mais 6 países da América Latina, informa o TechCrunch. Ela atua em 23 cidades, e vem enfrentando desafios com a regulamentação da atividade em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Tecnocast 120 – Patinetes e a regulamentação

às 19h56 por

A micromobilidade chegou para ficar, mas vem causando algumas polêmicas. O Rio de Janeiro, por exemplo, quase aprovou um projeto de lei que exigia que o condutor fizesse uma prova do Detran (!!!) para andar com os patinetes. Já em São Paulo, a prefeitura recolheu os modais das ruas e cobrou multas altíssimas das empresas.

RJ quer exigir prova no Detran para andar de patinete elétrico

às 10h31 por

A Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) aprovou um projeto de lei que regulamenta patinetes elétricos e bicicletas elétricas, obrigando os usuários a terem CNH (Carteira Nacional de Habilitação) ou realizarem prova no Detran-RJ. O PL segue para sanção ou veto do governador Wilson Witzel (PSC). A Grow, dona das marcas Grin e Yellow, diz que o projeto é inconstitucional.

Yellow entra na Justiça após prefeitura de SP apreender 500 patinetes

às 10h59 por

A prefeitura de São Paulo recolheu 557 patinetes elétricos compartilhados da Grow, que reúne as marcas Yellow e Grin, após começar nesta quarta-feira (29) a fiscalização prevista por decreto assinado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB). O governo alega que a empresa não fez credenciamento e opera sem autorização; ela considera essa regulamentação ilegal e decidiu recorrer na Justiça.

Como funciona o aluguel de bicicletas e patinetes da Yellow

às 14h38 por

Como a Yellow funciona? A startup oferece aluguel de bikes e patinetes elétricos em diversas cidades do país, e é extremamente fácil criar uma conta no serviço e utiliza-lo. Aqui, você descobre mais sobre como as biciletas e as scooters da Yellow funcionam. Vai comprar um só para você? Como escolher a sua bicicleta elétrica

Uber e outras dez empresas querem operar 100 mil patinetes em São Paulo

às 12h23 por

O prazo do chamamento da Prefeitura de São Paulo por interessados em operar patinetes elétricos na cidade se esgotou nesta segunda-feira (18). Com ele, onze empresas, incluindo Uber, Yellow e Grin se apresentaram para formalizar a implantação do serviço e adotar medidas de segurança e manutenção. Patinete elétrico da Xiaomi tem falha de segurança que permite controle via Bluetooth

Yellow tem bicicletas apreendidas em cidade por falta de autorização para operar

às 18h13 por

Depois de um período inicial atuando exclusivamente na capital paulista, a Yellow começou a expandir as suas operações para outras cidades. Uma delas é Vila Velha, no Espírito Santo. O serviço estreou por lá nesta sexta-feira (8). Ou melhor, tentou estrear: a prefeitura apreendeu cerca de 130 bicicletas da companhia e a multou em R$ 120 mil, aproximadamente. Yellow e serviço de patinetes elétricos Grin anunciam fu

Yellow e serviço de patinetes elétricos Grin anunciam fusão

às 16h55 por

Os serviços de compartilhamento de bicicletas e patinetes elétricos por aplicativo ainda são muito recentes no Brasil, mas já tem fusão acontecendo: nesta quarta-feira (30), a brasileira Yellow e a mexicana Grin (focada apenas em patinetes elétricos) anunciaram a decisão de unir forças. A nova empresa se chama Grow Mobility — o primeiro nome é uma junção das duas marcas. Uber quer desenvolver bicicletas e patinetes autônomos

Yellow vai multar em R$ 30 quem deixar bicicleta fora da área de atuação

às 14h39 por

A Yellow vai cobrar uma taxa de retorno de R$ 30 para quem deixar a bicicleta fora de sua área de atuação, que engloba alguns bairros de São Paulo. A multa começa a valer na próxima segunda-feira (1º de outubro). A empresa permite alugar bikes através de um aplicativo para iPhone e Android, por R$ 1 a cada 15 minutos. Yellow diz que vandalismo e furto de bicicletas estão “abaixo do esperado” A área de atuação da Yellow inclui os Jardins, Pinheiros, Vila Madalena, Butant

É a vez do compartilhamento de patinetes elétricos chegar ao Brasil

às 17h45 por

Serviços de compartilhamento de patinetes elétricos não são populares no Brasil, mas três startups querem mudar essa realidade: Yellow, Ride e Scoo já testam esse tipo de serviço em São Paulo e esperam que os patinetes possam se tornar um meio de transporte individual tão bem aceito no Brasil quanto as bicicletas. Os patinetes elétricos são ágeis para curtas distâncias, ocupam pouco espaço

Yellow, serviço de bicicletas compartilhadas sem estações fixas, já opera em SP

às 16h23 por

Serviços para bicicletas compartilhadas já existem no Brasil, mas, via de regra, eles se baseiam em pontos físicos permanentes para retirada e entrega das bikes. A Yellow é uma startup que propõe um modelo diferente: que as bicicletas sejam compartilhadas com auxílio de aplicativos, mas sem necessidade de estações físicas. O serviço está estreando oficialmente em São Paulo (SP).

Tecnocast 087 – Transportes do futuro

às 19h45 por

Os meios de transporte que usamos diariamente são baseados em tecnologias que surgiram há décadas ou até séculos. Temos humanos fazendo besteira atrás de volantes de motores de combustão interna, ônibus que ficam ilhados no trânsito das grandes cidades, trens abarrotados de pessoas sobre trilhos que nunca terminam de ser construídos... Mas será que o futuro pode nos reservar algo melhor? Estamos vendo muitas

São Paulo terá sistema de compartilhamento para deixar bicicletas em qualquer lugar

às 11h08 por

Quem usa sistemas de compartilhamento de bicicletas em São Paulo precisa retirar e devolver as bikes em estações distribuídas pela cidade. O modelo é ruim para usuários que se deslocam para regiões em que não existem muitos pontos de parada. Esse problema deverá ser solucionado com um serviço que deverá ser liberado até julho, segundo a Folha de S.Paulo. Oferecido pela Yellow, o novo sistema utiliza o modelo "dockl