Testamos Jogos

Triangle Strategy é a perfeita porta de entrada no gênero RPG tático

Depois de 50 horas de jogo, o RPG me fez ter vontade de recomeçar toda a aventura no Nintendo Switch para reviver a experiência

Ricardo Syozi
Por
Triangle Strategy (Imagem: Divulgação / Nintendo)
Triangle Strategy (Imagem: Divulgação / Nintendo)

Ao contrário de jogos de RPG de ação ou que trazem batalhas em turnos, o chamado RPG tático pode assustar um jogador novato no gênero. Ter uma constante sensação de estar em uma partida de xadrez na qual um erro pode custar uma grande quantidade de tempo não é lá muito convidativo. Sendo assim, fiquei bastante feliz ao curtir a aventura de Triangle Strategy no Nintendo Switch devido ao seu desafio na medida certa.

Fácil, mas com desafio para quem procura

Primeiramente, é importante destacar que o nível de dificuldade do game pode ser totalmente controlado pelo jogador. Se quiser apenas acompanhar a narrativa, há uma opção para isso. Porém, se o que busca é suar em cada batalha, planejando a melhor estratégia, então você não ficará na mão.

A característica que faz com que Triangle Strategy seja um ótimo jogo de porta de entrada no gênero RPG tático é o seu foco nos personagens. Diferente de títulos como Fire Emblem ou Tactics Ogre, aqui não há inúmeras classes ou pontos muito específicos para você se preocupar. Ao invés disso, cada guerreiro tem suas próprias habilidades, que podem ou não ser úteis para o jogador.

E o melhor de tudo é que você não precisa dominar cada classe para se dar bem na aventura.

O elenco não é gigantesco, permitindo que a pessoa tenha seus 8 ou 10 favoritos e consiga passar por toda a história sem grandes percalços. Além disso, o sistema de desenvolvimento dos membros de seu grupo é lento, algo que não exige um planejamento muito a frente nas batalhas. Falando nisso, ao contrário de muitos games do estilo, perder um personagem não significa morte permanente. Ainda bem.

Com tudo isso, fica mais fácil se concentrar no ponto forte de Triangle Strategy: sua história.

O campo de batalha do jogo (Imagem: Divulgação / Nintendo)
O campo de batalha do jogo (Imagem: Divulgação / Nintendo)

Não é preciso salvar o mundo dessa vez

Isso não é bem uma crítica, mas quase sempre que pego para jogar um RPG, já sei que vou precisar salvar o mundo em algum momento. Esse tipo de motivação pode ser bacaninha de vez em quando, mas se encontro algo fora da curva no gênero, não deixo de sentir um sopro de ar fresco.

Nessa aventura desenvolvida pela Square Enix, não precisamos enfrentar uma entidade maléfica e poderosa que quer dominar o mundo. Aqui, tudo gira em torno de política, com suas traições e conspirações. Ninguém é realmente um santo, precisando fazer escolhas que afetam, de uma forma ou outra, a vida de outras pessoas.

Assim, a escolha é o ponto mais alto que Triangle Strategy tem a oferecer.

Há momentos no título em que o protagonista e seus aliados precisam fazer uma votação para definir a próxima grande decisão de suas vidas. Esses encontros criam linhas do tempo que ajudam a carregar a narrativa, trazendo verdadeiras consequências para os personagens. Até mesmo relacionamentos podem ser arruinados a partir dessas etapas democráticas.

Em outras palavras, há vários caminhos distintos no game. Se você gosta de conhecer cada pedacinho da cronologia de uma obra, então pode ter certeza que dezenas de horas deverão ser investidas nesse jogo de Nintendo Switch.

Conspirações são partes importantes da aventura (Imagem: Divulgação / Nintendo)
Conspirações são partes importantes da aventura (Imagem: Divulgação / Nintendo)

Quero jogar tudo de novo

Em minha primeira jogatina, cerca de 50 horas foram gastas na jornada. Decidi fazer todas as escolhas que a minha consciência faria, sem pensar em seguir uma linha narrativa óbvia. Após a rolagem dos créditos, a vontade que eu tinha era de começar um novo save e me direcionar para outros caminhos.

E é exatamente isso o que me fez me apaixonar por esse RPG tático.

Não são muitos títulos que nos dão essa sensação, essa empolgação de querer esquecer tudo o que vimos só para ter a mesma experiência novamente. Por causa disso, já coloco essa obra entre meus games favoritos do console híbrido da Nintendo.

Triangle Strategy foi lançado em março de 2022 e está disponível exclusivamente (ao menos por enquanto) para Switch.

Ricardo Syozi

Repórter

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral. Entrou para o Tecnoblog em 2021.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque