Início » Nacional » Estádios terão Wi-Fi grátis durante a Copa do Mundo

Estádios terão Wi-Fi grátis durante a Copa do Mundo

Por
1 ano atrás

Muitos que foram assistir aos jogos da Copa das Confederações, inclusive este que vos escreve, relataram dificuldades para acessar a rede de dados das operadoras. Mesmo com as tentativas em melhorar a infraestrutura nos estádios, ligações não completadas e falhas no 3G foram frequentes. Para solucionar esse problema, os doze estádios da Copa do Mundo terão redes Wi-Fi gratuitas durante os jogos, fornecidas pelas operadoras.

Com o Wi-Fi gratuito nos estádios, as redes 3G e 4G das operadoras devem ficar menos congestionadas. O diretor executivo do Sinditelebrasil, Eduardo Levy, estima que entre 30% e 40% do tráfego de dados seja feito por Wi-Fi. Ao Estadão, ele diz: “Em situações de alta concentração de pessoas, sempre existe um limite físico de banda disponível, que poderá ser solucionado pelo Wi-Fi”.

Mas as operadoras não instalaram equipamentos para reforçar a rede de dados? A resposta é sim: mais de 700 pequenas antenas foram instaladas nos seis estádios da Copa das Confederações.

Entretanto, Levy afirma que faltou tempo para fazer todos os testes necessários. De acordo com o executivo, instalar tudo em 47 dias no Estádio do Maracanã foi “um desafio e tanto”. Segundo ele, seriam necessários no mínimo 120 dias para posicionar melhor os equipamentos e fazer testes para reduzir interferências.

estadio-nacional-brasilia-xperia-sp

De acordo com um relatório do Sinditelebrasil, a porcentagem de ligações não completadas ficaram dentro de um nível “aceitável”. Em média, 2% falharam. Na final entre Brasil e Espanha, no Maracanã, esse índice subiu para 5%. A maior parte dos problemas aconteceu antes e depois do jogo: nesses períodos, as pessoas costumam ligar para parentes ou enviar SMS.

Não efetuei ligações no jogo entre Brasil e Japão, no Estádio Nacional de Brasília, mas usei a rede de dados. Era impossível fazer qualquer coisa no 3G, mas a rede 4G funcionava de maneira espetacular, atingindo picos de 60 Mb/s. Isso, claro, aconteceu porque ainda há poucos aparelhos compatíveis com o 4G brasileiro. Na Copa do Mundo, mais pessoas terão smartphones 4G, e aí é bem provável que tudo fique congestionado se o Wi-Fi gratuito não funcionar a contento.

No Estadão há alguns números interessantes sobre a telefonia móvel nos jogos da Copa das Confederações: foram 1,7 milhão de ligações (média de 2,2 minutos por chamada) e 4,6 milhões de comunicações de redes 3G ou 4G (média de 0,5 MB de dados trafegados). Na final, houve 88 mil comunicações através da rede 4G, apenas 18% do volume trafegado no 3G.

Com informações: Estadão.

  • Carlos Eduardo

    Mas já tinha wi-fi nos estadios na copa das confederações.

    • http://higa.me/ Paulo Higa

      Tinha onde?

      Em Brasília só vi rede Wi-Fi gerada por smartphone (tethering). No Maracanã colocaram sinal Wi-Fi no entorno do estádio, mas organizado pelo governo, não pelas operadoras.

  • http://www.segundachuvosa.blogspot.com Gabriel

    O Wi-Fi sempre me pareceu a solução ideal para o Brasil, até porque fornecer rede de telefonia para um estádio lotado realmente não parece um problema simples. Para as nossas operadoras principalmente.

    Além disso, se nem o gramado da Copa das Confederações era bom, imagina a rede de telefone. :D

  • Paçoquinha

    Por que, afinal, não se faz copa sem estádios!

  • Filipe Machado

    Estive em Italia x Mexico e Brasil x Espanha no Maracanã, teve WiFi não. E várias vezes fui jogado pra rede GPRS. 3G? pfffff….

    Boa medida!

  • Arthur Silva

    Cara tem que ser mentira isso. Eu fui em 2 jogos no Mineirão – um do cruzeiro e um do Brasil na copa das confederações: Eu não consegui fazer nenhuma, NENHUMA ligação, e o 3G ficou completamente morto. Minha operadora é a Vivo, patrocinadora oficial da seleção brasileira.

  • Arthur Silva

    isso = essas estatísticas de 2% de ligação não completada.

    Todo mundo que estava comigo também tentou ligar, e era um parto pra conseguir linha. Parecia anos 90.

  • Leandro Elias Bichara

    Sou de BH também, fui no Brasil x Chile (Amistoso) e agora no Brasil x Uruguai e em ambos os jogos era impossível utilizar qualquer coisa no 3G, ninguém conseguia fazer chamadas ou receber ligações dentro do estádio, praticamente a única coisa que funcionava era o SMS.

    Obs.: Também sou cliente Vivo.

  • Leandro Marques

    Esse estádio de Brasilia ficou muito bonito, seria uma pena se não tivesse time grande lá pra aproveitar essa estrutura e ele se tornar apenas um grande, bonito e elegante elefante branco.

  • Paulo Freitas

    Tomara que o WiFi funcione, porque o mesmo WiFi disponibilizado pelas operadoras nas ruas não aguentou quando rolou as manifestações. Aqui em Campinas a polícia (que sempre erra pra menos) disse que no dia de maior concentração haviam 30 mil pessoas. Eu não consegui usar nenhuma rede WIFI aberta da NET e da Claro. Conectava, mas não carregava nada. Congestionamento total. Imagina num estádio com 70 mil pessoas.

  • http://facebook.com/jnetto21 Júlio Netto

    Na Arena Pernambuco não tinha Wi-Fi e o 3G não era bom. Minha operadora é a TIM.

  • jefferson.azevedo

    Pq só na Copa?

    Entendo, há gastos. Que poderiam ser negociados em/após contratos de concessão (ok, sou carioca revoltado com os termos de concessão do Maracanã).

    Mas, por que só na Copa? Se o estádio é padrão Fifa, com o correspondente preço de ingresso – com direito a governos ou clubes anunciando setores a preços populares – por que WiFi não vira legado da Copa?

Tecnocast

|

Faça seu login no Tecnoblog

Crie a sua conta

Esqueci minha senha