Ir para o conteúdo.

Início » Lei e ordem » Escola americana tirou 56 mil fotos sem autorização usando webcams

Em fevereiro escrevi um post sobre a escola do distrito de Lower Merion, no estado da Pensilvânia, que emprestava laptops para seus alunos e que, como bônus, também os vigiava nas suas casas usando a webcam embutida nos computadores. Algo assim não chega nem a beirar a linha do ilegal, ele sai chutando a porta da privacidade e tirando fotos.

Com o FBI cuidando do caso, algumas novas informações foram reveladas ontem. Dentre elas, foi descoberto que o programa espião instalado nos computadores tirava uma foto com a webcam e uma screenshot da tela de todos os computadores a cada 15 minutos. No total, quase 56 mil imagens foram encontradas nos servidores da escola por peritos de informática graças ao processo aberto pelo pai de Blake Robbins, que primeiro denunciou o caso.

Segundo a escola, o programa de rastreamento só era ativado quando um laptop era perdido ou roubado. Mas o diretor não explica como que mais de 400 fotos foram tiradas de Robbins quando este não reportou seu computador como roubado nem perdido.

[via Physorg]

6 Comentários (Deixe o seu!)

  • Hernani
    1c

    Bizarro, imagino o que os donos desses notebooks não fizeram na frente dele, imagine se estivesse no quarto O_o

    • SEXOOOOO \o/\o/\o/\o/

  • Alexandre
    3968c

    Éeeee, o big brother cada vez mais perto. Bem feito pra escola, que folga hein? Imagino o tanto de fotos de menininhas trocando de roupa , ueheuheuehieheiuh

  • bigkax

    Até gostava que dessas fotos algumas fossem menos próprias para serem acusados de pedofilia e serem um exemplo para quem tem ideias dessas.

  • Bruno Gall
    4239c

    Nem podemos mais ganhar mac os de escolas –”

  • Lucas

    Solução, quando seu filho ganhar um computador cedido pela escola, formate-o.

Deixar comentário:

Leia | Política de Comentários.