O Twitter permite, através da sua API, que desenvolvedores criem os mais diversos aplicativos para a plataforma e dessa forma alguns deles conseguem ganhar uma boa grana com a venda de aplicativos. Ontem o Twitter anunciou mudanças nessa API que não foram exatamente muito bem recebidas pela comunidade de desenvolvedores. A nova API, que chega na versão 1.1, vai trazer uma série de restrições e limitações que os criadores de programas não curtiram muito.

Uma das limitações impostas pelo Twitter é a quantidade de usuários que um aplicativo pode ter. A partir de hoje todos os aplicativos criados poderão ter no máximo 100 mil usuários e quem quiser aumentar esse limite precisará pedir permissão do Twitter. Os atuais aplicativos que já ultrapassam esse limite poderão continuar como estão, mas o limite máximo de usuários deles será 200% do atual (ou seja, se um aplicativo dobrar sua base de usuários, precisará pedir permissão ao Twitter se quiser ter mais).

Apps com Twitter integrado no iOS e Android: atualização será necessária

Outra das restrições é voltada especificamente para desenvolvedores que tem acordos com operadoras e fabricantes de celular para pré-instalar seus aplicativos em dispositivos móveis. De acordo com as novas regras, esses programas precisarão passar pela certificação do Twitter se quiserem funcionar. A empresa faz isso para “certificar que [os aplicativos] oferecem a melhor experiência possível do Twitter”.

Fora essas duas principais, o Twitter também disse que as “Diretrizes de exibição“, que é uma série de sugestões de como um tweet pode ser mostrado de maneira ideal em um aplicativo, passam a ser “Requerimentos de exibição”. Todos os aplicativos precisam seguir essas regras ou terão seu acesso revogado.

Os objetivos das mudanças são bem explicados por Michael Sippey, gerente de produtos do Twitter. Sippey diz no anúncio oficial que as alterações são necessárias “para evitar o uso malicioso da API do Twitter” e “garantir que usuários tenham uma experiências consistente”. Ele também diz que “talvez haverão mudanças adicionais nas Regras para Desenvolvedores no futuro para refletir as mudanças de funções da API”.

Marco Arment, desenvolvedor do Instapaper, que usa o Twitter mas não é um aplicativo específico para esse fim, diz em seu blog que essas futuras mudanças podem estar relacionadas à exibição de anúncios. Ele aposta que haverá a requisição de “exibir todos os tweets de uma timeline e exibi-los de forma consistente” e isso poderá matar aplicativos com filtros ou mute.

A partir dessa quinta-feira (16), os desenvolvedores têm 6 meses para adaptar seus aplicativos para usarem a nova API, que agora está na versão 1.1. Os aplicativos que não forem atualizados deixarão de funcionar quando a API 1.0 for descontinuada, em março de 2013.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcio Neves Machado
PÔÔÔ... tentei usar o Azul e odiei. O programa ficou ABSURDAMENTE piorado. Uma pena, esse TweetDeck amarelo é excelente :(
Marcio Neves Machado
100 mil só??? Que miseráveis!
Rafael
Aaah não, o Tweetdeck novo é uma porcaria! O Twitter fez uma incrivel bosta com o aplicativo que era sensacional... E pior que rodei duplamente, já que uso o Tweetdeck no PC e no Android...
João Manoel
O Silver Bird ainda mostra, uehueuh, parece o Twitter antes de cagarem.
YanGM
Cara, vou te contar um segredo: você não tem amigos na vida real...
@LBKatan
Esses "requerimentos de exibição" podem servir para limitar algumas coisas que aplicativos de terceiros fazem melhor do que os desenvolvedores da Twitter Inc. conseguem, não? É uma tentativa muito feia de manipular o que eles não deveriam. Todo mundo conheceu (eu acho) o twitter pela plataforma web. Se a experiência em algum aplicativo não for boa, o cara pode procurar outro aplicativo como procurou esse primeiro. No final das contas, não é o twitter que perde o usuário. Quem perde é o dev do aplicativo "defeituoso". Gostei disso aí também não.
diogod
Twitter não é Facebook.
Tiago Celestino
Só achei estranha essa posição de pedir autorização por quantidade de usuário. Pra mim, estão querendo usar a base dos desenvolvedores para algo "maléfico".
Thiago
Muito provavelmente, por que os apps de terceiros são melhores que os oficiais, é exatamente o mesmo caso dos players de podcasts de terceiros "ocultos" pela Apple em favor do seu próprio player. O Twitter quer que todos usem os apps oficiais. Só isso !
Pierre
Dá? Eu dou unfollow sem perdão.
@burnermanx
Simples, adeus TweetDeck amarelo, olá Hotot.
@TatoGomes
Alguém sabe a razão (provavelmente comercial) que levou a Twitter Inc. mudar tanto o TweetDeck a ponto de que ninguém mais gosta dele? Os comentários deste post são apenas uma pequena amostragem, pois eu vejo MUITA gente reclamando do novo. Eu mesmo prefiro muito mais o amarelo...
YanGM
Como assim? Unfollow em amigo da vida real dá merda ué.
Jorge Afonso
Na boa... Eu gosto de usar o Twitter por causa do Echofon. Posso deixá-lo aberto como um painel lateral sem interferir na navegação em sites. Além de deixar as minhas listas - sim, eu uso listas no twitter - sempre a mão. Diferentemente do novo layout do twitter que escondeu o que sempre uso e deixou à mostra o que eu nunca usei ou tive interesse de olhar (sim trendding Topics me refiro a você. ¬¬'). Se o echofon parar de funcionar por causa de um requisito idiota ou ele comece a passar "propaganda", infelizmente o Twitter terá menos um usuário. Sério, Echofon pra mim é uma mão na roda, não é intrusivo, mostra aquilo que eu preciso e quero e ainda por cima, não é tão intrusivo. Muito bom. Recomendo.
@mos_axz
Com tanto exemplo bom de como respeitar os devs e os users na internet, o Twitter.Inc foi aprender logo com a APPLE? Com o fim do Tweetdeck in AIR, eu provavelmente irei procurar outro serviço semelhante, assim como muita gente que até hoje usa o amarelo...
Exibir mais comentários