Início » Ciência » Universidade cria centro de pesquisa contra ameaça da I.A.

Universidade cria centro de pesquisa contra ameaça da I.A.

Avatar Por

Se você já assistiu algum dos filmes onde a humanidade é dizimada por robôs, já deve ter pensado na possibilidade disso acontecer na vida real. Para tranquilizar esses indivíduos a Universidade de Cambridge, na Inglaterra, planeja um centro de pesquisas que terá como um dos objetivos pesquisar as ameaças da inteligência artificial. Ele vai servir, basicamente, para impedir que os robôs se rebelem contra a humanidade.

Will Smith no filme "Eu, Robô" de 2004: vamos evitar esse futuro? | Crédito: Divulgação

Chamado de "Centro para o Estudo do Risco Existencial", ele vai servir para rastrear as chances da raça humana ser dizimada por quatro grandes ameaças, sendo a inteligência artificial uma delas. O professor de filosofia Huw Price, um dos fundadores dos centros, disse que "temos que começar a pensar com seriedade sobre o fato de que [...] a tecnologia tem potencial para ameaçar nossa existência" e completa dizendo que é preciso entender melhor quais são esses riscos.

Outro dos fundadores é Lord Rees, um dos astrônimos mais conceituados do mundo. Ele é autor do livro "Our Final Century" sobre como a humanidade pode estar caminhando para a própria extinção com a inteligência artificial. Se existe alguém que entende bem esse risco, Rees é o cara.

As outras três grandes grandes ameaças à existência da humanidade que o centro de pesquisas deve estudar são o aquecimento global, a guerra nuclear e o mau uso de biotecnologia. Mas é seguro dizer que, dada a evolução da tecnologia atual, a inteligência artificial é mesmo a principal ameaça.

Ou talvez eu esteja assistindo filmes demais.

Com informações: Slashdot, DailyMail.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

ajscaldas
O grande problema HOJE com IA é a capacidade computacional, olha só, estou fazendo um experimento com redes neurais artificiais e só para fazer o treino do sistema leva mais que uma semana ...., mas hoje já estão surgindo novos algoritmos e novos meios de passar por cima disso principalmente usando GPGPU . Quem tiver interessado da uma olhada nesse: http://www.youtube.com/watch?v=0Str0Rdkxxo
Vinicius Kinas
Pior que eu fiz um trabalho sobre isso esses dias. Falava sobre a criação de uma máquina de IA que buscava criar uma base de conhecimentos básicos do ser humano (o senso comum), para que outros sistemas especialistas usassem caso não conseguissem encontrar respostas específicas em suas áreas de conhecimento. O maior problema era a definição do que era uma verdade simples, direta e imediata. Algumas partes do nosso senso comum, são particulares.
Saint-Clair Stockler
Me desculpem discordar, mas creio que a ameaça mais realista é a da biotecnologia. As IAs fazem ENORME sucesso no nosso imaginário e em nossa psicologia (basta pensar no Golem ou no Frankestein, que são "precursores" das IAs) mas a biotecnologia é uma ciência que, comparativamente, está MUITO mais avançada que a inteligência artificial.
Antony Ps
" Mas é seguro dizer que, dada a evolução da tecnologia atual, a inteligência artificial é mesmo a principal ameaça." Sim, você esta assistindo MUITOS filmes. Aposto que a natureza pede arrego antes, ou talvez a situação possa ser acelerada por uma guerra nuclear/biológica (essa última bem mais provável e eficaz em extermínio).
Guilherme Macedo C.
Isso mesmo. A IA de hoje e dos próximos trocentos anos não ameaça nem uma ameba, quanto mais a espécie humana.
Kerlei Donizetti
Possibilidade? Sim, eu acho que há. Ninguém sabe o que se passa dentro dos laboratórios militares pelo mundo. Veja o cada da Internet, do GPS, aeronaves não tripuladas. Tudo isso surgiu muito antes dos civis tomarem conhecimento. O que mais há escondido. O EUA tem dezenas de bases secretas de pesquisa, e outros paizes também. A busca pelo poder e superioridade militar sem limites geraram armas como a bomba nuclear. Vivemos hoje avanços tecnológicos muito grandes e tendem a evoluir numa escala muito maior. O que seria uma botnet global senão uma Skynet primitiva?!
Gabriel
Acredito que não estamos perto de reproduzirmo algo similar a consicência em robos, até porque nem sabemos do que a mesma se trata. Por outro lado, já temos outros problemas como o desemprego estrututral que deve se agravar com o avanço das técnicas de IA...