Início » Brasil » Apple não pode usar "iphone" para celulares, decide INPI

Apple não pode usar "iphone" para celulares, decide INPI

Órgão rejeita pedidos da fabricante de Cupertino

Avatar Por

Não tem choro nem vela. O INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) negou à Apple o uso da marca "iphone" para celulares e similares. Como já sabemos desde o ano passado, o grupo detentor da Gradiente no país entrou com o pedido de registro da marca em 2000, sete anos antes de Steve Jobs fazer o lendário keynote de apresentação do smartphone da maçã. A decisão estará na próxima edição da publicação oficial do INPI.

Dessa forma, o órgão brasileiro dá fim à polêmica envolvendo o Gradiente iphone, celular rodando Android que a companhia revelou em dezembro do ano passado. Muitas pessoas criticaram por utilizar a marca amplamente conhecida e associada à Apple. Mais tarde, a fabricante disponibilizou o vídeo a seguir, no qual explica ser a detentora do nome "iphone" e ainda expõe as diferenças entre o celular deles e o celular desenhado em Cupertino.

A Apple conseguiu junto ao INPI o direito de usar a marca "iphone" para vestuário, calçados e chapelaria. Para por aí. Mais de dez solicitações foram feitas e o órgão não informa exatamente quais serão rejeitadas. Entretanto, reitera que a requisição de usar "iphone" para dispositivos eletrônicos será devidamente negada.

A partir da publicação da revista, provavelmente a Apple do Brasil terá de sentar com os advogados da Gradiente para discutir um acordo que permita a manutenção do iPhone no mercado brasileiro. Não sei dizer quais seriam as implicações caso a companhia de Tim Cook se negue a discutir com a empresa brasileira.

Vale lembrar que a Cisco detinha a marca "iphone" nos Estados Unidos quando o aparelho foi lançado no mercado estadunidense. A Apple de lá teve de fechar um acordo com a produtora de soluções de rede, entre outros artigos. Deve seguir o mesmo caminho por aqui.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

TatoGomes
MacPhone é meu! kkkkkkkk!
TatoGomes
Nada que alguns milhões e um acordo não resolvam. Não vai mudar nada.
Raphael Rios Chaia
Se a Proview, da China, recebeu 60 milhões de dólares para liberar o "iPad"... Podemos esperar uns 150 milhões de reais (contando a conversão do dólar, claro) no mínimo pela marca "iPhone". O que vai precisar ser levado em conta é o quão importante o Brasil é como mercado para a Apple - a China consome horrores comparado com a gente...
Wellington Gabriel de Borba
Acho que a Gradiente vai vender o direito de uso do nome para a Apple por alguns milhares, quase milhões de Obamas, com o dinheiro desenvolver uns produtos medíocres equipados com Android para ser vendido por algumas centenas de Dilma.s
ricardo
Concordo plenamente. O fato de a Apple ser uma empresa muito maior e de ser idolatrada por meia dúzia de fanboys não dá a ela o direito de passar por cima de todas as regras.
rpeixoto1
Puxa que precisão ! "não sei" e "eu acho"...
ricardo
Bem, a gradiente está no seu direito. Resta à Apple adequar-se ou fazer um acordo.
Rodrigo Fante
Com certeza é o que vai acontecer, a Gradiente está mais do que certa em cobrar o que lhe é devido
Rodrigo Fante
Isso é fato, tenho mac, tenho iPhone, mas se a Gradiente registrou antes, é dela e pronto, a Apple que se vire para fazer um acordo agora.
guilherme alexandre
Se eu fosse presidente da Gradiente, eu pediria pelo menos alguns MILHÕES pra deixar a Apple usar o nome iPhone.
Guilherme macedo
Muito importante o joinha.. Campanha pela volta do joinha....
Edinho Kunzler
Vou arriscar um palpite: Se a Gradiente for uma empresa de capital aberto, com ações negociadas na BV, seria de bom grado para o futuro da empresa que aceitasse um acordo. Caso contrário, os bilhões de dólares no caixa da Apple mandarão lembranças...
Fernando Mossmann
Cadê o joinha quando se precisa dele?
Gabriel Rezende
O que é justo é justo. Vão dizer que a Gradiente tem que ser boazinha? Quem acha isso provavelmente nunca vai ser dono de uma empresa, ou vai ser por pouco tempo. Haha. A Apple que se vire, a Gradiente registrou antes ué, não existe nada de errado nisso.
Douglas Santos
Quando tudo tá uma merda no Brasil por causa da incompetência dos órgãos governamentais, reclamam, com razão. Mas quando esses órgãos acertam, as pessoas vêm e reclamam da mesma forma. Eis o verdadeiro problema desse país não ir para a frente, as pessoas nunca estão contentes com nada, exceto quando conseguem encher a sua própria pança independente de ter de ferrar alguém pra isso. O INPI está muito correto. A Gradiente registrou antes? Tem todo o direito, não importa quem ou o quê esteja esperneando contra, bem como não importa se a Gradiente é uma empresa grande e importante ou uma microempresa pequena e ridícula. A Apple que negocie com eles.
Exibir mais comentários