Início » Celular » Apps de carona funcionam mesmo e fazem o maior sucesso

Apps de carona funcionam mesmo e fazem o maior sucesso

Avatar Por

Direto do SXSW em Austin, Texas (EUA) – Diversos aplicativos aparecem durante o festival em uma tentativa de buscar seu lugar ao sol ao tentarem chamar atenção de mais de 60 mil peregrinos que vem pra capital da inovação e novas tendências durante duas semanas. Nesse ano, quem está chamando bastante atenção são os apps ligados a transporte.

É inevitável em uma cidade do tamanho de Austin, ainda mais com a inflação de turistas empacotados durante o SXSW, que algumas áreas mais críticas enfrentem problemas de congestionamento no trânsito. Por exemplo, perto do centro de convenções ou na rua dos bares, a 6th Street. Houve muitos problemas dessa ordem no ano passado. Como resolver? Aplicativos que facilitam a locomoção, obviamente. Existe app para tudo.

O Taxi Magic resolve o problema dos táxis – muito bem, por sinal. É possível saber em tempo real onde o carro está e quanto tempo vai levar para chegar até você. Ele segue a mesma ideia do brasileiro Easytaxi, uma ideia bem executada que já chegou a cinco outros países. Se no ano passado era impossível conseguir transporte pelos telefones ou sites mal feitos de cooperativas, agora está resolvido.

Uma das opções de transporte por aqui é o Pedicab. No caso desse da foto, o inverno está chegando junto.

Uma das opções de transporte por aqui é o Pedicab, essa bicileta com uma poltrona atrás

Mas o grande buzz por aqui está nos aplicativos de carona, ou seja, apps que permitem você embarcar num carro de uma pessoa comum que esteja disposta a te levar a outro canto. O Sidecar é um dos que mais tenho usado por aqui pra isso. Basta marcar qual o seu local de saída e de destino e o usuário cadastrado como motorista mais próximo é alertado. Se seu destino for próximo do caminho que ele vai levar, ele já marca que vai te pegar, te busca e depois te leva direto pro ponto de destino.

Quanto custa a corrida? O quanto você quiser. Para usar o app o usuário deve cadastrar o cartão de crédito e, ao pedir a carona, é sugerida uma doação, cujo preço é calculado baseado na distância percorrida. Daí, cabe ao usuário pagar o valor sugerido, podendo optar por mais ou menos (nunca nada).

Outro app que segue a mesma linha, e um dos favoritos do pessoal ligados ao a tecnologia no Vale do Silício é o Uber, no mercado há 3 anos e em constante expansão. Diferente do Sidecar, ele já serve como um serviço de motorista particular. Você solicita um carro, o valor da corrida é pré-calculado e ao embarcar o valor é debitado automaticamente do seu cartão de crédito. Sem burocracias ou necessidade de andar com dinheiro trocado.

Logo após pedir um carro no Uber já era possível ver a localização dele, o modelo do carro e o motorista na interface do app.

Logo após pedir um carro no Uber já era possível ver a localização dele, o modelo do carro e o motorista na interface do app.

O Uber possui duas categorias de transporte: o UberX é feito com motoristas que usam seus próprios carros pessoais para transportar o passageiro; e o Lux, que tem motoristas contratados pela empresa para levar os passageiros num sedã de luxo.

Ambos os apps permitem que qualquer usuário se cadastre como motorista, porém para poder começar a rodar e receberem pelas caronas eles precisam ser aprovados pelas empresas, que possuem um processo de avaliação. Eles procuram por antecedentes criminais e qualquer tipo de problema envolvendo o nome da pessoa. Além disso, o app sempre monitora o trajeto percorrido e requer que seja confirmado sempre que o passageiro é buscado e deixado no destino. Um sistema de avaliação também permite que os passageiros dêem feedback aos motoristas, podendo até escolher quais são seus preferidos.

Minha experiência com esses serviços foi muito positiva. Infelizmente, não existe previsão de chegarem ao Brasil tão cedo, mas vale acompanhar. Em cidades com grandes gargalos no transporte, como São Paulo ou Rio, eles podem ser uma saída interessante para incentivar os cidadãos a usarem menos seus carros e dividirem a carona com outras pessoas.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Daniel Érica Campos
Eu quero um desse.. hehe lol
Adriana Petroni
Continuando: só consigo usar os grupos do facebook, os sites de carona geralmente dão pau ou não têm informações suficientes. O unicaronas é só para universitário. Pena.
Adriana Petroni
Na Europa fiz muitas viagens de carona, bem prático, fácil e seguro. Aqui ainda não encontrei algo semelhante.
pfvgomes
Também conheço o Flinc, que além de site (flinc.org), já tem app pra iphone e android. Não nasceu no Brasil, mas está disponível há mais de um ano por aqui. Quem manja um inglêsinho mexe tranquilo, porque ainda não foi traduzido. Claro que tem seus mecanismos de segurança, associação à conta do facebook, avaliação de outros usuários etc. Carona a la dedão em beira de estrada realmente é muito perigoso pra ambas os envolvidos. Com um pouquinho a mais de gente registrando pedido e oferta de carona por lá, começará a fluir bem. Também permite criar grupo, aberto e fechado, pra empresa, universidade etc. É ótimo! Vale a pena conferir.
Marcos Oliveira Junqueira
Sempre utilizei o http://www.caronauniversitaria.net/ e nunca tive problemas...
eduardo.farias00
Eu tenho uns amigos que usam o Unicaronas há anos e nunca vi eles reclamando de nada!
marisaaverbuch
Interessante como a maioria dos comentários até agora fala que se fosse aqui no Brasil os ladrões iriam utilizar os apps para roubar os caronistas. Quando comecei a ler pensei a mesma coisa. Mas a matéria menciona que os motoristas devem preencher um cadastro e passar por uma verificação de antecedentes. Mas também tem o inverso, caronistas utilizando o app para assaltar os motoristas. Que triste que essa seja a primeira coisa em que a gente pensa em relação à utilização de tecnologia para ajudar as pessoas e poupar o meio ambiente. No Carnaval, um motorista de taxi aqui no Rio comentou que seria interessante se houvesse uma forma de cadastrar carros particulares junto à Prefeitura como "taxis temporários" para aumentar a oferta de transporte em grandes eventos. Os apps de carona poderiam ser muito úteis nesses casos.
Vinny Mendes
Pois eh... ate nisso fica complicado, tecnologia seria usada para a criminalidade
Thiago Bastos
Mais alguém percebeu o trono de ferro do Game Of Thrones?
portela.thiago
Pensei na mesma coisa..
Vanessa Eufrásio
Na verdade isso não é novo por aqui, só existe de uma forma diferente (sem a ajuda dos apps). Na região que moro tem muito estudante morando em outras cidades que voltam praticamente todo final de semana pra cidade de origem. Pego carona com esse povo quase todo mês entre duas cidades aqui em Santa Catarina. As ofertas e pedidos de caronas são feitos através de um grupo de E-mail e/ou Facebook. Quem tem carro divulga data, horário e destino de sua viagem e oferece as vagas, quem está interessado liga combinando a carona. Pago em torno de R$ 20,00 pra percorrer cerca de 200km. Sai barato pra todo mundo além das amizades que faço com a galera. Pego carona fazem dois anos e até hoje nunca tive nenhum problema, mesmo não conhecendo os caroneiros.
marcoslott
Não há cobrança no serviço, pelo que vi é uma "doação" compulsória, tanto que não há valor fixo. Há inúmeros sites que só liberam acesso ao conteúdo mediante uma "doação".
rfl
Também pensei nisso. Provavelmente é ilegal, já que há cobrança pelo transporte. Aliás, esse é o maior erro do serviço na minha opinião. Carona é carona, um dia você faz um favor a alguém e no outro dia é favorecido quando alguém se dispõe a te levar.
Rodrigo Fante
No Brasil isso seria a alegria dos ladrões, povo corrupto e sem solução, via de regra, os políticos que tanto amamos falar mal, nada mais são que espelho da população.
FilipeRokr
Isso não é ilegal aqui no Brasil?
Exibir mais comentários