Você já sabe: assim como outubro, abril é o mês de lançamento de uma nova versão de uma das distribuições Linux mais populares da atualidade, o Ubuntu. Não é desta vez que vai ser diferente: a Canonical liberou nesta quinta-feira (17) a versão final do Ubuntu 14.04 LTS (codinome Trusty Tahr). De quebra, variações como Kubuntu, Xubuntu e Lubuntu também foram atualizadas.

LTS é a sigla para Long Term Support e indica que esta versão tem ciclo suporte ampliado de nove meses para cinco anos e concentra esforços maiores dos desenvolvedores para manter a estabilidade e a qualidade do sistema operacional durante todo este tempo. O codinome faz alusão a este aspecto: Trusty Tahr significa algo como “cabra de confiança”. Estamos diante de um lançamento importante, portanto, apesar de a tradução livre soar engraçada.

Ubuntu 14.04 LTS

O Ubuntu 14.04 LTS não chega com nada muito inovador, mas suas novidades, de modo geral, agradam. A versão conta com kernel 3.13 (que apresenta melhor desempenho com SSD, por exemplo), Xorg 15.0.1, Firefox 28, Rhythmbox 3.0.2 (player de áudio), Empathy 3.8.6 (cliente para mensagens instantâneas) LibreOffice 4.2 e a nova versão do gerenciador de pacotes APT (que chegou à edição 1.0 depois de 16 anos), entre vários outros softwares.

Na parte visual, o Unity continua lá, firme e forte, desta vez trazendo uma tela de bloqueio renovada, novos ícones, temas principais que eliminam a borda das janelas e a possibilidade de fazer mais ajustes no tamanho dos elementos gráficos da interface, por exemplo.

Compatibilidade com o HiDPI é outra novidade. Isso significa que o Ubuntu 14.04 pode lidar com telas com resolução ou densidade de pixels maior. Por outro lado, a distribuição perdeu o suporte ao Ubuntu One, mas não poderia ser diferente: o serviço será descontinuado em 1º de junho.

Disponível em 32 e 64 bits, o Ubuntu 14.04 LTS pode ser baixado gratuitamente no site oficial da distribuição. É possível encontrar outras opções de download – como torrents – nesta página. Para quem quiser conferir os atrativos da distribuição antes do download, a dica é acessar este tour online.

Como informado no início do post, os demais “sabores” do Ubuntu também foram atualizados, todos igualmente em LTS:

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Yuri da Silva
É só pesquisar Drivers Adicionais no Dash e Instalar o driver radeon.
edjeorgton
Usei ubuntu com dualboot durante longos 5 anos...sempre atualizando..e mantendo o "outro" ali...por causa de alguns softwares específicos que preciso. Trabalho com telecom e algumas marcas só tem software forRwindows para acesso. Juntei o útil ao agradável. Migrei a maioria dos clientes de grande porte para Elastix/Asterisk...que é Linux..PBX IP.....e ranquei fora o MALDITO S.O....................tudo zerado...laptop rodando suave com ubuntu 14.04 e os clientes MAIS FELIZES sem bug nas centrais................Linux resolveu minha vida.......o/
Kevin Oliveira
Enfim saí do Windows. Estou testando o Ubuntu ainda, mas tenho quase certeza que é pra ficar.
Moraes Junior
como sempre a cacnonical vem se saindo muito bem,adorei o sistema e recomendo a todos
Rildo Maciel
Rodando perfeitamente aqui! Recomendo 100%...
Luiz Hamilton Moreira Junior
Olha eu infelizmente ainda usio o (r)Windows devido ao meu trabalho, mas já estou começando a mudar isso, já que coloquei várias vm no meu VMWare player(free né?) e estou testando Ubuntu 14.04, Fedora 20, Sabayon 14.01 e o Debian 7 e acredito que nunca fui mais feliz na minha vida e com certeza em breve farei aquisição de 1 HD para fazer uma instal limpa de umas dessas distro que mencionei, mas sem medo de ser feliz, depois do sumiço do Kurumim acredito que essa nova versão do Ubuntu foi matadora. Parabéns ai ao povo dos desenvolvedores oficiais e a galera das comunidades que ajudam.
Sergio Fagundes
LTS é justamente a versão mais estável do sistema (Long Term Support) por isso não me surpreenderia nem um pouco se logo nos primeiros momentos ela não apresentasse bugs (diferente do windows...).
Abraão Caldas
Anderson Mendes Sorry, muito velho não funciona.
Anderson Mendes
Abraão Caldas Tem como usar seu adaptador sim, só dá um trabalinho mais vai http://www.ajaykumarsingh.com/linux/tp-link-tl-wn822n-300mbps-high-gain-wireless-n-usb-adapter-not-working-on-ubuntu-12-04.html/comment-page-1#comment-34551
Abraão Caldas
Mapuche Vieira Resolvi de outra forma, peguei um roteador antigo que eu tinha instalei o OpenWRT e tornei ele cliente da rede wireless e pluguei via cabo. Infelizmente essa ainda é uma realidade difícil para o linux.,
Guilherme MacLeod
Mapuche Vieira , eu sei que fica mais fácil pelo Terminal, mas isso assusta quem não conhece. Dá pra fazer tudo isso pela Central de Programas (procurando cada componente) e instalando os pacotes .deb com 2 cliques. Fica mais fácil e menos impactante pra usuário comum.
Mapuche Vieira
Para sistemas 32 bits; pressione Ctrl+Alt+T; no terminal cole os seguintes comandos: # sudo apt-get install dh-modaliases libelfg0 execstack build-essential cdbs fakeroot dh-make debhelper debconf libstdc++6 dkms libqtgui4; sudo apt-get -f install # wget -O ati-amd-v2.4-NoobsLab32.deb http://drive.noobslab.com/data/apps/ATi-AMD/amd-catalyst-NoobsLab_2.4_i386.deb # sudo dpkg -i ati-amd-v2.4-NoobsLab32.deb; rm ati-amd-v2.4-NoobsLab32.deb Após terminar abra dash, procure por "amd catalyst", siga as instruções... Você não é burro, vai conseguir. Caso seja 64 bits: # sudo apt-get install dh-modaliases libelfg0 execstack build-essential cdbs fakeroot dh-make debhelper debconf libstdc++6 dkms libqtgui4 ia32-libs; sudo apt-get -f install # wget -O ati-amd-v2.4-NoobsLab64.deb http://drive.noobslab.com/data/apps/ATi-AMD/amd-catalyst-NoobsLab_2.4_amd64.deb # sudo dpkg -i ati-amd-v2.4-NoobsLab64.deb; rm ati-amd-v2.4-NoobsLab64.deb Créditos NoobsLab
Mapuche Vieira
Qual o modelo de sua placa?
Tiago Chiaveri
Lembro me das placas de video da SIS, elas tinham forte relação com a Microsoft e não funcionavam de forma plena no linux, pois era hardware fechado. Será que não vale a pena vc investir numa placa compatível? Tenha a liberdade de experimentar o linux nem que seja pra depois vc dizer que não gosta.
Tiago Chiaveri
Sempre tive problemas com drivers de wireless, mas resolvi investir no linux ai eu comprei uma Dlink, pluguei na placa e nem com reza brava funcionava! no dia seguinte eu a enviei de volta para kabum! (cliente tem direito de trocar o produto em até 7 dias!) peguei outra placa e estou feliz da vida. Penso o seguinte, se o fabricante não se importa de tornar o produto compatível com outras plataformas não me dando chance de escolha, não merece meu respeito.
Exibir mais comentários