Início » Negócios » Microsoft vai demitir até 18 mil funcionários; 12,5 mil trabalhavam na antiga Nokia

Microsoft vai demitir até 18 mil funcionários; 12,5 mil trabalhavam na antiga Nokia

Por
5 anos atrás

Os funcionários da Microsoft acordaram nesta quinta-feira (17) com uma carta do CEO Satya Nadella anunciando a maior rodada de demissão de funcionários da história da empresa. No ano que vem, a Microsoft cortará até 18 mil postos de trabalho, sendo cerca de 12,5 mil da divisão de dispositivos e serviços da Nokia, o que inclui os trabalhadores das fábricas.

18 mil empregados é mais do que possuem muitas empresas grandes, mas também é um número bastante considerável para uma gigante como a Microsoft. Os dados mais recentes, de 5 de junho, informam que a empresa possuía 127.104 funcionários. Cerca de 25 mil passaram a fazer parte da Microsoft há três meses, quando a compra do negócio de celulares da Nokia, por 17 bilhões de reais, foi concluída.

Satya Nadella: "tomar essas decisões é difícil, mas necessário"

Satya Nadella: “tomar essas decisões é difícil, mas necessário”

Na carta, Nadella comenta que a Microsoft começará cortando 13 mil funcionários, e a maioria deles será notificada nos próximos seis meses. O CEO reforça que todos os empregados afetados receberão indenização e serão “tratados com o respeito que merecem por suas contribuições à empresa”. A Microsoft ajudará com a transição para outras companhias em certos locais.

A reestruturação tem como objetivo tornar a Microsoft uma empresa mais ágil, com tomadas de decisões mais rápidas. Novos processos de negócio permitirão que as equipes sejam mais produtivas e integradas, de acordo com Nadella. As demissões eram esperadas, já que a Microsoft estava empenhada em cortar US$ 600 milhões em gastos anuais após o fechamento da compra da Nokia.

Nadella afirma ainda que, com a integração da divisão de dispositivos e serviços da Nokia, a Microsoft pretende “mudar” os aparelhos Nokia X para smartphones Lumia com Windows Phone (em outras palavras, não veremos celulares da Microsoft com Android).

Mais detalhes sobre a reestruturação da Microsoft devem ser reveladas amanhã (18), quando Satya Nadella participará de mais uma de suas sessões de perguntas e respostas. Na terça-feira (22), a Microsoft marcou uma conferência para anunciar seus resultados financeiros e também deverá tocar no assunto.