the-interview

A história dos vazamentos da Sony Pictures acaba de ficar mais estranha. Depois de ser acusada pelos Estados Unidos de estar por trás das invasões, a Coreia do Norte propôs uma investigação conjunta com o governo norte-americano com o objetivo de descobrir os responsáveis por um dos maiores ataques a uma empresa na história.

A relação entre Estados Unidos e Coreia do Norte é uma das mais complicadas que temos hoje: desde a Segunda Guerra Mundial, quando os norte-americanos dividiram a Coreia e o mundo era polarizado entre capitalismo e socialismo, o ódio entre os dois países só aumentou, com sanções econômicas e ameaças de bombas nucleares. Não existe embaixada dos Estados Unidos na Coreia do Norte.

A KCNA, agência estatal de notícias da Coreia do Norte, divulgou uma declaração do ministro de relações exteriores do país: “Como os Estados Unidos estão espalhando acusações infundadas e nos difamando, propomos uma investigação conjunta sobre esse incidente. Sem recorrer a torturas como as usadas pela CIA, temos meios de provar de que o ocorrido não tem nada a ver conosco”.

É uma resposta ao presidente Barack Obama, que afirmou na tarde de sexta-feira (19) que os Estados Unidos responderão “proporcionalmente” à Coreia do Norte sobre os ataques. Obama afirmou também que a Sony cometeu um erro ao cancelar a estreia de A Entrevista, prevista para o Natal. O lançamento do filme no Brasil, marcado para janeiro, foi suspenso “até segunda ordem”.

Neste sábado (20), a Coreia do Norte declarou que sua capacidade militar, incluindo a energia nuclear, vão dobrar em todos os sentidos para combater as políticas hostis de Washington. A Coreia do Norte descartou a ideia de desarmamento nuclear afirmando que os Estados Unidos planejam invadir o país por questões de direitos humanos.

Aguarde os próximos capítulos.

Com informações: CNNReutersThe Guardian.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

FreD

esses caras nun tem medo não , eles peitam os EUA. O Obama está send chamado de "pato manco"justmente por isso, /em vez de tomar iniciativa de tomar partido dos negros assassinados pela policia, fica disfarçaninventando mais uma guerrinha.

FreD&RiCo
esses caras nun tem medo não , eles peitam os EUA. O Obama está send chamado de "pato manco"justmente por isso, /em vez de tomar iniciativa de tomar partido dos negros assassinados pela policia, fica disfarçaninventando mais uma guerrinha.
Keaton
Qualquer lugar que tenha acesso à internet. uai. Se os caras "maquiaram" os acessos como o FBI diz, pode ter sido até o teu vizinho. =P
Fabrício Gomez
Talvez alguém se aproveite do isolamento da Koreia do Norte com o mundo para fazer esse tipo de coisa. Qual outro lugar do mundo seria o "mais seguro" para isso?
Maxnoob

Ficou a impressão de que conseguiram hackear com sucesso o sistema (falho?) da Sony, jogaram na cara do tio Obama e agora tão com medo de "levar cintada e ir dormir com o lombo quente".

Mas como o camarada @ItsMeKeaton:disqus disse, é muito duvidoso que um país desse tenha conseguido tal proeza.

Marno
Ficou a impressão de que conseguiram hackear com sucesso o sistema (falho?) da Sony, jogaram na cara do tio Obama e agora tão com medo de "levar cintada e ir dormir com o lombo quente". Mas como o camarada @ItsMeKeaton:disqus disse, é muito duvidoso que um país desse tenha conseguido tal proeza.
Keaton
Primeiro: - Vamo hackea tudo!!1 Então: - Eeee temos acesso a tudo!!1 Agora: - Eles querem mostrar que nossas ações tem consequencias!!!! FFFFFF Falando sério, tenho minhas dúvidas que um pais que tem meros 1024 IPs v4 registrados tenha capacidade de fazer algo do genero... Ainda mais num pais no qual ninguém tem acesso à internet em si, e pouquissimos previlegiados acessam uma INTRAnet....
Igor Britto
Eu confesso que essa história toda está muito interessante. Ela mesmo já seria suficiente para mais um filme, só que produzido pela Warner ou pela Fox talvez já que né...
Lucas Corrêa
Isso me parece mais coisa de quem quer ver o circo pegar fogo do que da própria Coreia do Norte.
Cobalto

Doidera, né?

Daniel Cobalto
Doidera, né?