Início » Telecomunicações » Quantos serviços de banda larga estão disponíveis na sua casa?

Quantos serviços de banda larga estão disponíveis na sua casa?

Paulo Higa Por

Se você mora numa cidade de médio ou grande porte, provavelmente tem pelo menos duas ou três opções de serviços de banda larga para escolher. No meu caso, são três: Vivo Speedy, NET Vírtua e Live TIM. Só que essa não é a realidade da maioria das cidades brasileiras: de acordo com uma pesquisa da Ovum, 57% delas são dominadas por apenas uma empresa.

Nós não estamos tão mal em número de conexões: segundo uma pesquisa do Ibope, 105,1 milhões de brasileiros acessaram a internet em 2013. O problema é que, além do fato de boa parte dessas pessoas terem apenas conexão discada, a distribuição da oferta dos serviços de banda larga ainda é muito desigual.

Fibra óptica

Em mais da metade das cidades brasileiras, que somadas possuem 42 milhões de habitantes, há apenas 500 mil conexões de banda larga fixa, segundo a Ovum — ou seja, a taxa de penetração nessas cidades é semelhante à média nacional de 10 anos atrás. A empresa chega a dizer que o mercado de banda larga é mais concentrado que a distribuição de renda no Brasil.

Para chegar a essa conclusão, a Ovum dividiu as cidades brasileiras em três grupos. O primeiro grupo, com taxas de penetração de banda larga fixa acima da média do país, reúne cidades que concentram 53% da população, 71% do PIB e 85% das conexões de banda larga. Por outro lado, o último grupo tem cidades com 22% da população e 8% da renda, mas apenas 2% de conexões banda larga.

Mesmo com a alta penetração de banda larga nas grandes cidades, as tecnologias e a velocidade das conexões continuam ultrapassadas: só 3% usam fibra até o armário ou residência, e apenas 15% possuem velocidades acima de 12 Mb/s. E olha que, em janeiro, a FCC determinou que uma conexão só pode ser chamada de banda larga nos Estados Unidos se alcançar pelo menos 25 Mb/s de download e 3 Mb/s de upload.

Onde você mora? Quais opções de banda larga estão disponíveis aí?

Mais sobre: