Início » Software » Windows 10 terá função que faz o smartphone se comportar como um PC

Windows 10 terá função que faz o smartphone se comportar como um PC

Por
3 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Se você dá aulas ou realiza palestras regularmente, provavelmente se vê obrigado a carregar um notebook para rodar as suas apresentações. E se você pudesse usar um smartphone para esse fim contando com a mesma praticidade do laptop? Com o Continuum for Phones para Windows 10, isso será possível.

O recurso foi apresentado nesta quarta-feira (29) na conferência Build. A demonstração ficou a cargo de Joe Belfiore, o executivo da Microsoft que vem revelando ao mundo os principais atrativos do Windows 10.

A ideia é permitir, sempre que necessário, que você use um dispositivo móvel com Windows 10 de um modo que lembra o PC. Para tanto, tudo o que você precisará fazer é conectar o aparelho a um monitor ou projetor via HDMI.

Hoje, é perfeitamente possível conectar smartphones e tablets a telas maiores para, por exemplo, exibir slides a partir do dispositivo. Mas o Continuum for Phones tentará ir além: a ideia é fazer o conteúdo mostrado pelo sistema operacional e determinados aplicativos (essencialmente, aqueles considerados universais) se adequar ao espaço visual maior.

Só para exemplificar, a tela principal do smartphone – aquela com as Tiles – aparece no monitor ou projetor como se fosse o Menu Iniciar; o PowerPoint se expande para mostrar imagens maiores e mais opções.

Continuum for Phones

A adaptação faz o smartphone exibir imagens e disponibilizar recursos quase como se você estivesse mesmo usando um PC. A experiência fica ainda mais próxima se você conectar teclado ou mesmo mouse via Bluetooth ao aparelho.

Só não será possível contar com o recurso em todo e qualquer smartphone rodando Windows 10. O Continuum for Phones exigirá que o aparelho tenha compatibilidade com dual-screen. Talvez, especificações mais parrudas também venham a ser necessárias.

Se você acompanhou a campanha de financiamento do smartphone Ubuntu Edge, provavelmente achará a ideia familiar. Uma das propostas do aparelho era trazer uma função que o permitiria se comportar como um PC. No final das contas, o projeto fracassou e o Ubuntu para dispositivos móveis, embora tenha continuado, até hoje não conta com o recurso.

Tomara que, no Windows 10, a ideia finalmente vingue.

Com informações: The Verge