Órfãos do Popcorn Time, é hora de voltar a estourar a pipoca: nesta segunda-feira (30), o aplicativo de streaming de torrents voltou “misteriosamente” à ativa.

Os atuais desenvolvedores da Community Edition, última versão do programa que agora pode ser encontrado sob nova hospedagem, optaram por não mostrar suas caras por segurança, mas anunciaram no Reddit o retorno do aplicativo: “PTCE é o substituto oficial (por ora) para o Popcorn Time. Você sabe, aquele com o domínio .io. Este funciona basicamente da mesma forma, mas utiliza uma API diferente e algumas coisas podem não funcionar corretamente até que tenhamos a chance de atualizá-lo (inclusive, você pode receber notificações dos novos updates).”

popc

O programa, uma espécie de Netflix gratuito e com maior catálogo, intermedia o trabalho entre sites de torrents e o usuário final: é só clicar no filme em destaque e pronto, todo o conteúdo dos blockbusters atuais (e antigos, também), estará à disposição na ponta de seus dedos. Foi essa facilidade toda para alcançar a ilegalidade, inclusive, que tornou o acesso do Popcorn Time inviável: apesar da genialidade imposta na simplicidade do aplicativo, a pirataria ainda é crime.

Ainda sobre a decisão de não revelar os nomes de seus novos mantenedores, o post cita o fato de dois dos desenvolvedores anteriores do aplicativo terem sido presos pela BREIN, associação de proteção de direitos autorais dos Países Baixos, e garante que isso não será suficiente para pará-los, mas que não creditarão os direitos aos responsáveis.

O que importa é que o Popcorn Time agora está positivo e operante, com versões para Windows, OS X e Linux. E se a instabilidade tirar novamente do ar o Popcorn Time, uma alternativa será o Stremio, software de estrutura semelhante ao do primeiro, mas que também funciona como peer to peer, sem a necessidade de outros servidores. Além da versão para PC, Mac e Linux, o aplicativo também pode fazer streaming para Chromecasts e Apple TVs.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago Celestino
Tudo muito caro.
Ex-comentarista
Sobre o Tecnoblog noticiar o programa: isso é um site de informações. Você colocar uma informação não significa ser adepto ou não (apesar da brincadeira no título e na matéria - comum em tempos de "chamariz de atenção"). Eles apenas estão informando. Ponto. Cabe ao leitor definir o que fazer com esta informação. Sobre pirataria, hipocrisia e tudo mais: Vamos pensar uma coisa aqui todos. Leis são códigos morais escritos que teoricamente servem para as pessoas obedecerem, ou serem punidas em caso de não obediência a estas regras. Tais leis são criadas de diversas formas, geralmente por representantes da população, desde pessoas comuns até os gestores públicos como deputados, senadores, etc. Legalmente (no Brasil) falando, pirataria é crime desde que seja com intuito de lucro ou uso financeiro. Raro eu ver matérias onde alguém é preso por download ou uso de programa por aqui. Moralmente falando, lembremos que o que é tratado como pirataria é a cópia não autorizada de algo, o uso sem controle de um objeto sob direito autoral restrito. Desde textos do Tecnoblog (que também recaem na lei - ou seja, se você copiar para um blog com anúncios, pela lei você está errado) até programas que valem 20 mil reais. Qualquer coisa onde se tem o fator "direito autoral" (o direito de criação ou posse de um imaterial), se recai as leis sobre a pirataria. Ponto. Acho que podemos dizer que grande parte da população, direta ou indiretamente, faz uso de pirataria. Seja do técnico (ou um curioso) que instala Windows pirata (pela EULA, o que vale para o Windows ser original é o número de série, que tem que estar na máquina ou em posse do dono), da pessoa que usa um programa legalizado, mas há códigos dentro dele copiado de outro programa sem autorização (assistam "Piratas do Vale do Silício" ou outros documentários sobre a briga Apple vs. Microsoft - se bem que boa parte da audiência do TB conhece a história), do vídeo do Youtube que usa um trecho de filme sem se basear no "Fair Use", etc... As regras de proteção de direito autoral são bem restritivas. Se fosse usadas a risca, as pessoas provavelmente estariam com outras condições de uso de programas. Talvez não existiria o Windows, os canais de reviews, uma programação aberta.... etc... Sobre filmes, de fato há dois pontos. O primeiro é que fazer um filme é custoso, e quem o faz, precisa recuperar a verba. Não é feito de graça. Por isso a distribuição em cinemas (para pegar uma boa parte do lucro neste primeiro momento), depois a distribuição em outras formas de mídias (para ter uma renda mínima após o lucro inicial). Não se pode desconsiderar que eles precisam ganhar dinheiro no que eles fizeram. O segundo é que é sabido por todos que as tecnologias hoje baratearam tudo - da produção à distribuição. E os cineastas sabem disto. Eles querem fazer um filme que todos assistam a custos justos. Eles sabem do peso da pirataria (Assim como músicos e outros profissionais que dependem dos direitos autorais). E pensam em diversas formas de retorno financeiro, para assim o filme ter sua capilaridade e ao mesmo tempo render o que o criador precisa para recuperar seu investimento e ter seu lucro. Eu não digo "viva a pirataria". Sem hipocrisias, faço uso dela, mas existem condições que me fazem usar este jeito. Mas ao mesmo tempo entendo o porque do combate a pirataria. No final isso é um mal: toda forma de combate a algo considerado prejudicial, é feito vilanizando quem faz o prejudicial. Pirataria, uso de entorpecentes não legais, etc... Temos que entender que são humanos que fazem este tipo de atitude, e que vilanizar uma atitude já aculturada não ajuda a diminuir tais condições. Falaram que o "Netflix é uma pirataria legalizada". Não sei como é por dentro, mas imagino que eles paguem os devidos direitos. Senão estaria fechado. Não criemos uma rixa aqui. Vamos entender todos os lados. Foi assim que nasceu os serviços de streaming pago - é uma forma de entender os lados.
Super Suporte
qta policia do politicamente correto nos comentarios! Sem or, não devem ter nada melhor para fazer da vidinha miserável do que encher o saco na internet :D
Zanac_Compile
Acho que não :D
Ernandes Vieira
Na última visita que fiz a sua casa, sua mulher me passou a senha.
Ernandes Vieira
Ou seja, já fez a parada errada e agora que supostamente não faz, criminaliza quem quem não vê problema em usufruir desse recurso. Eu faço uso SIM...não me arrependo! mas pode ter certeza que aquilo que me interessa eu compro original. Possuo diversos box de filmes e series, musicais tudo original. Acho que a industria do cinema não vai quebrar pq hj existem apps como o Popcorn, o que tende a crescer. Acho que isso pode força-los a criar novos conceitos para diminuirem o avanço desses Streamings. Graças ao Netflix (legalmente pirata), Stremio e o popcorn. As tvs a cabo estão começando a rever seus conceitos quanto as programações de filmes... Até a pirataria de DVDs na rua estão diminuindo... Eu tenho a consciência de que não estou matando ou financiando trafico de drogas e armas pra ninguém. Pq meu consumo é único e exclusivamente pessoal. Não lucro com isso!
Zanac_Compile
Estas no semi aberto ou consegue pegar 3G aí de dentro ?
Zanac_Compile
Só tenho que rir !! :D Pra que processar ? Pra que essa estupidez ?!?! Só comentar aqui no espaço que o site disponibiliza para comentários (não só elogios) que já me dou por satisfeito de expressar minha opinião. É só expressão de opinião.... tu não consegue discernir isso sua anta.
Zanac_Compile
Fala sério, no passado, lá em 1998 quando comprei um aparelho de DVD, comprava muito filme original do site DVD WORLD e vinha pelo SEDEX, era fantástico, e lá por 2003 os DVDs piratas brotavam nos camelos e o download de filme já comia solto na Internet, nós de TI tínhamos mais facilidade para saber baixar e usufruir disso, a gente já clamava por streaming de filme, por lançamentos simultâneos, claro que pirateamos, pois hollywood ainda estava com a venda das mídias físicas de DVD já defasados. Certo que já pirateei, principalmente músicas no Napster, a indústria do entretenimento estava anos luz atrasada. Eu pirateava jogos, lembro de piratear DOOM em 1995 de um FTP WAREZ, esse era o termo para sites piratas, simplesmente não tinha como conseguir no Brasil, mas mesmo assim, eu comprava CDROM de jogos, como NEED FOR SPEED 1 que comprei da CDCONNECTION americana e via TELNET, nem existia WEB ainda. Apesar da dificuldade eu já comprava, óbvio. Não é pq a uma década atrás pirateávamos mais, por todo o atraso defasado da indústria e por toda a dificuldade clara de ter no Brasil e por todo o pensamento diferente que se tinha, a consciência não era tão forte, tudo ainda engatinhava, ninguém tinha muito noção, MP3 estava surgindo, jogos ainda eram fúteis.... não é por causa disso que não vou poder discutir agora. Cara, não faz sentido alguém perder toda a moral (eu) pq a 10 anos atrás em outra realidade completamente diferente eu pirateava. Da onde estou sendo a perfeição? ainda admito que Torrent quebra um baita galho ! Só tem que ter bom senso... Bom senso.... óbvio que meu Windows é legal, que meu Office é legal, que meu Minecraft é legal, não tem sombra de dúvida disso, nem me passa pela cabeça piratear. Hoje em dia NÃO TEM DESCULPA. Tu ainda vai ter vergonha de um dia ter pensado como pensa hoje.
Ernandes Vieira
Essa é a ideia!
Ernandes Vieira
Blá blá blá.... Se o assunto é tão escuso pra vc parceiro. Pq está aqui debatendo?.... Já disse, FODA-SE sua opinião! Não ache que vai converter ninguém pra sua santa perfeição não! Não concorda problema seu!...Achou ofensivo o blog ter noticiado essa materia?...Processe-os!
Ernandes Vieira
Cara, tu fala como se vc fosse o "senhor perfeição"...o "politicamente correto-pica das galáxias" vai dizer que tu comprou a licença do Windows que vc tá usando, ou por acaso fez o download em algum site, ou melhor, comprou num camelô?.... Vc não tem nenhum DVD pirata de filme na sua casa???....Nunca baixou uma musiquinha sequer? Bro, se tu tem quaisquer item desses em sua posse, vc é conivente de alguma forma com algo ilegal. Pára de bancar, pq aqui nesse mundão não existe!
Breno Da Silva Pereira
Viva a pirataria porra viva!
Zanac_Compile
Defender algo correto choca né ? Tu sai agredindo irracionalmente. Como choca nessa nossa cultura de pai pra filho que banaliza pirataria. Bizarramente tu taxa de falso moralismo. O que seria moralismo fiel e verdadeiro então ? Pode responder tocando a baixaria que é o máximo que tu vai conseguir, segue no teu balde de pipoca ! Felicidades !
Zanac_Compile
Mas justamente isso, nem 80 e nem 8. Estou passando por radical anti-pirataria aqui pq os comentários são muito exagerados e acabo exagerando contra também. Tu paga já para todo lado, eu também, botei no papel aqui (nunca tinha contabilizado) e gasto tranquilo no mínimo 400 reais todo mês em todo conteúdo que pago, de filmes, músicas e livros, jogos e revistas, acho o fim da picada piratear jogos nos dias de hoje, com todas as facilidades e preços que praticam nos sistemas de distribuição de jogos, simplesmente não tem desculpa. Mas então, com tudo isso que já pagamos, não vejo problema de ires lá baixar o LEGO, não estou te condenando, nem eu quando vou baixar hoje, quinta-feira o episódio de ontem do ARROW que não passa a temporado na Brasil e já assisti todos os 69 episódios das temporadas passadas no Netflix. Desde sempre gravei músicas de amigos em fita cassete, copiei filme de vídeo pra vídeo em VHS e assim vai, mas tudo dentro de um bom senso. Só estou reclamando por bom senso, o que na minha opinião não existiu nessa matéria que estou batendo de frente aqui.
Exibir mais comentários