Início » Negócios » Microsoft compra LinkedIn por US$ 26,2 bilhões

Microsoft compra LinkedIn por US$ 26,2 bilhões

A maior aquisição da história da Microsoft

Por
2 anos e meio atrás

A Microsoft anunciou nesta segunda-feira (13) que fechou um acordo para comprar o LinkedIn por US$ 26,2 bilhões. A transação, que deverá ser concluída até o final do ano, será paga totalmente em dinheiro. De acordo com a Microsoft, a rede social de negócios continuará independente após a compra, mantendo Jeff Weiner como CEO do LinkedIn.

Segundo a Microsoft, ambas as empresas possuem a mesma visão, de empoderar pessoas e negócios. Os mais de 1 bilhão de usuários da Microsoft, muitos deles clientes de soluções corporativas da empresa, se juntarão aos atuais 433 milhões de membros do LinkedIn, que tem números nada descartáveis: são 45 bilhões de visualizações de páginas de perfis por trimestre e mais de 7 milhões de vagas de emprego listadas.

linkedin-microsoft

O LinkedIn ganha dinheiro especialmente com ferramentas para recrutadores. No ano fiscal de 2015, a empresa teve receita de US$ 2,99 bilhões, sendo que US$ 1,877 bilhão (63%) vieram de soluções como o Recruiter e US$ 532 milhões (18%) de usuários pagantes. Atualmente, uma assinatura do LinkedIn Premium custa entre R$ 48,95 e R$ 261,32 por mês, adicionando recursos como destaques no perfil e pesquisas ilimitadas.

Esta é a primeira grande aquisição da Microsoft sob o comando do CEO Satya Nadella (e a maior da história, ultrapassando em muito a compra da Nokia por US$ 7,2 bilhões em 2013 e do Skype por US$ 8,5 bilhões em 2011). Nadella diz que as duas empresas podem “juntas, acelerar o crescimento do LinkedIn, assim como o Office 365 e Dynamics, à medida que procuram empoderar cada pessoa e organização no planeta”.

A compra foi aprovada por unanimidade pelos conselhos de diretores da Microsoft e do LinkedIn, mas ainda precisa passar pelos acionistas e órgãos regulatórios. Uma conferência para investidores está marcada para o início da tarde desta segunda-feira (13) e deverá revelar mais detalhes do negócio.

Mais sobre: ,