Início » Segurança » A HP programou impressoras para recusarem cartuchos não originais

A HP programou impressoras para recusarem cartuchos não originais

Ao menos 14 modelos não aceitam mais cartuchos de terceiros desde o dia 13

Por
1 ano atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

HP - cartuchos

A sua impressora HP não está mais funcionando com tintas de outras marcas? Se a resposta for positiva, saiba que o problema não está acontecendo apenas com você: vários modelos da marca deixaram de funcionar com cartuchos não originais desde o dia 13. Não há nenhum defeito nesses equipamentos. A HP reconheceu que o bloqueio é uma decisão tomada deliberadamente.

O assunto só veio à tona porque a 123inkt.nl, empresa que distribui cartuchos de tintas alternativas na Holanda, passou a receber muitas queixas de clientes insatisfeitos com os produtos. Não demorou para a empresa notar um padrão: as reclamações começaram a surgir em 13 de setembro; além disso, as queixas envolviam apenas impressoras HP.

Outro detalhe suspeito é a mensagem de erro exibida pelas impressoras, a mesma em todos os casos. A 123inkt.nl decidiu então fazer testes com vários modelos. Nesse processo, os técnicos perceberam que o problema foi causado pelo firmware dos equipamentos. No passo seguinte, a empresa entrou em contato com a HP da Holanda, que disse não saber de nada.

Mensagem de erro

Nesse meio tempo, consumidores que contataram o suporte da HP receberam como resposta que o problema estava nos cartuchos não originais que eles estavam usando. Porém, com o número de queixas crescendo, não tardou para a HP mudar o discurso e reconhecer que a falha estava sendo causada por uma atualização de firmware.

Ainda desconfiada, a 123inkt.nl continuou com as investigações e descobriu que os modelos afetados não haviam recebido recentemente um update de firmware. Algumas das impressoras haviam sido atualizadas, mas em 22 de março deste ano com um firmware desenvolvido em 2015. Outras unidades, por não ficarem ligadas em rede, nunca haviam passado por um processo de atualização. Mesmo assim, todas pararam de aceitar cartuchos alternativos no último dia 13.

Diante disso, a 123inkt.nl concluiu que os firmwares antigos haviam sido programados para pararem de aceitar cartuchos de outras marcas a partir de 13 de setembro. Eis as impressoras afetadas até agora (algumas delas são comercializadas no Brasil):

  • HP Officejet Pro 6830
  • HP Officejet Pro 8610
  • HP Officejet Pro 8615
  • HP Officejet Pro 8620
  • HP Officejet Pro 8625
  • HP Officejet Pro 8630
  • HP Officejet Pro 8640
  • HP Officejet Pro 8660
  • HP Officejet Pro X451dn
  • HP Officejet Pro X451dw
  • HP Officejet Pro X476dn
  • HP Officejet Pro X476dw
  • HP Officejet Pro X551dw
  • HP Officejet Pro X576dw

Pressionada, a HP confirmou ao jornal holandês NOS que o firmware de vários modelos de impressoras foi atualizado para não aceitar cartuchos de terceiros a partir de uma data específica. A empresa justificou a decisão dizendo que a medida serve para proteger a inovação e a propriedade intelectual, além de reforçar a segurança de seus produtos.

Essa explicação deixou todo mundo calmo e satisfeito. Só que não. Tintas de impressoras são caras e, frequentemente, duram bem menos do que a gente considera razoável, o que explica a movimentação que o mercado de cartuchos alternativos tem.

Um dos modelos afetados

Diante disso, é de se esperar que fabricantes de impressoras adotem medidas para se resguardar, ainda que isso seja questionável. Nenhum bloqueio é proibido, mas é importante que o consumidor saiba desde o início das limitações ou, pelo menos, seja alertado com antecedência das mudanças.

Alterar as características do produto sem mais nem menos soa como uma forma de punir com prejuízo quem comprou cartuchos alternativos. Quem é que aceita se relacionar com uma empresa que age assim?

Para amenizar a polêmica, a companhia explicou que as impressoras afetadas continuam aceitando cartuchos recarregados, desde que estes sejam originais, ou seja, tenham o chip de segurança da HP.

Uma solução de curto prazo apontada pela 123inkt.nl é a instalação de firmwares desenvolvidos antes de 2015. O problema é que esse não é exatamente um procedimento simples. Sem contar que pode dar bastante trabalho encontrar as versões antigas desses softwares.

Com informações: Myce

Mais sobre: , ,