Início » Internet » Facebook e Google vão penalizar sites com notícias falsas

Facebook e Google vão penalizar sites com notícias falsas

As duas empresas prometem bloquear anúncios de páginas que exibem conteúdo enganador

Emerson Alecrim Por

Facebook

Notícias falsas circulam pela internet há muito tempo, mas essa prática se tornou mais perigosa com a popularização das redes sociais. Nelas, está cada vez mais difícil para muita gente diferenciar conteúdo legítimo de fictício. É por isso que Facebook e Google decidiram agir: ambas as companhias vetarão a exibição de anúncios publicitários em páginas que disseminam informações falsas.

Se o problema é tão antigo, por que só agora essa decisão foi tomada? Por pressão. Tanto o Facebook quanto o Google passaram os últimos dias recebendo críticas por serem, de certa forma, negligentes no combate ao conteúdo falso.

A gota d’água veio com a eleição de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos. Vários grupos de engajamento político e social acreditam que notícias falsas tenham beneficiado o candidato. Uma delas, que chegou a ser difundida no Brasil, dizia que o Papa Francisco estava apoiando a candidatura do republicano.

Talvez nem um estudo bastante aprofundado consiga confirmar se as notícias falsas na internet, de fato, ajudaram Donald Trump a ser eleito, mas as chances de que isso tenha acontecido são realmente grandes, especialmente no que diz respeito ao Facebook: estima-se que 44% dos cidadãos dos Estados Unidos usem a rede social para encontrar e ler notícias.

Donald Trump

Facebook e Google tentaram se desvencilhar das acusações, é claro. O próprio Mark Zuckerberg chegou a se manifestar dizendo que 99% do conteúdo do Facebook é legítimo. Mas, vendo que não seria suficiente, as duas companhias partiram para uma decisão mais enérgica (ainda que o Google tenha afirmado que a medida vinha sendo elaborada há muito tempo): o bloqueio de anúncios em páginas de notícias falsas.

Como isso será feito? A princípio, apenas com mudanças nos termos de uso das redes de publicidade de ambas as empresas. É possível também que ferramentas de bloqueio automático sejam implementadas, mas Facebook e Google não forneceram detalhes sobre isso.

Se é para combater conteúdo falso, o ideal seria impedir que páginas desse tipo sejam divulgadas e compartilhadas, mas fazer esse tipo de controle é muito difícil, beirando o inviável no curto prazo, dada a facilidade com que é possível criar sites ou compartilhar conteúdo nas redes sociais.

Notícia falsa exibida no Google durante as eleições presidenciais dos Estados Unidos

Notícia falsa exibida com destaque no Google durante as eleições presidenciais dos Estados Unidos

Enquanto sistemas de filtragem abrangentes não surgem, impedir a exibição de anúncios nessas páginas pode surtir efeito por conta de uma única razão: notícias falsas são um negócio muito rentável. Sites especializados nesse tipo de conteúdo usam estratégias muito eficientes para conseguir tráfego elevado.

Uma abordagem que é bastante aplicada é criar uma notícia chocante, com título chamativo, e exibí-la em uma página que se parece bastante com sites de notícias legítimos. Se o conteúdo parece verdadeiro, os próprios usuários inocentemente o compartilham. Com tráfego alto, sites do tipo conseguem obter receita significativa com anúncios.

Leia também: Tecnologia, eleições e a luta do Facebook contra a disseminação de boatos

Mas isso não quer dizer que o problema vai ser resolvido. Páginas que exibem conteúdo falso com objetivos políticos ou ideológicos, por exemplo, serão pouco ou nada impactadas pela decisão, assim como sites que publicam notícias falsas com intenções fraudulentas — convencer uma pessoa a comprar um remédio milagroso para emagrecimento, por exemplo.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcos Guilherme
Já tive comentários aqui excluídos, visto que na sincera ataquei um comentário de uma pessoa extremamente nacionalista e conservadora, bom só peço aos adms de plantão que por favor deixem o povo ler e pensar, porque opinar .....
Lucho
Os sites de fake news vão mesmo pagar o pato dos retardonautas que ligam o computador e desligam o cérebro. Fazer o que? Facebosta atua em tantas áreas e faz tantas coisas (nenhuma delas bem feito), agora também será babá de seus burros, ignorantes, estúpidos, imbecis, parvos, analfabetos, beócios, néscios, boçais, tapados, idiotas, pascácios, retardados, tolos, cretinos, iletrados e bocós usuários.
Lucho
A geração Ydiota que acha que lacrar textão no facebosta é o ápice do ativismo e da participação política não vota. O mesmo aconteceu no BRExit.
Paulo Freitas

Olá amigo! Este comentário é apenas para te avisar que OS DITADORES DA VERDADE apagaram os nossos comentários: http://i.imgur.com/9S7PWhO.png

Liberdade de expressão aqui só se tem quando você concorda com os DITADORES, se você se opõe à narrativa de MANIPULAÇÃO deles, quando você não é ridicularizado eles apagam seus comentários e pronto, se tornam os DONOS DA VERDADE. E tem mais, eles ainda te banem do site:

http://i.imgur.com/DJIKTMc.png

Este comentário é só pra te avisar mesmo, certamente irá ser apagado daqui a pouco, mas como você vai receber uma cópia por e-mail não tem problema. Achei que você merecia saber disso.

Minha dica é fazer como eu: /etc/hosts <<< 0.0.0.0 tecnoblog.net

Essa gente não merece nossa audiência e muito menos ganhar dinheiro à nossas custas! ;-)

Paulo Freitas
Sim sim, já assisti ao documentário AGENDA: Grinding America Down e já li o The Naked Communist, essa agenda globalista já é conhecida há tempos por quem realmente ESTUDA política... PS: Ainda bem que dá pra responder diretamente do site do Disqus, já bloqueei o blog por aqui... Censura se responde com censura. :-)
Adriano C
Mas esta era a agenda. Não sei se você percebeu mas, Trump acabou, se continuar vivo, evidentemente, com uma poder dinástico que se estabeleceu nos EUA. Depois de Bush pai, todos os presidentes subsequentes, foram uma óbvia, evidente e escancarada continuação do anterior. Hillary seria a solidificação desta dinastia onde os EUA seriam tomados de assalto como primeiro passo para implementação definitiva da NOM. Faça as contas. Foram 8 anos de mandato para cada presidente eleito depois do Bush pai, incluindo o próprio. Claro que, tudo isso era teoria da conspiração, até que surgiu o Trump, falando sobre tudo aquilo que está evidente, mas que por covardia da maioria, não se permite que se estabeleça uma discussão sobre nada disso.
Adriano C
Sinceramente, eu realmente acredito que em sua grande maioria, são idiotas úteis, como descrevia Vladimir Lenin. São caixas de ressonância perfeitas por que padecem de uma mal chamado atrofia intelectual crônica. São aqueles indivíduos que praticam aquilo que eu chamo de "autofagia intelectual" ou seja, consomem apenas o próprio conteúdo, ou de seus pares. Um jornalista no NYT, ao acordar, a primeira coisa que ele faz é ler os editoriais da empresa que paga seu salário. Durante todo seus expediente, consome aquilo que foi produzido por seus pares ou que está em perfeita concordância com a mentalidade já estabelecida. Esse fenômeno é comum em qualquer lugar. Nos EUA, você tem uma boa parcela da população, que estão começando a perceber, que os veículos de mídia oficiais, devem ser considerados como verdadeiros inimigos pois, diariamente, sistematicamente, promovem uma verdadeira lavagem cerebral nos indivíduos, formatando a realidade, criando um senso comum, promovendo a desinformação a níveis capazes de, literalmente, emburrecer o indivíduo.
Paulo Freitas
Vídeo este que contrasta completamente com esse outro, que sequer cita Donald Trump: https://www.youtube.com/watch?v=ov5kvWSz5LM
Adriano C
Apagaram um comentário que fiz com este vídeo... https://youtu.be/xdfYiFpaxao
Adriano C
Eles sabem que somos poucos, e isso garante que não haja muitas consequências, mas como eu disse, não vai durar. Mais cedo ou mais tarde, essa cortina cai. Caiu na América!
Adriano C
Paulo, concordo com você, mas infelizmente esse, AINDA, é o sistema vigente. Não vai durar muito tempo. Garanto isso pra você.
Adriano C
Gabriel B.R, não altere o real sentido dos fatos com a utilização de palavras inadequadas. É preciso abandonar a prática do politicamente correto e dar o "nome aos bois". Foi TENTATIVA DE MANIPULAÇÃO sim. Você disse: "E fiasco mesmo foi dos jornais “de verdade” que não captaram o sentimento de boa parte da população." Isso de "não captaram o sentimento de boa parte da população", jamais ocorreu. Não foi um erro, foi uma tentativa de golpe contra a população.
Paulo Freitas
Pois é, e ainda acham que nos enganam, que ninguém percebe nada... É de uma cretinice sem igual!
Adriano C
Gustavo, essa estorinha de fechar o cerco contra a publicação de informação falsa, isso em si, é método de desinformação, na medida em que, à partir de um momento que o Facebook, começar a divulgar essas práticas, tudo que for exibido nas timelines, ganharão, automaticamente, um caráter de verídico e confiável, isso tudo, sem levar em consideração que, somente aquilo que ELES considerarem informação verdadeira, aparecerá. Percebe a armadilha?
Paulo Freitas
Pois é, certamente nem publicada foi, porque não recebi nenhuma notificação por e-mail sobre... Já não bastasse a atitude VERGONHOSA de ridicularizar a opinião alheia com ironia e cinismo, ainda CENSURAM opiniões que expõem de maneira clara o próprio viés ideológico da publicação... Isso não vale a nossa audiência e não merece que continuemos a financiá-los através dela. Infelizmente uns pagam pelos outros, mas isto é inadmissível e não pode ser tolerado.
Exibir mais comentários