Início » Telecom » Brasil está no 53º lugar no ranking de velocidade de internet móvel

Brasil está no 53º lugar no ranking de velocidade de internet móvel

Relatório da OpenSignal compara a velocidade média de diversos países

Por
2 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A OpenSignal divulgou nesta quarta-feira (22) o Global State of Mobile Networks, relatório que indica a velocidade de internet móvel em diversos países no mundo. O estudo foi feito entre novembro de 2016 e janeiro de 2017 e também revela dados referentes ao tempo médio em que os smartphones ficam conectados em Wi-Fi.

A classificação do Brasil no estudo não é das melhores. Dos 88 países onde houve medições de velocidade, Coreia do Sul tem a internet móvel mais rápida, registrando 37,54 Mb/s. Em seguida vem Noruega (34,77 Mb/s), Hungria (31,04 Mb/s) e Singapura (30,05 Mb/s). Os Estados Unidos estão em 36º, com média de 12,48 Mb/s, enquanto o Brasil se encontra na 53ª posição com 8,82 Mb/s, atrás inclusive do Uruguai e do Chile. O país com a pior colocação é Costa Rica, com médias de 2,69 Mb/s.

Um dos motivos do resultado ruim do Brasil (e até mesmo dos Estados Unidos) serem tão frustrantes é que o estudo conta as velocidades de internet móvel no geral, não importando se a tecnologia é 3G ou 4G. Nos países onde a penetração da tecnologia LTE não é plena, é notório que os resultados sejam bastante afetados. Outros países de dimensões continentais também sofreram nos resultados, como é o caso da Rússia (8,69 Mb/s, logo atrás do Brasil).

Usuários de smartphone nos Países Baixos costumam usar o Wi-Fi mais que a média. A pesquisa indicou que os smartphones ficaram conectados a esse tipo de rede sem fio por 68,53% do tempo, seguido de China (65,42%), Alemanha (61,44%), Canadá (60,65%) e Bélgica (59,57%). Dos 98 países que tiveram essa medição, o Brasil se encontra na 27ª posição, com 53,48% do tempo conectado ao Wi-Fi, à frente de países como Estados Unidos (50,93%) e Coreia do Sul (49,98%).

A discrepância maior acontece nos países mais pobres, como Gana (12,62%) e Nigéria (11,43%), onde a penetração de banda larga fixa é muito baixa e o uso de smartphones é o grande responsável pela inclusão digital de boa parte da população.

Se você não lembra, a OpenSignal divulga periodicamente comparativos de velocidade média de redes 3G e 4G de diferentes países. Em janeiro, a consultoria divulgou dados sobre o Brasil que logo tiveram sua metodologia de pesquisa questionada pelo sindicato que representa as operadoras. O estudo havia apontado que a Claro era a operadora com maior velocidade 4G, seguido de Vivo, Oi e TIM.

Para os curiosos de plantão, o Global State of Mobile Networks está disponível na íntegra no site do OpenSignal.

Mais sobre: , , ,