Início » Computador » Samsung Style 2 em 1: um notebook híbrido com carregamento rápido

Samsung Style 2 em 1: um notebook híbrido com carregamento rápido

Por
21 semanas atrás
7.6

Prós

  • Design bem acabado e versátil
  • Teclado retroiluminado e silencioso
  • Tela de alta resolução e brilho forte

Contras

  • Bateria poderia ser melhor
  • Quando teremos memória flash em notebooks menos caros?

Quase todas as fabricantes de notebooks estão vendendo um produto com as mesmas características: ele custa na faixa dos 3 mil reais, possui tela de 13 polegadas sensível ao toque e se dobra para virar tablet. No caso da Samsung, o produto se chama Style 2 em 1 e oferece carregamento rápido de bateria e um design compacto, com 1,8 kg e dois centímetros de espessura.

Vale a pena? Eu testei o Samsung Style 2 em 1 e conto os detalhes neste breve review.

Design e software

O Style 2 em 1 segue o padrão da categoria: ele é leve e fino, mas não sacrifica tanto a conectividade, apresentando três portas USB-A (duas 2.0 e uma 3.0), uma USB-C, entrada para fone de ouvido de 3,5 mm, saída de vídeo HDMI e leitor de microSD. Na lateral direita, há um botão liga/desliga e um controle de volume, que se mostra útil quando o notebook está dobrado em modo tablet.

A carcaça é uma mistura de plástico (na base) e metal (na tampa e na dobradiça), que passa uma boa impressão dentro do que espero para um notebook dessa faixa de preço. Chama a atenção a inscrição “Notebook 7 spin” na dobradiça, nome pelo qual o laptop é conhecido em outros mercados — onde ele também é vendido com configurações de hardware mais potentes, incluindo GPU discreta e SSD.

O Windows 10 Home chega com o pacote padrão da Samsung, que acompanha softwares como o PC Message, que envia e recebe SMS (se você tiver um Galaxy) e o Samsung Settings, que permite manter as portas USB energizadas mesmo em standby; ativar um modo para aumentar a vida útil da bateria; ajustar a retroiluminação do teclado; ligar efeitos HDR em vídeos; entre outros recursos.

Tela, teclado e trackpad

A touchscreen de 13,3 polegadas do Style 2 em 1 responde bem aos comandos de toque, tem resolução de 1920×1080 pixels e entrega brilho forte, bom nível de contraste, pretos profundos e cores saturadas na medida certa. É bom ver que os painéis Full HD estão, aos poucos, chegando a notebooks menos caros no mercado brasileiro, dando adeus ao infame 1366×768.

As teclas baixas e silenciosas do teclado são retroiluminadas e acendem em ambientes escuros. É um recurso que deveria ser padrão nos notebooks, por facilitar bastante a utilização da máquina, especialmente ao acionar as despadronizadas teclas Fn. E o layout americano em vez do ABNT2 me agrada, até por não adotar a (terrível) solução de algumas fabricantes em colocar os botões ? e / no Q e W.

O trackpad também não faz feio: ele é grande e suficientemente preciso para que eu não precisasse apelar para um mouse externo. Gestos multitoque para rolar a tela ou ampliar um conteúdo também funcionam bem, embora nem todos os softwares do Windows se aproveitem disso.

Hardware e bateria

O modelo que testei vem com processador Core i5–7200U dual-core de 2,5 GHz, 4 GB de memória DDR4 de 2.133 MHz, HD de 500 GB (5.400 RPM), GPU Intel HD Graphics 620 e bateria de 45 Wh. Também há uma variante com Core i3–7100U, que fornece cerca de 20% menos poder de processamento bruto. É um hardware dentro do que Dell Inspiron 13 5000 2 em 1 e Lenovo Yoga 510 oferecem na mesma faixa de preço.

O desempenho no dia a dia é frustrante devido ao HD. Há lentidões e engasgos em qualquer tarefa que exija algum acesso aos dados, como abrir o menu Iniciar, executar um aplicativo e tirar o notebook do modo standby. A situação piora ao longo do dia, quando os softwares passam a consumir mais RAM e o Windows 10 parte para a memória swap; a agulha do HD não dá conta de fornecer os dados ao resto do sistema.

Não é ruim se comparado aos híbridos da mesma categoria, mas já passou da hora de as fabricantes adotarem SSD, que estão cada vez mais baratos, ou pelo menos um pequeno cache em memória flash.

Com menos partes móveis e sem um HD atrapalhando o sistema, até a autonomia poderia se beneficiar: a bateria é apenas ok, aguentando de 3h10min a 3h50min de navegação no Chrome e brilho em 70%. Isso inclui de 5 a 7 abas abertas para meu fluxo de trabalho: o próprio Tecnoblog, outros sites de tecnologia, Twitter, e mais. Em reprodução contínua de vídeo em 1080p no Edge, a autonomia chega a 6h20min.

O Style 2 em 1 só não faz muito feio na bateria por ter uma tecnologia de carregamento rápido. Ela não chega nas “2 horas de bateria com 20 minutos de carga” como prometido nos materiais de divulgação da Samsung, mas ajuda em momentos de aperto: nos meus testes, fui capaz de levar a carga de 12% a 48% em meia hora. A carga completa se dá em cerca de duas horas.

Conclusão

O híbrido da Samsung foi lançado no Brasil com preço sugerido a partir de R$ 3.399, mas a versão com processador Core i3 já pode ser encontrada no varejo por cerca de R$ 2,5 mil. Por esse valor, o Style 2 em 1 é somente mais um entre os inúmeros notebooks que se transformam em tablet. Ele não oferece nada muito novo em relação à concorrência — ou seja, não é pior, mas também não se sobressai.

Em vários momentos, o Style 2 em 1 mostra que as fabricantes deixaram de restringir tanto os mimos simples na faixa dos notebooks “não tão caros”. O confortável teclado retroiluminado e a bonita tela sensível ao toque com resolução Full HD (adeus, 1366×768 pixels, e não volte nunca mais) são itens que estão virando padrão, e é bom ver que a Samsung não fez economias desnecessárias.

Só ficou faltando a melhoria no desempenho. Processador e RAM já deixaram de ser um problema nos notebooks, mas o HD é um gargalo em qualquer computador há pelo menos dez anos, e é o maior responsável pela performance inconsistente. Talvez um SSD encarecesse demais o produto, mas ainda existiria a possibilidade de colocar uma pequena memória flash para cache de arquivos.

Ele compete com o Dell Inspiron 13 5000 2 em 1, que oferece o mesmo hardware e recursos, mas que se destaca por ter mais opções de configuração (incluindo uma versão com SSD de 256 GB, 8 GB de RAM e Core i7 por R$ 4,3 mil); e se sai melhor que o Lenovo Yoga 510, que traz hardware semelhante, mas ainda não foi atualizado para a sétima geração de processadores Core e possui uma tela de baixa resolução.

O Style 2 em 1 é um notebook mediano, suficiente para um usuário mediano, que tem outras opções medianas à venda por um preço mediano.

Como comprar com desconto?

testador-cupons-checando

Você pode utilizar a nova extensão do Tecnoblog para economizar alguns caraminguás na hora de trocar de aparelho. Ela tem um módulo Testador de Cupons que busca e aplica o maior desconto disponível na internet no seu carrinho de compras. É tudo automático, então qualquer um consegue utilizar, e é completamente grátis!

ta-caro

Outro recurso muito legal é histórico de preços. Quando você acessar a página de um smartphone, por ex, a gente já consegue te dizer se ele está com um preço legal. Esse recurso te ajuda a não cair em nenhuma "promoção", dessas que oferecem tudo pela "metade do dobro". Tenho certeza que vai ser muito útil em datas especiais, como na Black Friday.

Curtiu? Então clique aqui para instalar. ;)

Especificações técnicas (modelo testado)

  • Processador: dual-core Intel Core i5–7200U de 2,5 GHz;
  • RAM: 4 GB DDR4 de 2.133 MHz;
  • Armazenamento: disco rígido de 500 GB (5.400 RPM);
  • GPU: Intel HD Graphics 620;
  • Tela: touchscreen de 13,3 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels;
  • Bateria: 45 Wh;
  • Sistema operacional: Microsoft Windows 10 Home;
  • Conexões: Wi-Fi 802.11ac, Bluetooth, fone de ouvido de 3,5 mm, uma HDMI, uma USB-A 3.0, duas USB-A 2.0, uma USB-C e leitor de microSD;
  • Dimensões (largura x profundidade x altura): 324 x 228 x 20 mm;
  • Peso: 1,78 kg.

Notas Individuais

Design
8
Tela
9
Teclado
9
Touchpad
7
Desempenho
6
Bateria
6
Software
8
  • tuneman

    “Quando teremos memória flash em notebooks menos caros?”
    pois eu tenho um ideapad s400u faz 4 anos e comprei justamente por que vinha com um ssd msata de 32GB. ao inves de usar para RAID ou intel rapid eu optei por instalar Ubuntu nele.
    Não preciso nem dizer que o bicho é muito rápido, ne?
    na época paguei uns 1700 reais. uma pena que tal recurso caiu fora do mercado….

    • Caio Soares

      Eu já discordo. Sempre detestei essa gambiarra.

    • Tom

      É que 32gb não dá para nada, só o sistema operacional mais um programa já enche a memória.

      • Diogo Nóbrega

        Se colocar uma distro linux leve, e sem nada, acho que dá bastante coisa…

      • Kodos Otros

        Acho que 32gb dá tranquilo para uma distro Linux.
        Usava Ubuntu com Gnome num ssd de 32 de boa.

        • Tom

          Para Linux pode ser, mas para Windows já fica no limite.

          • Kodos Otros

            Pro Windows não dá mesmo. Já testei .

      • tuneman

        Sim, por isso instalei Ubuntu nele e deixei o HD de 500gb só pra arquivos.

  • Leon

    Samsung… Não, obrigado.

    Obs: ótimo review, Paulo!

  • sigma7777777

    Testei na loja o modelo com i5 e achei o desempenho agradável, mas certamente um SSD é o ideal. Poderiam perguntar para a Samsung se existe um slot M.2 Sata 3 livre igual o modelo norte-americano? Se possível pergunte também sobre o upgrade de ram, pois no modelo gringo parece que existe um slot livre.

  • Roger

    Não! Paz!

  • André Cruz de Aguiar

    O único detalhe que chamou minha atenção foi o carregamento rápido.

  • Junior Sousa

    Teclado americano?? Uhgh…

  • Caio

    Comprei um Inspiron desse que o Higa citou, logo no lançamento. Ele não tem nada de metal, mas a construção é muito boa. Acho que na média ele é melhor que esse Samsung. Comprei o mais básico com i3, no meu uso não tenho nenhum engasgo, principalmente depois que coloquei um SSD. Esse tipo de máquina é o ideal pro meu perfil, quero algo mais leve e fino e não tão caro.

  • Carlin

    Belo review Higa, parabéns pelo trabalho!

    Mas falando em review, cadê o do Moto Z² Play?

  • leoleonardo85

    Bem raro ver novos reviews de Notebook, mas gostei desse ai, caso pegasse só trocaria o HD por um SSD, de resto acho que me atenderia bem.