Início » Carros » O projeto de Elon Musk para resolver congestionamentos usando túneis subterrâneos

O projeto de Elon Musk para resolver congestionamentos usando túneis subterrâneos

Por
09/08/2017 às 16h14

Elon Musk é o bilionário conhecido por projetos surpreendentes como levar pessoas até Marte, desenvolver uma internet espacial e transportar pessoas em altíssimas velocidades. Sua empreitada mais recente é igualmente futurista, e envolve túneis.

No final do ano passado, Musk estava preso no trânsito infernal de Los Angeles e tuitou que iria “construir uma tuneladora e simplesmente começar a cavar”. Uma tuneladora, conhecida também como tatuzão, é uma máquina que escava túneis circulares — para linhas de metrô, por exemplo.

Musk tem uma ideia diferente: criar uma rede subterrânea de túneis em Los Angeles para transportar carros a velocidades de até 200 km/h — eles ficariam presos em trenós elétricos, em vez de usar as próprias rodas.

Este é o objetivo da Boring Company. (Em inglês, “boring” que dizer “chato”, “tedioso”; e também “perfuração”.) No início, isso parecia uma brincadeira de Musk… mas ele estava falando sério. A empresa adquiriu uma máquina de perfuração com 120 m de comprimento e 1.200 toneladas chamada “Nannie”, e começou a escavar um túnel no estacionamento da sede da SpaceX em Hawthorne, Califórnia.

Em abril, a Boring Company divulgou um vídeo mostrando como seu sistema vai funcionar. O carro entraria em um elevador na rua e desceria até o túnel, sendo levado a até 200 km/h para seu destino. O conceito sugere que isso poderia virar um transporte público, na forma de vagões transparentes que podem levar pessoas e bicicletas.

Em maio, Musk divulgou a primeira rota da Boring Company: um túnel indo do aeroporto LAX para Culver City, Santa Monica, Westwood e Sherman Oaks. “Futuros túneis irão cobrir toda a área metropolitana de LA”, ele escreveu no Instagram.

O executivo também mostrou um teste de seu trenó elétrico, que permitiria viagens de cinco minutos entre Westwood e o aeroporto LAX — um percurso que costuma levar de 30 a 45 minutos. Ele avisa que o vídeo abaixo “pode causar enjoo ou convulsões”:

Em junho, a Boring Company já havia perfurado o primeiro segmento de um túnel em Los Angeles, com outra tuneladora apelidada de “Godot”. (É uma referência à peça de teatro Esperando Godot, de Samuel Beckett, que discute temas como a dúvida existencial.)

E, em julho, Musk divulgou o primeiro teste bem-sucedido do elevador para carros, que a Boring Company usará para levar veículos até os túneis. Para uma empresa que começou suas atividades (pelo menos publicamente) há menos de um ano, ela está avançando bem rápido.

Esta semana, a Boring Company confirmou que vai se integrar a outra ideia proposta por Musk: o Hyperloop. Ela pretende usar seus túneis de duas formas: alguns terão trenós elétricos para levar carros; e outros serão despressurizados para transportar pods a velocidades de até 1.000 km/h, em rotas de longa distância em linha reta “como de Nova York até Washington, DC”.

Outras empresas estão tentando tirar do papel essa ideia de Musk, incluindo startups como a Hyperloop One — que vem realizando testes bem-sucedidos de sua tecnologia — Hyperloop Transportation Technologies e Arrivo. Brogan BamBrogan, fundador da Arrivo, gostou da notícia: “o setor não pode ser criado por uma só empresa, e ter um peso pesado como Elon participando disso é bem promissor”, diz ele à Wired.

Vale notar que o Hyperloop tem uma origem semelhante à da Boring Company: Musk teve a ideia para ambas enquanto estava preso no trânsito de LA. Faz sentido, então, que os dois projetos acabem convergindo — mesmo que demorem vários anos, até décadas, para se tornarem realidade.

  • Murilo Rafael De Mello

    2150 d.C – Aviões comerciais e navios de carga estão obsoletos, o mundo todo está interligado através de túneis de hyperloop.
    Férias na Europa? Você compra uma passagem para poder usar um trenó no hyperloop até São Paulo, e de São Paulo faz uma conexão no hyperloop intercontinental para a Europa.

    Comércio internacional? Quer importar containers de carga da China? Nada mais de 90 dias no navio. Transit time super reduzido usando os hyperloops exclusivos para transporte de containers e outras cargas.

    Pena que vivemos tão pouco tempo, queria poder presenciar todos esses avanços.

    • Comércio internacional? Quer importar containers de carga da China? Nada mais de 90 dias no navio.

      A encomenda vai continuar levando 90 dias para chegar, a diferença é que ela vai levar 30 minutos da China até o Brasil e então ficar 2 meses parada em Curitiba. O restante do tempo é que os Correios vão enrolar para levar de Curitiba até sua casa.

      • Murilo Rafael De Mello

        Tava pensando mais em importação formal para as industrias mesmo, mas no caso desse tipo de importação pra pessoa física eu espero em em 133 anos a nossa RF já esteja mais ágil. One can only hope.

      • Ligeiro

        Quer dizer que muitos de vocês não vão repassar aos seus filhos as noções de educação e eficiência para que eles as usem no futuro?

      • Arley Martins

        Verdade. Eu estou com uns pacotes a 55 dias em curitiba e ja esta com esses status. Em trânsito para Brasil – Liberado sem Tributação RFB – /BR a pelo ao menos 30 dias e nada do correio entregar.

        Brasil é uma bosta.

        • Jorge Luis

          de uma semana para cá todas as minhas encomendas(umas 5) estão paralisadas. Não consigo informação nenhuma sobre elas.

          • Minha última compra entregue via PAC ficou uma semana parada, só pra compensar usar Sedex ao invés de PAC. Faltando 1 dia para acabar o prazo eles resolveram entregar.

      • Leio verdades. kkkkkk

      • Daniel R. Pinheiro

        Correios vai existir daqui a 100 anos? hahaha

        • Claro que vai. E com pelo menos meia dúzia de leis garantindo que ele sobreviva por mais quantos anos os políticos quiserem.

          • Faz 45 dias que minha encomenda está paralisada, já liguei para os correios e me disseram que irão chegar até o dia 25.

    • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      O custo de transporte alto é que faz com que haja tantos navios cargueiros em relação a aviões, por exemplo, e isso não vai mudar no futuro, é simplesmente a divisão do custo do frete (container, armador, combustível, navio, etc, etc) por todos que estão pagando por aquele transporte, só mudaria se houvesse um hyperloop que traga 10.000 containers de uma vez pra rachar o custo.

      • Cesar Osvaldo Müller

        o cara tá falando daqui a mais de 120 anos, até lá o preço da construção do tunel vai ter sido amortizado, vamos pagar a manutenção do “trem” e a energia… vai ser relativamente mais barato que os meios atuais…

        • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

          Estou mais pensando no custo de cada “carro” atravessando em relação a quanta carga ele consegue levar, é como eu disse, vc pode dividir um custo de transporte de 40 mil dólares entre 10 containers de um avião, ou o custo de transporte de 400 mil dólares entre 10.000 containers de um navio… Quantos containers um pod levaria em relação ao custo de operação… quantos túneis seriam necessários para enviar carros com meia duzia de containers sem congestionar ou causar espera em um dos lados… tudo isso está envolvido…
          Não penso nem no custo da construção da infra, mas nesse caso seria do aluguel de um “carro”, e na energia (combustível) utilizada para movê-lo.

      • Murilo Rafael De Mello

        Porque não vários “Triple E” do Hyperloop? 120 anos, em termos de tecnologia e na velocidade que estamos avançando é difícil de prever.

        Já pensou a quantidade de energia que precisaríamos produzir pra manter tudo isso?

        • Marco Mendonça Ceci

          Os “alemães”, sempre eles, já conseguiram fazer funcionar um pequeno reator de “fusão” nuclear, A energia produzida é apenas suficiente para manter o reator funcionando, mas a fusão nuclear daqui a alguns anos, será a energia mais eficiente e mais barata. Tanto que já falam em até acabar com os desertos.

        • Johan Falk

          Talvez esbarre mais nessa questão energética mesmo. Mas a tecnologia eu acredito que em poucas décadas daria pra alcançar.

    • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Sobre a parte de passageiros, há de se convir que não poderá fazer túneis em profundidades grandes, leito de oceano e tal, então também acho que inter-continentes não seja possível… Não há como apoiar esses tuneis a 12km de profundidade, ou construir pilastras que os sustentem mais próximos da linha d’água.

      • Murilo Rafael De Mello

        Intercontinental pode ser no oceano mesmo, não precisa ser enterrado, pode ser atravessando o mar mesmo a uma profundidade saudável. Ou não, tô só me divertindo com a ideia.

        • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

          Então, imaginei que não seria enterrado mesmo, somente apoiado no leito, o problema é que o leito dos oceanos é profundo entre os continentes, e túneis em elevados poderiam sofrer com terremotos submarinos e tal… tem alguns túneis submarinos sobre o leito, mas geralmente estão em estreitos entre países

          • Murilo Rafael De Mello

            120 anos para desenvolver uma tecnologia de flutuação daora pra não precisar apoiar nos leitos.

          • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

            Pensei nisso, não flutuar totalmente pra não atrapalhar navios, mas se manter numa determinada profundidade rasa… sem quebrar a interconexão entre os trechos e sem afundar com o peso que passa num determinado momento…. é, tem trampo pela frente.

          • Murilo Rafael De Mello

            É mesmo. Onde eu assino pra entrar no projeto? Haha

      • Banzeh

        Acho que seria possível ligar a Asia e a América do Norte pelo estreito de Bering. Provavelmente não seria vantagem fazer viagens para a Europa saindo da América do Sul, mas seria ótimo para transporte de cargas da Rússia e China, por exemplo.

    • Tiago Albuquerque

      SP fica tão longe da Europa… Melhor seria viajar até o Nordeste, Ceará quem sabe…

  • Renato

    Cara, surreal.. nao sei até que ponto isso é valido. Bem capaz que tenhamos a mesma quantidade de tuneis que temos de avenidas, ruas e etc.. Até que ponto isso é valido? Algo deste tipo tem que ser pensado de uma forma que nao carregue 1 carro, com 1 pessoa.. Se for entre cidades (capitais), entre países, acho válido, de resto… não sei, precisaria entender melhor isso tudo

    • Murilo Rafael De Mello

      Só brincando com a ideia. Claro que intercontinental seria mais interessante o transporte coletivo. Aluga um Tesla lá quando chegar, haha 😛

    • Mas cara, tem uma imagem enorme no post mostrando o esquema pra transporte de mais pessoas.

  • Renan

    Essa rede subterrânea não seria mais eficiente enquanto transporte coletivo? Com o aumento de carros usando o sistema é esperado que ele também se torne congestionado. Muito legal criar uma solução de transporte sob demanda, mas vagões no lugar de carros particulares comportariam muito mais pessoas.

    • Cesar Osvaldo Müller

      Pense em um futuro onde os tesla se pilotam sozinhos… essa seria uma solução para transporte de um lado a outro da cidade por exemplo… são modais que se complementam

      • Renan

        Parece um desperdício criar novas malhas onde o transporte coletivo não parece ter espaço.

    • Lucas Carvalho

      As vias hoje em dia são basicamente 2D, mas já foi falado que esse sistema teria várias camadas (3D), portanto teria mais espaço pra desafogar do que o trânsito.

      • Renan

        A solução proposta por Musk é interessante. O que me incomoda é insistir no veículo particular como solução de mobilidade.

        • Lucas Carvalho

          Também acho que se for juntado isso com transporte coletivo, ficaria muito bom

        • Juliotenorio

          Mas o Master plan da Tesla fala em compartilhamento de carro?! Ou estou enganado?

          Vejo da seguinte maneira, Tesla autônomo, tu vai pra um lugar, com mais alguma pessoa ou não, chega no destino e o carro vai pegar mais gente. E o conceito mostra ainda o vagão para transportar gente, então acho que vai ter algo do tipo, até porque você tem a possibilidade de mais usuários na rede.

          Tenho a mesma dúvida​, será que vai ficar congestionado o primeiro túnel que abrir? Já que só vai ter ele. E ficar em uma fila para entrar não parece ser algo a combinar com a ideia.

    • Felipe

      Eu pensei a mesma coisa. Se já vai ter o túnel e tera que ter esses “trenós” me parece muito mais prático fazer metrô, aproveitando pra transformar a cidade em um lugar muito mais agradável para pedestres (já estive em Los Angeles e é um horror).
      Mas né, Estados Unidos. Carro e a individualidade acima de tudo.

    • Andre Guilhon

      Eu fico imaginando a fila para entrar na porcaria do trenó. Como disse o @disqus_d2aKUhisOB:disqus num outro comentário, vai acabar precisando do mesmo número de túneis que precisaria de avenidas, isso vai ficar defasado, e as filas para pegar o “trenó do buraco negro” serão imensas, tal qual a fila de estacionamentos concorridos!

      • Natthan Fruche Terzi

        Ao meu entender, se você for pobre continua no transito, se você tiver dinheiro entra no túnel e vai mais rápido, acredito que não teria fila, por que o preço seria a regulação de público.

        • Andre Guilhon

          Nesse caso, seria uma solução de merda. E ainda assim, acho que daria fila sim. Você viu o tempo que leva para um carro entrar no tal túnel? Sei não. Acho que não vai dar certo isso!

    • Arthur Soares

      Pensei exatamente a mesma coisa… Imagina a fila pra entrar com o carro dentro do túnel.

  • Chicken Little

    A parte subterrânea das cidades não são públicas e de responsabilidade do Estado? Não entendi bem isso.. ele pode se apossar disso só porque sim? Se outra empresa quiser fazer a mesma coisa.. É de quem chegar primeiro?

    Não entendi essa parte do projeto até agora..

    • Ligeiro

      É como o Metrô (em outros países): você paga (ou entra em acordo) pela concessão do uso da parte subterrânea.

    • Murilo Rafael De Mello

      Até lá o Musk já vai ser o imperador do mundo, não se preocupa.

  • Cesar Osvaldo Müller

    Qual a chance de no meu tempo de vida substituirem os trems do canal da mancha por hiperloop?

  • Lucas Oliveira

    Elon, come to Brazil!

  • Ryed Costa

    Vai ser legal quando chover. Vai inundar a porra toda! O carro vai descer e leva junto a agua toda empoçada na rua!

  • Arthur Soares

    Alguns problemas que notei, quem souber a solução sinta-se a vontade:

    – Pessoas e carros caindo no vão do elevador quando o carro estiver la em baixo. (Ah, mas é só ter uma comporta. Sim, mas inevitavelmente essa comporta ficara aberta enquanto o carro sobe ou desce, e gente desatenta tem aos montes).

    – O congestionamento agora vai ser para conseguir acessar o elevador.

    – Como que eu indico onde e quando quero sair do túnel? É um túnel, não tem sinal de telefonia lá, cobrir tudo com wi-fi seria viável economicamente?

    – Como paga pra usar? No vídeo conceito você para o carro e já sai andando. Se já vai ter congestionamento pra entrar, imagina se todo mundo gastar 1 minuto para pagar.

    – Acessos no meio da rua? Você perde uma faixa da via, além de tirar vagas de estacionamento, impedir adição de pontos de onibus e etc.

    Parece promissor, mas fiquei com essas dúvidas.