Início » Carro » Volkswagen vai produzir “Kombi elétrica” a partir de 2022

Volkswagen vai produzir “Kombi elétrica” a partir de 2022

Por
2 anos atrás

Volkswagen ID Buzz

A Kombi deixou de ser fabricada, mas estará para sempre nos nossos corações (ou não). Ou, ao menos, estará em espírito em um carro do futuro: a Volkswagen confirmou a decisão de produzir, a partir de 2022, um utilitário elétrico inspirado no icônico veículo.

O novo modelo terá como base o ID Buzz, conceito que foi apresentado pela Volkswagen nas últimas edições dos Salões de Detroit e Genebra. O projeto é inspirado na primeira geração da Kombi (T1), lançada nos anos 1950. Até o nome faz alusão ao modelo clássico: o nome ‘Buzz’ tem pronúncia parecida com a palavra ‘bus’, como o veículo é informalmente chamado nos Estados Unidos.

Neste ponto, vale destacar que o nome do modelo varia de região para região. A denominação Kombi, adotada no Brasil, vem da palavra alemã Kombinationsfahrzeug (algo como “veículo combinado”).

Volkswagen ID Buzz + Kombi

De acordo com Herbert Diess, CEO da Volkswagen, a companhia recebeu um expressivo número de cartas e emails de pessoas pedindo que o ID Buzz deixasse de ser um veículo meramente conceitual e entrasse em linha de produção.

Não dá para saber se a decisão realmente tem como base esses pedidos, mas uma coisa é certa: a Kombi é conhecida no mundo todo, logo, uma versão moderna e elétrica do veículo vai chamar bastante atenção e, eventualmente, amenizar os estragos do escândalo dos poluentes que a Volkswagen protagonizou.

Isso porque o ID Buzz não é um conceito só no visual. O projeto do veículo inclui a MEB, plataforma específica para carros elétricos. Com ela, é possível desenvolver diversos tipos de veículos, mas aplicar uma única estrutura básica em todos eles.

Volkswagen ID Buzz + Kombi

Pode ser que detalhes técnicos mudem até 2022, mas, tendo como referência o que já foi apresentado pela Volkswagen, a nova Kombi terá um motor elétrico em cada eixo que, juntos, proporcionarão 369 cavalos de potência. O carro será capaz de fazer de 0 a 100 km/h em 5 segundos e trabalhar com velocidade máxima de 160 km/h. A autonomia total é estimada em 434 quilômetros.

É importante também haver preocupação com as recargas das baterias, que ficam posicionadas no assoalho. A Volkswagen fala em disponibilizar um sistema de indução capaz de recarregar pelo menos 80% da bateria em apenas meia hora.

Volkswagen ID Buzz MEB

Cada vez mais associamos a ideia de carros elétricos com tecnologias de condução autônoma. A nova Kombi não foge disso: o veículo deverá ter tecnologia de nível 3, ou seja, haverá alguma autonomia, mas o motorista terá que estar presente o tempo todo para intervir diante de imprevistos.

Mas, vale frisar novamente, as especificações podem mudar. A Volkswagen só confirmou a previsão de lançamento para 2022. Inicialmente, o veículo será disponibilizado apenas nos Estados Unidos com um nome clássico: Microbus. Europa e China são outros mercados que devem recebê-lo no mesmo ano. A companhia já fala em produzir, além da versão para passageiros, um modelo para transporte de cargas.

Você sabe bem que a Kombi até hoje é popular no Brasil. Não por menos, o país foi o último a deixar de fabricar o modelo: no final de 2013, a Volkswagen o tirou de linha por causa da lei que exige que todo carro saia de fábrica com ABS e airbag. Apesar disso, ainda não há informação sobre disponibilidade da Kombi elétrica por aqui.

Com informações: The Verge