O Android 8.0 chegou a apenas 0,3% dos dispositivos, mas o Google já tem uma atualização. O Oreo 8.1 mostra por que alguns apps consomem tanta bateria; traz ajustes na interface; e resolve uma polêmica extremamente séria sobre emojis.

A tela de configurações de bateria agora mostra aplicativos que gastam muita energia, e o motivo disso. No exemplo abaixo, do Android Police, o Google Maps Preview está drenando a bateria porque pede a localização com frequência.

O Android também avisa se um app “acorda” seu smartphone com frequência — solicitando dados em segundo plano, por exemplo.

Há alguns pequenos ajustes na interface. Por exemplo, aparece um indicador de bateria de seus dispositivos Bluetooth nas configurações rápidas:

Dependendo do seu papel de parede, o Android adota um tema claro ou escuro automaticamente:

Quando você está na tela inicial ou no Google Feed e abre as notificações, ou pressiona o botão liga/desliga, o plano de fundo adota a cor predominante do seu papel de parede. (Em versões anteriores, ele ficava cinza.)

Outra mudança visível está nos emojis. No final de outubro, ocorreu uma pequena polêmica sobre a forma como o Google representa o hambúrguer (com o queijo por baixo da carne) e a caneca de cerveja (com líquido até a metade, e espuma na borda).

É algo bobo, claro, mas o CEO Sundar Pichai tomou isso como uma prioridade e os dois símbolos foram modificados no Android 8.1, como você pode ver abaixo:

Nos bastidores, o Oreo agora permite que um aplicativo guarde informações compartilhadas na RAM, que podem ser acessadas por outros processos, melhorando o desempenho. Além disso, será possível fazer operações de redes neurais com aceleração por hardware, graças ao TensorFlow Lite.

E no caso do Pixel 2 e 2 XL, desenvolvedores podem usar o coprocessador de imagem Visual Core, até então inativo. Ele foi desenvolvido pelo Google e permite que apps de terceiros usem o processamento de fotos em HDR+, assim como o app nativo de câmera.

O Android 8.1 Oreo foi liberado para as fabricantes nesta terça-feira (5), e chega inicialmente a todos os smartphones Pixel, assim como ao tablet Pixel C, Nexus 5X e Nexus 6P.

Ele veio acompanhado pelo Android Oreo Go Edition (ou simplesmente Android Go), versão simplificada para dispositivos que têm entre 512 MB e 1 GB de RAM.

Com informações: The Verge, Android Police.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

DefendaSeuDinheiro

Gostei, atualizei, funcionou tudo di boa!

Madson Holanda

O problema é que com essa atualização, o celular nao faz mais espelhamento em central multimidia do carro, alguem sabe como resolver esse problema?

Linda Carla

gente meu aparelho atualizou, porém não pega o wifi... me ajudem!!

Clevester Sacramento

Cade atualização do moto G4 plus?

Leandro Neris

Alguém sabe como desativar essa cor que fica quando coloca algum wallpaper?

Maicon Bruisma
Ah tá, faz sentido
Rod
Sistema 64 bits usa mais memória.
Maicon Bruisma
Não entendi
Eduardo Braga
Entendi. Valeu.
Kodos Otros
Eu instalei o Android O ontem no meu MiNote (Lineage OS 15), voltei correndo pra Miui ahahaha
Rod
Não é pelos 2GB, é sim por ter 2GB associado à um processador 64 bit. Meu Nexus 5 tem um multi task bom, por exemplo.
Maicon Bruisma
Pelo preço certo sim. Porém pode ocorrer de dar algum problema como bootloop. O meu tá show, e a câmera cada vez melhor, se não fosse ela já teria trocado.
Maicon Bruisma
Ainda bem que a Oxygen só parece android puro, pq é cheia de funções, não tantas como as da miui, mas todas úteis.
Maicon Bruisma
Sim, lançar top de linha com 2 gb de RAM, mesmo em 2015, foi burrada. E falaram que não faria falta, tô aqui provando que tá fazendo muita.
PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Sim, tudo vai evoluir, o Google também está mudando o material, design de UX é uma coisa que nunca vai terminar

Exibir mais comentários