No ano passado, o Coinhive surgiu com a proposta de substituir anúncios na web por um minerador de criptomoeda. Essa ferramenta foi rapidamente usada de forma abusiva, gastando seu processador e bateria sem aviso.

Desta vez, o YouTube foi flagrado exibindo propagandas que mineravam criptomoeda. Elas usavam a plataforma de anúncios DoubleClick, do Google, em alguns países específicos, incluindo Japão, França, Itália e Espanha.

Pesquisadores da Trend Micro dizem que, em nove dos dez casos, os anúncios usavam o código JavaScript fornecido pela Coinhive, que minera a criptomoeda Monero. O script estava programado para consumir até 80% da CPU do visitante.

Pior: o JavaScript malicioso às vezes estava presente em anúncios para programas antivírus falsos, que roubam dinheiro das pessoas e injetam malware quando são instalados.

O YouTube pode ser um grande alvo para mineradores de criptomoeda porque os visitantes passam bastante tempo no site. “Quanto mais tempo os usuários minerarem criptomoeda, mais dinheiro eles geram”, lembra o pesquisador de segurança Troy Mursch ao Ars Technica.

https://twitter.com/Mystic_Ervo/status/956237422391709696

Segundo a Trend Micro, a campanha de anúncios maliciosos no YouTube começou em 18 de janeiro. Desde então, diversos usuários reclamaram em redes sociais sobre o minerador oculto, detectado por programas antivírus.

Os anúncios com minerador ficaram ativos por mais de uma semana. No entanto, o Google diz em comunicado que eles “foram bloqueados em menos de duas horas, e os agentes maliciosos foram rapidamente removidos de nossas plataformas”.

Com informações: Trend MicroArs Technica.

Tecnocast 079 – Mineradores zumbis

O que você prefere: ver banners e anúncios enquanto navega em seus sites favoritos, ou doar uma parte do seu processador e não ver anúncio nenhum? Muitos sites já estão utilizando scripts que mineram criptomoeda com o seu processador. E, na maioria dos casos, nenhum aviso é exibido para o usuário.

Aproveitando essa novidade, alguns sites já arrumaram até uma forma de continuar utilizando o seu processador, mesmo quando você já fechou a aba. Então, qual seria o limite ético dos scripts de mineração? Dá o play e vem com a gente!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago Celestino
Estava lendo um artigo interessante essa semana que fala exatamente o quanto o Google ñ trabalha em uma forma de bloquear a inserção de scripts a partir de seus próprios serviços. Tá ai uma mostra que é possível usar o Google Tag Manager ou o DoubleClick para isso.
Lucho
Vai chegar uma hora que usar essas extensões (adblock, ublock, ghostery e outras) será mandatório para se navegar na Internet.
Lucho
Filhos da puta!!!
Marcos Guilherme
Eu uso a extenção disconnect + Adblock e o no miner juntos, tinha mais alguns bloqueadores mais tirei por usar memória demais e ainda o Norton Safe Web, tinha esquecido essa última.
Vsoco
Um anúncio com minerador. E eu pensando que ia ser uma coisa ou outra.
Leandro
é a tendência é piorar, varios sites vao fazer de tudo pra continuar minerando no nosso pc
Matheus De Sena

Antes tínhamos que usar bloqueadores pra evitar aquelas propagandas invasivas, agora temos que usar também para evitar que os nossos processadores sejam sequestrados pra enriquecer os outros.
É por isso que não abro mão de usar o Disconnect + uBlock Origin no meu navegador, só sites que não tem propagandas invasivas e mineração sem autorização, como o Tecnoblog, ficam na minha white list, o resto eu bloqueio sem peso na consciência.

Agent Cooper
Antes tínhamos que usar bloqueadores pra evitar aquelas propagandas invasivas, agora temos que usar também para evitar que os nossos processadores sejam sequestrados pra enriquecer os outros. É por isso que não abro mão de usar o Disconnect + uBlock Origin no meu navegador, só sites que não tem propagandas invasivas e mineração sem autorização, como o Tecnoblog, ficam na minha white list, o resto eu bloqueio sem peso na consciência.
palatoqueimado
Poder de processamento computacional (de sobra?) sendo monetizado e paralelamente a evolução tecnológica dos processadores já tem dificuldades em seguir a Lei de Moore. Hmm. Qual será o desfecho disso?
PinPortal ✔️

Caramba, esse Tecnocast sobre mineradores zumbis veio em boa hora.

Quando eu o ouvi, vocês disseram que poderia haver uma opção: ou o usuário veria anúncios em banner ou cederia CPU para mineração de dados, gerando receita para o site, afinal ele precisa pagar as suas contas.
Porém esse é um mundo utópico.

Na vida real muitos sites vão colocar anúncios em banner e também mineradores de criptomoedas. Por quê? Simples: ganância. Aquele mesmo problema de sites que hoje poluem o visual com milhares de anúncios. Por isso que na minha opinião minerar dados como forma de substituir os anúncios não vai dar certo. Porque não é um ou outro. É um e o outro.

Por isso dou parabéns aos browsers que estão bloqueando os mineradores como o Opera. A criptomoeda serve para outras coisas, como transação de dinheiro entre amigos, até investimento especulativo. Mas como forma de "substituir" anúncios só em um mundo utópico.

PinPortal ??
Caramba, esse Tecnocast sobre mineradores zumbis veio em boa hora. Quando eu o ouvi, vocês disseram que poderia haver uma opção: ou o usuário veria anúncios em banner ou cederia CPU para mineração de dados, gerando receita para o site, afinal ele precisa pagar as suas contas. Porém esse é um mundo utópico. Na vida real muitos sites vão colocar anúncios em banner e também mineradores de criptomoedas. Por quê? Simples: ganância. Aquele mesmo problema de sites que hoje poluem o visual com milhares de anúncios. Por isso que na minha opinião minerar dados como forma de substituir os anúncios não vai dar certo. Porque não é um ou outro. É um e o outro. Por isso dou parabéns aos browsers que estão bloqueando os mineradores como o Opera. A criptomoeda serve para outras coisas, como transação de dinheiro entre amigos, até investimento especulativo. Mas como forma de "substituir" anúncios só em um mundo utópico.