Início » Negócios » Google admite que queria ter comprado o GitHub

Google admite que queria ter comprado o GitHub

Por
20 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

As negociações pela venda do GitHub podem ter despertado o interesse de outra empresa, além da Microsoft. Em um evento realizado pela Fortune, Diane Greene, chefe da área de computação em nuvem do Google, deu a entender que a companhia gostaria de ter adquirido a plataforma.

“Eu não teria me importado em comprá-los, mas tudo bem”, resumiu Greene. Apesar da declaração, a executiva não confirmou se o Google chegou a realizar uma proposta concreta pelo GitHub, que foi comprado por US$ 7,5 bilhões pela Microsoft.

Com cerca de 85 milhões de repositórios, o serviço é usado por programadores e empresas como Amazon, Facebook e o próprio Google. Em sua fala, Greene mostrou preocupação com o futuro dos projetos da empresa que estão hospedados no GitHub.

“Eu realmente espero que a Microsoft possa mantê-los totalmente neutros”, disse. Esse receio também foi compartilhado por muitos desenvolvedores, que passaram a buscar alternativas ao GitHub depois do anúncio da venda.

Greene também comentou os protestos de funcionários do Google contra acordos mantidos com o Pentágono. O grupo pedia para a empresa deixar de desenvolver tecnologias que sustentem o “negócio de guerra”.

O pedido foi atendido e, na opinião de Greene, a decisão será acompanhada por outras companhias. “Qualquer empresa com um grande contingente de pesquisadores de inteligência artificial precisa fazer isso porque os pesquisadores vão querer saber como sua tecnologia está sendo usada”, comentou.

Com informações: Bloomberg, The Verge.

Mais sobre: , ,