Início » Celular » Samsung anuncia Galaxy J4+ e J6+ com telas maiores e hardware mais potente

Samsung anuncia Galaxy J4+ e J6+ com telas maiores e hardware mais potente

Galaxy J4+ e J6+ são versões atualizadas com processador Snapdragon 425 e telas 18,5:9

Paulo Higa Por

Faz só três meses que o Galaxy J4 e o J6 chegaram ao mercado brasileiro, mas eles já ganharam versões melhores lá fora: o Galaxy J4+ e o J6+. Em relação aos modelos antigos, os smartphones chegam com hardware mais potente, com combinações de até 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno, além de tela com proporção 18,5:9 mesmo no irmão mais simples.

Samsung Galaxy J6+ (ou J6 Prime)

Samsung Galaxy J6+

O Galaxy J6+ (ou Galaxy J6 Prime em alguns mercados) tem processador Snapdragon 425 de 1,4 GHz e versões com 3 ou 4 GB de RAM e 32 ou 64 GB de armazenamento interno, com possibilidade de expansão. A tela é uma Super AMOLED de 6 polegadas com resolução de 1480×720 pixels, um pequeno aumento em relação ao Galaxy J6, que tinha um painel de 5,6 polegadas.

A câmera frontal continua com resolução de 5 megapixels e lente de abertura f/1,9, enquanto a traseira se tornou dupla: temos um sensor principal de 13 megapixels (f/1,9) e um secundário de 5 megapixels (f/2,2) com reconhecimento de profundidade, para tirar fotos com fundo desfocado.

Samsung Galaxy J6 Prime

A Samsung manteve o conector Micro USB (boo!), aumentou a bateria para 3.300 mAh e deixou o visual mais parecido com o do Galaxy A7 (2018), que possui traseira de vidro e, pela primeira vez na marca, um leitor de impressões digitais na lateral, integrado ao botão liga/desliga.

Ainda não há previsão de lançamento no Brasil. Ele começa a ser vendido na terça-feira (25) na Índia, nas cores preto, cinza e vermelho, por 15.990 rúpias (R$ 892 em conversão direta).

Samsung Galaxy J4+ (ou J4 Prime)

Por sua vez, o Galaxy J4+ (que também será vendido como Galaxy J4 Prime) se parece bastante com o J6+, trazendo algumas poucas diferenças em câmera e hardware. O design, a tela, o processador, a bateria e até as dimensões (7,9 mm de espessura e peso de 178 gramas) são exatamente as mesmas do modelo mais caro.

Samsung Galaxy J4 Prime

No entanto, há uma baixa na câmera frontal, que passa a ter resolução de 5 megapixels e uma abertura menor (f/2,2) e na traseira, que possui um sensor único de 13 megapixels com lente de abertura f/1,9. Não há leitor de impressões digitais (fuén!), e as opções de hardware são de 2 ou 3 GB de RAM e 16 ou 32 GB de armazenamento interno.

Na Índia, o Galaxy J4+ estará disponível em preto, dourado e rosa por 10.990 rúpias (o equivalente a R$ 613).

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Kapicases Capinhas

Os lançamentos da Samsung chegaram com tudo no mercado. Aproveito para avisar que nossa distribuidora www.kapicases.com.br já tem em estoque capinhas e películas para toda linha motorola. Quer comprar no atacado para revender basta acessar nossa loja.

Gaby Stylinson

mano qual é o problema da Samsung em fazer uma tela full hd na linha J? pelo amor de deus até meu moto g2 que eu tive em 2014 tinha tela full hd

Crock, o Dillo

Daí como disse no início, haja neurônios para entender a samsung que lança 2 versões do mesmo aparelho no mesmo ano.

Celso

E você concorda que SM-G885 é um número de modelo aleatório, né?!
Diferente dos aparelhos que, de fato, são Galaxy A, cujo número do modelo seria SM-Axxx.

Crock, o Dillo

Olhei aqui, lá fora ele chama A8 Star, SM-G885FZKGINS/

Celso

E a lógica da série A vale também pra série J:
J2 = J Lite
J4 = J Mini
J6 = J
J8 = J Plus

Prime, Pro, Neo ou outros sufixos estúpidos (Star, por exemplo) são casos à parte, e só servem para fins de marketing, mesmo.

Celso

Por isso que o correto é analisar o número do modelo, e não o nome comercial.
Fazendo isso, você vai perceber que o A7 2018 é sucessor do A8+.
E que o J4+ é sucessor do J4 e o J6+ é sucessor do J6 (e não uma nova edição).

De resto, é tudo resultado da afobação e da imprudência da Samsung, então não adianta ficar esquentando a cabeça, porque os consumidores desatentos vão boiar mesmo (e, de repente, a ideia é até essa, mesmo, contanto que a pessoa acaba comprando um aparelho dela no final).

Blackberry

Inss detected

B. C. N.

Onde que um SD425 é mais potente que um 7870? Não gosto de Exynos, mas esse Snap está defasadissimo pra R$900 e em 2018

ppietro

Toda tela Led é na verdade de cristal líquido (LCD) , o termo certo é LCD-Led. Onde o Led é usado apenas para retroiluminar a tela ( de cristal líquido ), ou seja, para q vc possa ver a imagem. Nas telas chamadas apenas " LCD" , usava-se lâmpadas fluorescentes, e o gasto de energia era maior, assim como tbm aqueciam mais. ( mas isso no caso apenas tvs, pois não teria como usar tais lâmpadas em smartphones.

Marcela Costa

kkkk... tela de cristal líquido... esta foi boa. Até o J5 já tinha tela de LED.

Rycher Aguiar

Era menos pior manter o exynos calejado do J6. Esse 425 é bem de entrada mesmo, com Samsung Experience então, vai ficar uma carroça. Não entendo o motivo da fabricante estar pecando tanto nas linhas J e A deste ano

Ayala Fernando Campos

kkkk

Ayala Fernando Campos

não é o j2 pro que tem snapdragon 425?

Jardel Cavalcante

Com snapdragon 425 melhor que nem venha para cá.

Exibir mais comentários