Início » Celular » Prefeitura de SP vai mais do que dobrar o número de locais com Wi-Fi de graça

Prefeitura de SP vai mais do que dobrar o número de locais com Wi-Fi de graça

Novo edital prevê mais de 600 novos pontos, sendo 300 deles obrigatórios e o restante apenas como opcionais

André Fogaça Por

A Prefeitura de São Paulo prometeu nesta sexta-feira (23) que vai mais do que dobrar o número de locais com Wi-Fi gratuito pela cidade. Atualmente com 120 locais como praças, centros culturais e bibliotecas, a capital paulista deve receber 180 novos pontos de acesso do Wi-Fi Livre SP até o final de 2020.

Criado em 2014 e somando mais de 400 milhões de acessos até hoje, o programa recebeu novo edital elaborado pela Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia. Ele oficializa o credenciamento de empresas interessadas em oferecer o acesso sem custos na cidade, em uma parceria público privada.

O objetivo é de ter no mínimo 300 pontos até o final da atual gestão, com outros 319 locais que podem receber roteadores externos e que serão vinculados com a rede já existente. “Nossa meta é audaciosa e gostaríamos de atingir mais de 500 pontos gratuitos de Wi-Fi”, comenta Daniel Annenberg, secretário municipal de Inovação e Tecnologia.

O pagamento para o valor investido pelas empresas é a possibilidade de explorar a publicidade digital com o acesso. Além da implementação, a manutenção também está a cargo das empresas e a Prefeitura economizará até R$ 12 milhões com este formato de parceria.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Cristina Nascimento

Exato, mas não é só lá não, Tem outros países tb.
Eu sei q França, Inglaterra, Espanha, Portugal e outros países Europeus não são mar de rosa. Mas não muda o fato de q são 1000 vezes melhor que o Brasil no quesito segurança. A educação e cultura do povo tb ajuda. Se as pessoas aqui aprendessem coisas boas ao invés de querer levar vantagem, já seria mto diferente.

Cristina Nascimento

Na Islandia a policia de rua nem anda armada, passam o dia tirando fotos pra por no Instagram, ajudam velhinhos e crianças com compras, atravessar ruas, coisas assim. A ultima vez q teve um homicidio lá foi em 2013 e mesmo assim o cara tinha problemas mentais e tava atirando dentro do proprio apartamento, aí a policia teve q atirar. Abismo social lá quase não existe. Se lá ja foi primeiro mundo, aki já foi terceiro, agora é ultimo.
Nosso comentarista @Páçaro tá na Alemanha, bem feliz, pra cá com certeza ele não volta.

Kodos Otros

Exato, é fácil a gente "julgar" sem estar na pele deles.
No fim, tá tudo errado e quase todos pagam por esse erro.

Cristina Nascimento

Sim, mas só pq o Estado nos virou as costas, não significa q o povo tem q ficar de mimimi se achando coitadinho. Existem as escolas, existem cursos, estágios. Tem tudo aí, basta o cidadão querer. Mas em parte vc tem razão. O povo criado no meio das ostentações dos roubos e tráficos, axa q a vida fácil é só aquilo. Tem culpa nos 2 lados.

Kodos Otros

Com certeza, mas a realidade de alguns é bem diferente. Uma pessoa nascida e criada no meio da violência não tem muita visão do que pode haver além daquilo ali e acha que é o normal.
Obviamente não estou defendendo ninguém, quem cometeu algum crime que seja punido, mas penso que devemos tratar a causa, não a consequência.
A falta do Estado que me refiro é dar as mínimas condições de saúde, educação e segurança. Se tivesse sido feito há décadas, não estaríamos como estamos hoje. Agora, nem sei mais o que pensar e como tudo isso vai (e se vai) acabar.

Cristina Nascimento

Concordo 100% ctgo. Mas a mudança acontece de dentro do brasileiro, não adianta esperar pelos governantes. O povo não cai em si e fica de braços cruzados, acompanhando a política pela tv, axando q vai tudo virar um mar de rosas. Enquanto o povo não procurar mudar, não procurar educação e bons exemplos, vamos todos continuar afundados na lama.

Kodos Otros

Sem dúvida. Sempre me indignei com essa diferença tão absurda entre as regiões e o abandono do estado, por isso já fiz e faço diversos trabalhos voluntários nessas regiões.
Gostaria muito que, mesmo não morando lá, elas tivessem mais apoio, mais atenção dos governantes, mas isso só tende a piorar com essa dobradinha nefasta de governos (prefeito/governador). Só espero muito que eu esteja errado, não é de mais violência e pastores safados que o Rio precisa, já tem demais.

Cristina Nascimento

Ah sim, vc é um dos sortudos q mora na ZS. Aí realmente a coisa deve ser diferente. O Estado só protege as zonas de maior concentração (turística), e claro, onde os impostos são mais caros. Onde ngm paga imposto e a maioria mal ganha um salário, tão pouco se lixando, aí as "vítimas da sociedade" e "di menores" fazem a festa.. e cada um que cuide de si.

Kodos Otros

Pior que não foi sarcasmo! A coisa aqui parece ser muito pior do que realmente é (obviamente falando como alguém que mora na ZS e trabalha no centro).
Mas não tenho dúvidas que pra ZN/baixada a coisa seja diferente. :/

Cristina Nascimento

Eu vi o teu sarcasmo aí, ein!

Cristina Nascimento

Tu é loko, isso sim. Tá pensando q tá na Europa?

Cristina Nascimento

Existem cantos do mundo civilizados, fiu!

Anderson

Em cidades como NYC o bom de ter uma Starbucks a cada quadra é que eles tem Google Fiber e para quem gosta de conectar em rede publica desfruta de uma conexão considerável em praticamente todas os lados, se não eles encontra outra grande rede ou comercio com conexão e com isso desobstruir os pontos públicos disponibilizados pelas prefeituras.

Fabio Santos

Já usei perto da casa do Temer na praça panamericana la é bom já na república péssimo.
No geral prefiro mesmo usar meu timbeta, nunca uso os 10gb kkk

Gabriel P B

de graça

Exibir mais comentários