Início » Negócios » Executiva da Huawei é solta em liberdade condicional após pagar US$ 7,5 milhões

Executiva da Huawei é solta em liberdade condicional após pagar US$ 7,5 milhões

Meng Wanzhou é diretora financeira da Huawei e filha do fundador; ela foi presa por suspeita de fraude

Paulo Higa Por

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, teve a liberdade condicional concedida pela justiça do Canadá nesta terça-feira (11) após pagar uma fiança de US$ 7,5 milhões. Ela enfrenta acusações de fraude e violação de sanções dos Estados Unidos contra o Irã, podendo pegar até 30 anos de prisão.

Meng Wanzhou

Meng Wanzhou

Filha do fundador Ren Zhengfei, Wanzhou foi presa no Canadá a pedido dos Estados Unidos no dia 1º de dezembro, no aeroporto de Vancouver. Ela havia partido de Hong Kong e tentava seguir para o México. Os americanos acusam Wanzhou de participar de uma conspiração para fraudar instituições financeiras por meio de uma empresa de Hong Kong chamada Skycom.

Os Estados Unidos sustentam que Wanzhou se aproveitou da Skycom, empresa da qual seria integrante do conselho, para trabalhar com o Irã entre 2009 e 2014. A Skycom, que seria uma subsidiária da Huawei, teria negociado a venda de equipamentos da HP com o Irã. Além disso, bancos americanos seriam usados para que a empresa recebesse o dinheiro do Irã.

Como parte do acordo com a justiça, Wanzhou deverá permanecer na província da Colúmbia Britânica, no Canadá. Ela não poderá sair entre 23h e 6h de uma de suas casas, avaliada em US$ 5,6 milhões. A CFO também precisará entregar seu passaporte às autoridades e ficará sob constante vigilância com uma tornozeleira eletrônica.

EUA, jornais estatais chineses e Huawei se pronunciam

O presidente Donald Trump diz que pode intervir no caso de Wanzhou caso isso sirva aos interesses nacionais, acrescentando que ainda não recebeu nenhum telefonema do presidente chinês Xi Jinping.

A China, por meio de seus veículos controlados pelo governo, vem publicando editoriais acusando os Estados Unidos de desrespeitarem leis internacionais, relembrando o caso do assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi.

A Huawei afirma que segue todas as leis aplicáveis em todos os países em que opera, respeitando os controles de exportação e sanções comerciais das Nações Unidas, Estados Unidos e União Europeia, e aguarda uma solução para o caso.

Com informações: The Verge, TechCrunch, Reuters.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

raphael_silva
Sombra

Sim, é um dos motivos da china ter se tornado tão grande e a huawei tem laços bem próximos com o governo chinês.
Só acho engraçado os EUA falando isso .

Lairton Gomes

por que o canadá teria interesse em irritar o governo chines?

Lairton Gomes

Claro que são motivos políticos. Mas toda empresa na china é obrigada a ter um certo relacionamento com o partido comunista chines para poder operar no país

ochateador

futebol....
Boa parte dos que acompanham esse esporte é fanático e caga e anda para o que os "ídolos" fazem. Só querem fazer a mesma coisa (e ganhando a mesma quantia ou mais de dinheiro).

Júlio César

O caso do Bruno é bizarro. Quando saiu da cadeia, conseguiu emprego facilmente e ainda tirou foto com alguns torcedores. Eu fiquei abismado.

André G

Talvez ela vá parar na cadeia por conta da imprensa que fica fazendo pressão em cima, mas se não tivesse ido parar na imprensa ela estaria de boa.
O goleiro Bruno só está preso até hoje por causa da imprensa.

Sombra

Depois daquele drama dos EUA e Kaspersky, acusando que estavam trabalhando junto com o governo russo e no final não conseguiram provar nada, acabaram por colocar em dúvida a imagem da empresa e agora estão fazendo o mesmo com a Huawei, inclusive vários países já começaram boicotar produtos da marca.
Fica difícil não ver isso como motivos políticos e chega a ser irônico depois de todo aquele caso do snowden

Antony

Será? A notícia daqui não diz, mas prenderam um ex-diplomata canadense na China, ainda sem divulgação de motivo.

Marcos Guilherme

Essa multa é esmola pra Huawei! Só pobre que fica em cadeia.

Jairo ☠️

Será que é uma manobra para tentar enfurecer o governo chinês .........se este for o caso não deu certo.