Início » Jogos » IA do Google derrota jogadores profissionais de StarCraft

IA do Google derrota jogadores profissionais de StarCraft

A inteligência artificial foi treinada com base em reprises de jogadas realizadas por humanos.

André Fogaça Por

Depois de conseguir sucesso em Pitfall, Dota 2, Quake III Arena e Mario, a inteligência artificial criada pela DeepMind, do Google e chamada de AlphaStar, conseguiu vencer dois jogadores profissionais de StarCraft 2: Grzegorz “MaNa” Komincz e Dario “TLO” Wünsch. A partida foi realizada sem qualquer restrição no mapa escolhido e com as mesmas regras de competições.

O desafio aconteceu em dezembro do ano passado, foi organizada pela Blizzard, empresa responsável pelo título e envolveu os dois jogadores, que fazem parte da Team Liquid. A derrota não foi tão simples, mas sim um 5 a 0.

A vitória é memorável pelo tempo de aprendizado da inteligência artificial, que sempre encontrou dificuldades para um game tão complexo quanto StarCraft, onde o jogador precisa coletar recursos, desenvolver tecnologias e criar um exército para atacar o inimigo. A parte de aprender as jogadas ocorreu com inúmeras reprises de partidas de várias equipes profissionais.

O passo seguinte envolveu uma divisão da AlphaStar para que pudesse jogar contra ela mesma e completar o treinamento. O que acelerou o aprendizado de máquina foi a capacidade do software entender o que se passa em todo o mapa, ao mesmo tempo – algo que humanos não conseguem.

Com o conhecimento acumulado, o AlphaStar começou a vencer a inteligência artificial do próprio game em 95% das partidas e o jogo estava configurado para a maior dificuldade possível.

O único porém é que StarCraft 2 conta com três raças e a DeepMind apenas ensinou a IA com uma delas, os Protoss e contra outro jogador que também joga com os Protoss. O treinamento também envolveu apenas um mapa e contra um oponente, em um game onde os mapas ditam as unidades que você precisa produzir – se é um mapa longo e com muitos obstáculos, unidades aéreas são necessárias.

De qualquer forma, já é um início e é bem promissor.

Com informações: TechCrunch.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Victor Serrão

Vou dar uma olhada. Valeu!

Felipe

Quero ver a ia criar outros software corrigir bugs e melhorar programas de uma forma muito alem da capacidade humana quando Google microsoft e apple aplicarem isso de forma massiva nos projetos teremos um super desenvolvimento de tecnologia

Celso

Faz parte, Victor. De um tempo pra cá, o cenário de eSports ganhou (e tá ganhando) um espaço enorme em vários lugares. Tanto é que até na SporTV tá sendo transmitido alguns campeonatos de jogos variados. Se te interessar, vale a pena dar uma atenção nisso.

Hemerson Silva

NÃO ME DIGA!

Victor Serrão

Provavelmente. Realmente isso não é da minha época.

Mickão

Muito interessante ver o quão rápido as formas de aprimorar o AI vem se desenvolvendo. Só não acho graça aplicar isso em games, mas claro que é só um case pra mostrar a evolução e possíveis aplicações da tecnologia.

Meninão Bobo

Quero ver esse negocio ganhar de mim numa coisa que eu faço muito bem...

Dormir... duvido que consiga ficar mais tempo que eu parado sem fazer nada, sem ter que reescrever código ou monitorar hardware...

Celso

Esse aí tá vivendo em 1900

Arnold

claro tá de aimbot kkkkkkkk

Victor Serrão

Jogador profissional de StarCraft? É sério isso?

Lucas Nascimento

O teu também fala de skynet

Hemerson Silva

3 comentários, e os 3 falam de Skynet... Parem de viajar.

Sid

Deixa o processador quântico estar em pleno funcionamento que vocês vão ver o que é inteligência artificial. É de dar medo.
2022, ano em que a Alphabet muda de nome para Skynet.

Fernando Júnior

Skynet tá próxima.

Heisenberg2024

"Início promissor". Skynet curtiu isso.