Início » Brasil » Uber e outras dez empresas querem operar 100 mil patinetes em São Paulo

Uber e outras dez empresas querem operar 100 mil patinetes em São Paulo

As companhias enviaram à Prefeitura documentos contendo planos de operação dos patinetes elétricos

Victor Hugo Silva Por

O prazo do chamamento da Prefeitura de São Paulo por interessados em operar patinetes elétricos na cidade se esgotou nesta segunda-feira (18). Com ele, onze empresas, incluindo Uber, Yellow e Grin se apresentaram para formalizar a implantação do serviço e adotar medidas de segurança e manutenção.

Segundo a Folha de S.Paulo, as companhias desejam operar, ao todo, mais de 100 mil veículos. Para isso, cada uma delas levou à Prefeitura documentos que detalham planos de operação na cidade. Eles reúnem informações sobre a quantidade de veículos disponibilizados, os prazos para o início da oferta e as áreas de atuação.

Uber, Yellow, Grin e outras empresas querem operar 100 mil patinetes em São Paulo

Além das já citadas, as empresas que atenderam ao chamamento foram Trunfo, Tembici, Serttel, Bird, FlipOn, Lime, Scoo e Mobileasy. A Prefeitura deseja criar, junto delas, regras de circulação e cálculos mais precisos a respeito do serviço.

A expectativa é de que a regulamentação leve três meses para ficar pronta. Até lá, as companhias seguem uma resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que permite o uso de patinetes em ciclovias e ciclofaixas com velocidade máxima de 20 km/h, em calçadas com limite de 6 km/h e na faixa da direita das ruas no mesmo sentido dos carros.

Para a Secretaria de Mobilidade e Transportes, é preciso proibir o tráfego de patinetes nas calçadas e reduzir a velocidade permitida em ciclovias. A Prefeitura também deseja estabelecer um padrão de tecnologia e segurança para as empresas.

O vereador Police Neto (PSD), que coordena estudos de micromobilidade em São Paulo, afirma que o mercado de patinetes pode chegar a 15 milhões de deslocamentos diários na cidade. O número é do Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento).

O órgão levou em consideração os trajetos de menos de 5 km feitos por pessoas entre 18 e 55 anos de idade em São Paulo. De acordo com o Cebrap, o número pode ser ainda maior: 53% dos 40 milhões de deslocamentos podem ser feitos por patinetes e bicicletas.

Com a oferta esperada pelas empresas, o setor poderá movimentar a economia da cidade e gerar mais postos de trabalho. A estimativa do vereador é de que o segmento registre um investimento de R$ 500 milhões e ajude a criar 5 mil empregos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago Celestino
Prevejo os mesmos problemas que estão acontecendo nos EUA. Procurem por “scooter war” e entenderão.
Diego F. Duarte
Sim tem, e é bem restrito
Porto Velho
Não sei qual a margem praticada, mas pode ter certeza absoluta que os tributos diretos e indiretos já supera muito ela.
Diego F. Duarte
Ou n, se considerar a margem media dos servicos por aki.
Porto Velho
O uma contrapartida sem sentido e que iria encarecer demais o custo do serviço.
Diego F. Duarte
Nada impede q isso seja exigido como contrapartida, como dito
Ruan
Por isso eu disse "contra partida"Em qua, 20 de fev de 2019 11:49, Disqus <[email protected] escreveu:="">
Porto Velho
Porque obrigação de construir e manter as vias é da prefeitura.
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ
Exatamente, para ser competitivo teria que custar a metade do preço do uber, ainda assim acho interessante a ideia para quem usa metrô/trem e precisam ir caminhando da estação.
kadu
Também achei caro. Pra brincar de vez em quando ok, mas pra usar como meio de transporte no dia a dia, pra trabalhar por exemplo, caro. Acho que daqui de casa até o meu trabalho daria mais ou menos o preço de uma corrida de Uber, sendo que o Uber é mais rápido e mais confortável.
Ruan
Por que não exigir uma contra partida das empresas, X metros de ciclovia pra cada Y número de patinetes, sei lá
Ivan
É um pouco caro mesmo, os apps de transporte por carro como o Uber por exemplo, não ultrapassa 7 reais aqui na minha cidade.
X-Tudãoᴳᴼᵀ
+ou- o preço que eu imaginava.
Epic Mac Fadden - ODZ -
Estava pensando algo como em Vinhedo/SP (não moro lá), que até pra andar no Centro é íngreme e demanda preparo físico de montanhista.E é uma cidade "descolada", onde tudo que é serviço de aplicativo funciona.
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ
Acho que varia um pouco, mas aqui na minha cidade:O custo será de R$ 3 para o desbloqueio e o primeiro minuto de uso e mais R$ 0,50 por minuto adicional. Os dez primeiros minutos do primeiro passeio serão gratuitos.
Itlof
No caso, BH é relativamente acidentado, e mesmo assim os patinetes estão fazendo sucesso. Eles não sobem ruas muito irregularidares e inclinadas, mas se deu conta do terreno de BH... Difícil dar errado em outros lugares
X-Tudãoᴳᴼᵀ
Quanto custa?
Epic Mac Fadden - ODZ -
Cidades em vales não dará certo, certeza.
Itlof
E também o do Itaú tem o inconveniente de depender de vagas na estação, num tem algo assim? Isso é terrível. Nunca peguei nenhuma na Pampulha por causa disso, ter que andar muito até uma estação e ter que terminar a corrida em outra...
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ
Só eu que achei meio caro esses serviços de aluguel de patinetes elétricos?
Diego F. Duarte
Rapaz, e eu honestamente achando q n ia dar certo, mas esses patinetinhos pegaram msm aki em BH. É dificil achar um ocioso na rua, tal como as bikes. A impressao q da e q eles tem mto mais ocupacao q as bikes do Itau/SambaBH.Acho q o fato dos veiculos da Yellow serem eletricos e ajudarem p caramba nas pirambeiras aki ajudou BEM o servico.