Início » Negócios » Netflix responde a iniciativas que tentam barrar seus filmes no Oscar

Netflix responde a iniciativas que tentam barrar seus filmes no Oscar

Pelo Twitter, a Netflix argumentou que o streaming permite que filmes cheguem a mais pessoas

Victor Hugo Silva Por

A Netflix levou quatro estatuetas no Oscar 2019, mas não terá vida fácil se depender de profissionais do cinema. O diretor Steven Spielberg, por exemplo, quer iniciar uma campanha para mudar as regras do concurso e impedir a participação de filmes lançados em serviços de streaming.

Após o posicionamento do diretor vir à tona, a Netflix recorreu ao Twitter para defender o lançamento de filmes em plataformas como a sua. “Amamos cinema”, disse a companhia, antes de citar argumentos a favor de seu modelo.

Netflix

Para a empresa, o streaming oferece “acesso para pessoas que nem sempre podem pagar ou moram em cidades sem cinemas”, além de fazer “todas as pessoas em todos os lugares desfrutarem de lançamentos ao mesmo tempo” e “dar aos cineastas mais maneiras de compartilhar arte”.

O comentário serviu como resposta à opinião do diretor. “Steven sente muito sobre a diferença entre a situação do streaming e do cinema”, afirmou dias antes um porta-voz da Amblin, produtora de fundada pelo diretor, em entrevista ao IndieWire. “Ele ficará feliz se outros se juntarem [à sua campanha] quando isso acontecer”.

Hoje, um filme precisa permanecer em cartaz durante uma semana em cinemas de Los Angeles e ter resenhas em grandes jornais impressos para ser considerado para o Oscar. Algumas pessoas defendem que o tempo mínimo de exibição nos cinemas seja de quatro semanas.

“Uma vez que você se compromete com um formato de televisão, você é um filme de TV. Você certamente – se for um bom programa – merece um Emmy. Mas não um Oscar”, disse Spielberg em entrevista ao ITV News, em março de 2018.

O debate sobre a disputa de filmes da Netflix com produções exibidas apenas nos cinemas ocorreu em outros momentos, como o Festival de Cannes. Ele retornou após Roma ser nomeado para dez prêmios e vencer nas categorias de melhor diretor, melhor filme estrangeiro e melhor fotografia.

A Netflix ainda ganhou a categoria de melhor documentário em curta-metragem, com Period. End of Sentence. A Academia deverá se reunir em abril para discutir as sugestões de mudança e adiantou que “as discussões sobre regras de prêmios estão em andamento com as filiais”.

Com informações: Mashable, Ars Technica.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ronaldo Cesar

O Oscar desse ano teve muita treta

Marcos Guilherme

É fato que tudo muda, nunca se fica na mesma, a tendência é da melhora.
Outra coisa tudo que é novo assusta, se bem que streaming já nem tao novo assim...
Acho que a velha forma não quer perder recursos...
Concluo que deve-se sempre adaptar-se ao novo ou cairá e ficará para trás.

johndoe1981

Corporativismo safado de Hollywood, filme é fipme. Aliás, nunca liguei muito pra panelinha do Oscar, Cannes, Globo de Ouro etc. mas depois que começaram a querer enfiar lacração nos filmes goela abaixo do público, foi quando desisti de vez de acompanhar e de me importar com premiações do cinema. Espero que a Netflix não siga o mesmo caminho.

Felipe Costa Gualberto

Regra imbecil e arbitrária limitar Oscar a só o que passo no cinema. Se uma obra é boa, tem que levar o Oscar e ponto final.
Isso é choro de peixe grande querendo centralizar, controlar e monopolizar a produção da arte.
A palavra chave para termos as coisas de forma mais eficientemente e, principalmente, mais ética é descentralização.

Henrique Picanço

Isso só me diz uma coisa: Emmy e Oscar estão premiando mídias que mudaram MUITO nas últimas décadas, e que seus modelos já não fazem mais tanto sentido.

Thiago Mocci

Olha, vendo melhor a matéria, o argumento de que "Filme para TV" merece um Emmy é coerente ao modo de pensar dele, não é só guerra boba com a tecnologia. Ocorre que, ainda sim, precisa atualizar esse pensamento. Filme de TV, de Cinema, é filme. Alguma categorização pode haver, mas o Oscar precisa se abrir pra essas categorias.

Marcos

Os custos são menores? Será?

O custo de produção é o mesmo, tanto para distribuição via streaming, quanto para cinema, o que muda é o custo de distribuição.

No caso do cinema, o custo é zero para a produtora exibir os filmes, já que é de interesse dos próprios cinemas a exibição dos filmes, portanto estes pagam os royalties para exibir o filme, bem como a taxa por direito autoral por espectador. Ou seja, custo praticamente zero de distribuição para a produtora.

Já no streaming, o custo é bancado pela própria plataforma de exibição, Netflix e similares não vão ganhar a mais pela exibição de um filme, quanto mais este for assistido, maior o custo do mesmo (servidores, conexão, etc). O ROI está embutido nas mensalidades da plataforma.

Keaton

Filme é filme, sendo streaming ou cinema.... O Netflix deveria abrir uma franquia de cinemas a custo popular que só passasse seus filmes... ai queria ver a turma do oscar reclamar. hahaha

Blu

Senhor Spielberg, coloque seus filmes na Netflix e pare de chorar.

Assinado: O streaming é o futuro.

Jairo ☠️

Pelo jeito querem deixar o festival do Oscar ainda mais irrelevante.

X-Tudãoᴳᴼᵀ

Pode ser que Oscar seja só para filmes de cinema, mas se não se renovar vai perder a relevância, hoje em dia as pessoas vão ao cinema mais como atividade social do pelo filme em si, e ainda cinema hoje em dia é coisa de "cidade grande".

Leandro Understood

Acho que depende, para streaming os custos são menores. Mas são filmes da mesma forma. Enfim, luta difícil.

tuneman

Oscar sempre foi uma panelinha de lobby....

Caleb Enyawbruce

Hollywood pode lutar, espernear, mimimizar que não vai ter jeito: streaming veio pra ficar e superar. Aceitem que dói menos...

Lucas Carvalho

A arte ficou pra segundo plano, né? Além disso, se o Oscar excluir da premiação grandes obras da Netflix que estão mais acessíveis que alguns títulos, aí que essa premiação se isola mais do público e termina de se afundar no buraco em que já se encontra atualmente.

Exibir mais comentários