Início » Celular » Huawei P30 Pro ultrapassa Galaxy S10+ e Xiaomi Mi 9 em teste de câmera do DxOMark

Huawei P30 Pro ultrapassa Galaxy S10+ e Xiaomi Mi 9 em teste de câmera do DxOMark

Huawei P30 Pro está em primeiro lugar no ranking do DxOMark; celular também conseguiu boa nota nos testes de câmera frontal

Felipe Ventura Por

A Huawei é conhecida por suas ótimas câmeras traseiras de celular, e não é para menos: o novo P30 Pro está em primeiro lugar no ranking do DxOMark. O aparelho superou a pontuação do Samsung Galaxy S10+, Xiaomi Mi 9 e Apple iPhone XS Max. Ele também conseguiu uma boa nota nos testes de câmera frontal.

Huawei P30 Pro

A câmera traseira do Huawei P30 Pro reúne uma série de tecnologias para oferecer uma imagem melhor. O sensor principal de 40 megapixels usa um arranjo RYYB em vez de RGGB, substituindo pixels verdes por amarelos para aumentar a sensibilidade à luz.

O sensor secundário de 8 MP fica em posição perpendicular: a luz entra através de um "periscópio", direcionada por um prisma, permitindo um zoom híbrido de 10x. Há ainda o sensor de 20 megapixels com lente ultrawide, e o sensor de profundidade ToF (time of flight).

Com isso, o Huawei P30 Pro atingiu a nota 112 nos testes de foto e vídeo do DxOMark. O Galaxy S10+ divide o segundo lugar com o Huawei Mate 20 Pro e Huawei P20 Pro; eles tiveram pontuação de 109. O Xiaomi Mi 9 vem logo atrás, com 107 pontos; enquanto o iPhone XS Max conseguiu 105 pontos.

Huawei P30 Pro e iPhone XS Max

O DxOMark explica que o P30 Pro teve um bom desempenho em quase todas as categorias de teste. A câmera oferece um equilíbrio muito bom entre detalhes e ruído, renderizando detalhes pequenos e texturas finas "melhor do que a maioria dos concorrentes em todos os níveis de iluminação", ao mesmo tempo em que mantém os níveis de ruído baixos.

Além disso, o autofoco "funciona perfeitamente em todas as situações"; a exposição é boa mesmo em níveis de luz extremamente baixos; e o alcance dinâmico não é tão grande quanto no Mate 20, mas ainda é muito bom.

Zoom de 10x no Huawei P30 Pro, iPhone XS Max e Galaxy S10+

As críticas do DxOMark ficam para a renderização de cores e os artefatos. A saturação nas fotos é um pouco baixa em todos os níveis de iluminação; há também mudanças de matiz "bastante intrusivas" em alguns casos, e falhas de imagem ao redor de fontes de luz.

Em gravação de vídeo, o P30 Pro está entre um dos melhores dispositivos que o DxOMark já testou, apesar de não ser o melhor (essa honra vai para o Xiaomi Mi 9). A estabilização de imagem é muito boa; há um bom meio-termo entre renderização de texturas e redução de ruído; e o autofoco funciona de forma confiável.

No entanto, a perda de detalhes e o aumento dos níveis de ruído ficam mais notáveis em pouca luz. Além disso, a reprodução de cores nem sempre é fiel, e o equilíbrio de branco sofre algumas instabilidades durante a gravação.

Zoom de 5x no Huawei P30 Pro, iPhone XS Max e Galaxy S10+

Huawei P30 Pro tem câmera frontal de 32 megapixels

O DxOMark também avalia a câmera frontal de alguns celulares. O Huawei P30 Pro ficou em quarto lugar no ranking com 89 pontos, atrás do Galaxy S10+ (96 pontos), Google Pixel 3 (92) e Galaxy Note 9 (92). O Xiaomi Mi 9 não foi testado.

A câmera frontal de 32 megapixels do P30 Pro tem boa exposição, reprodução precisa de cores e gama dinâmica ampla. Ela também consegue simular o efeito bokeh com precisão aceitável, borrando o plano de fundo.

No entanto, apesar de sua resolução alta, a câmera não captura tantos detalhes quanto os concorrentes, especialmente em condições de pouca luz. E como ela tem foco fixo, em vez de automático, rostos acabam ficando borrados se estiverem muito longe (a 120 cm de distância).

Este é o ranking completo do DxOMark Selfie para câmeras frontais:

  • Samsung Galaxy S10+: 96 pontos (101 em foto, 88 em vídeo)
  • Google Pixel 3: 92 pontos (99 em foto, 83 em vídeo)
  • Samsung Galaxy Note 9: 92 pontos (96 em foto, 86 em vídeo)
  • Huawei P30 Pro: 89 pontos (90 em foto, 88 em vídeo)
  • Xiaomi Mi Mix 3: 84 pontos (83 em foto, 85 em vídeo)
  • Apple iPhone XS Max: 82 pontos (81 em foto, 82 em vídeo)
  • Samsung Galaxy S9 Plus: 81 pontos (81 em foto, 81 em vídeo)
  • Google Pixel 2: 77 pontos (80 em foto, 71 em vídeo)
  • Huawei Mate 20 Pro: 75 pontos (73 em foto, 79 em vídeo)
  • Samsung Galaxy S8: 73 pontos (71 em foto, 75 em vídeo)
  • Huawei P20 Pro: 72 pontos (67 em foto, 79 em vídeo)
  • Apple iPhone X: 71 pontos (74 em foto, 66 em vídeo)
  • Meitu V6: 59 pontos (58 em foto, 61 em vídeo)
  • Intex Aqua Selfie: 22 pontos (17 em foto, 29 em vídeo)

Efeito bokeh simulado no Huawei P30 Pro

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Capitão Caverna

E onde eu falei que tudo é feito no mesmo sensor?
São dois sensores diferentes, mas o do zoom é um sensor cropado.

Eliézer José Lonczynski

Queria ter grana pra bancar um fã-clube da Huawei pra bater de frente com a cháyomi

Pedro Resende

Pelo jeito você não leu a matéria. São sensores diferentes, um de 40mp e um dedicado ao zoom de 8mp.

Daniel R. Pinheiro

Na verdade é a Huawei que só está adiantada 1 ano. A Nokia fazia seus aparelhos competirem com tops de 3 anos à frente... rsrs ^^

Caio Tudisco

O problema é que um Smartphone não é só câmera, o trabalho feito no restante conta muito.

Felipe Insfran

Tá insuportável isso

Rod

É sempre assim. Vem um novo e toma 9 pódio, mas quando chega na hora de usar, ninguém bate o Pixel. Só acompanhar o MKBHD / Vlad (Verge).

Rafael Moreira

Se o pixel aderisse o uso de duas ou mais câmeras, a Gcam rodaria melhor em outros aparelhos.

Felipe Xavier

É, como disse, não tenho certeza de como ficaria. No meu Mi A2, a GCam não utiliza os dois sensores mesmo, apenas o melhor. Mas eu sei que existe ports para aparelhos exclusivos, com suporte a mais de uma câmera, então pode ser que façam algo do tipo.

Bardni

Ele n usou o braço https://media1.giphy.com/me...

Rafael Moreira

Acredito que não daria certo. A Google câmera trabalha em cima de um sensor. Já houve testes da Gcam no S9, e muito se comentou da qualidade da câmera frontal, que se saiu melhor que o aplicativo nativo do aparelho. Já na câmera traseira que tem dois sensores, permaneceu na mesma qualidade da câmera stock.

Caio

oxe de um ano pro outro lançou um celular com "câmera revolucionária" que marcou apenas 3 pontos a mais do q o modelo anterior? acho que falta muito a aprender com o Pixel, pelas fotos não me impressionaram. pegaria o Samsung S10+ mesmo se fosse pra escolher um topo de linha em 2019.

Rafael Moreira

Conheço pelas reviews, o software deixa a desejar igual do Xiaomi. Das fabricantes chinesas a OnePlus é a única que tem um software bom, pois é praticamente um Android puro. Olhando para o lado da customização é melhor ficar com a Samsung e sua nova interface.

Rafael Moreira

Fico imaginando como seria os celulares da Google com esse monte de sensor. Se com apenas um os caras fazem uma bruxaria sinistra no software, aplicando modo retrato, visão noturna e zoom melhorado. Imagina se resolver seguir a manada aplicando um monte de sensor no aparelho.

Rafael Moreira

Um exemplo de mágica, é o que a Google faz com seus aparelhos que tem apenas um sensor. Provou que é possível fazer efeito boken, visão noturna, e super res zoom. Isso podemos chamar de diferencial, aonde o algoritmo mostra as caras.

Exibir mais comentários