Início » Internet » O que é Tumblr? [vida e quase morte da plataforma de blogs]

O que é Tumblr? [vida e quase morte da plataforma de blogs]

Descubra o que é (ou era) o Tumblr, a rede social e plataforma de microblogs que passou por altos e baixos desde o lançamento

Por
14/05/2019 às 20h42

O Tumblr pode ser compreendido como uma rede social e/ou uma plataforma de blog. Foi um dos sites mais populares da internet, até o dia em que perdeu todo o seu conteúdo adulto, mas ainda pode voltar à vida. Para quem não conhece, saiba o que é Tumblr e entenda a sua ascensão e queda, além de ficar por dentro das polêmicas.

Tumblr / Pixabay

O que é Tumblr?

O Tumblr é uma rede social e/ou plataforma de microblogging (como o Twitter), voltada para a criação de blogs mais livres e menos tradicionais, suportando textos, vídeos, aúdios e principalmente, GIFs. Muitos GIFs. O Tumblr permite repost de outros blogs, seguir e ser seguido e muitos outros recursos sociais quem lembram o Facebook.

Ele foi lançado em fevereiro em 2007, por David Karp e Marco Arment (criador do Instapaper e do Overcast), e depois de apenas duas semanas, já tinha 75 mil usuários.

O Tumblr sempre teve problemas para dar lucro, principalmente por ser um ambiente bem mais libertário. Por não colocar restrições no tipo de conteúdo criado pelos usuários (na época), se tornou um portal popular para o compartilhamento de conteúdo adulto, do softcore ao extremamente pornográfico, incluindo aí algumas preferências… incomuns. Em determinado ponto, a maioria absoluta do conteúdo era 18+.

David Karp

David Karp, co-fundador e primeiro CEO do Tumblr

A wild Marissa Mayer appears

Isso não foi um problema para o Yahoo!, que em 2013 comprou o Tumblr por US$ 1,1 bilhão, pago em dinheiro. A princípio, a nova direção jurou de pés juntos que não mexeria em nada, mesmo com o histórico da empresa de arruinar os produtos que comprava, como o Flickr.

É claro, mexeu. Como forma de tentar fazer a plataforma dar lucro, o Yahoo! baniu tags sugestivas e removeu todas as indexações dos blogs com conteúdo adulto, fossem elas externas ou internas, e só quem tinha o link podia acessa-los. Basicamente, o porn foi todo enfiado em um gueto. Só que tinha um problema, pr0n continuava a crescer.

Nesse meio tempo, o Yahoo! foi comprado pela Verizon, sua então controversa CEO Marissa Mayer (a quem a compra, considerada um erro, foi atribuída) deu adeus e, pouco tempo depois, o CEO e fundador do Tumblr, David Karp, também pulou fora. A plataforma, agora um produto da empresa de mídia Oath, continuava sem dar lucro.

No more pr0n (NSFW)

Isso durou até novembro de 2018, quando o app do Tumblr foi banido da App Store, da Apple, sob a justificativa de a plataforma não barrar conteúdos com pornografia infantil. A Verizon, que não tinha que cumprir nenhuma promessa da época do Yahoo!, resolveu a situação da maneira mais drástica possível: proibindo completamente todo e qualquer conteúdo adulto.

Tumblr

O grande, e enorme, problema dessa decisão é um só: a esmagadora maioria do conteúdo do Tumblr era pr0n. Ao fazer isso, a plataforma espantou o grosso de seus usuários. Em tese, conteúdos com nudez em casos de usos “artístico, educacional, de destaque ou político” ainda são permitidos e a proibição visa especificamente “imagens, vídeos ou GIFs que mostrem genitálias de humanos ou mamilos femininos”, o que foi considerada uma decisão sexista similar ao Facebook, contrária à inclinação do Tumblr.

O resultado não poderia ser outro: entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019, foi notada uma queda de 17% no tráfego do site, que vem perdendo uma média de 80 milhões de acessos por mês. Ao que tudo indica, a tendência é minguar até secar.

Só que nem tudo está perdido.

A Verizon, que não tem mais o que fazer com o Tumblr, estaria buscando compradores para a plataforma, para ao menos fazer alguns trocados com ela. A parte interessante é que o Pornhub tem interesse em compra-lo, especificamente para restaura-lo à sua antiga forma, pondo o conteúdo adulto de volta, para atrair quem pulou fora do barco.

Por mais inusitada que seja esta situação, a doce ironia é ver o futuro o Tumblr nas mãos de um site que vive de vender pr0n e, provavelmente, fazendo algo que nunca fez em toda a sua história: dinheiro. Em caso de novidades, vamos atualizar esse artigo.

Mais sobre: , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.