Início » Telecomunicações » Elon Musk diz que satélites Starlink não atrapalharão astrônomos

Elon Musk diz que satélites Starlink não atrapalharão astrônomos

O dono da SpaceX respondeu às preocupações de astrônomos sobre a possível interferência dos satélites Starlink

Victor Hugo Silva Por

A SpaceX lançou os 60 primeiros satélites Starlink na última sexta-feira (24). A empresa de Elon Musk quer lançar 12 mil satélites até 2024, mas está sendo questionada sobre a interferência que eles poderão ter sobre o trabalho de astrônomos.

Os profissionais querem entender, por exemplo, quanta luz será refletida nos satélites, especialmente quando milhares estiverem na ativa. Um exemplo da possível mudança foi mostrado em um vídeo com os primeiros deles já no espaço.

No Twitter, Elon Musk respondeu às preocupações e lembrou que os satélites ajudarão a levar internet para bilhões de pessoas economicamente desfavorecidas. “Dito isso, garantiremos que o Starlink não tenha efeito significativo nas descobertas em astronomia. Nós nos importamos muito com a ciência”.

“Já existem 4.900 satélites em órbita, que as pessoas notam aproximadamente 0% do tempo”, afirmou. “O Starlink não será visto por ninguém, a menos que você analise com muito cuidado, e terá impacto de aproximadamente 0% nos avanços em astronomia”.

Aparentemente, o brilho demonstrado no vídeo é atípico. Os equipamentos usaram seus propulsores e apontaram seus painéis para o Sol para ficarem menos visíveis. Um dos astrônomos preocupados com planos da SpaceX é Jonathan McDowell, do centro de astrofísica de Harvard-Smithsonian.

“Parece que uma vez que os Starlinks apontam seus paineis solares para o Sol apropriadamente, eles são significativamente mais fracos”, disse. Segundo ele, a luz passa de magnitude 2 para 5, num índice em que quanto menor o número mais brilhante o objeto.

“Isso ainda é mais brilhante do que esperávamos e ainda é um problema, mas é um pouco menos de um problema de ‘fogo no céu'”. O projeto da SpaceX é levar conexão de 1 Gb/s para áreas rurais. A primeira etapa, que será completada após seis lançamentos, atenderá o Norte dos Estados Unidos e o Canadá.

O planejamento prevê seis lançamentos até o fim do ano, mas previsões mais conservadores apontam para dois lançamentos nesse período. A cobertura global dos satélites Starlink será atingida somente depois de 24 lançamentos.

Elon Musk diz que satélites Starlink não atrapalharão astronômos

Com informações: SlashGear, Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Paquito78

Por que?

Macedo

o Elon está trabalhando em todos componentes da exploração espacial:

Foguetes reutilizáveis
Veículos autonomos
Captação de energia solar
Baterias
Escavação/mineração

o endgame dele está bem claro

Brunei

O Elon ta malandro, provável vai ter mais satélites em orbita que qualquer governo, até parece coisa de filme de ficção cientifica. Será que os satélites vão servir só para internet em áreas remotas mesmo? Ele diz ter medo da inteligência artificial mas cria carros que dirigem sozinhos, se esses carros um dia acordarem e começarem a pensar, ou uma inteligência artificial dominá-los e ter acesso a tudo da SpaceX e Tesla.

Brunei

E bota grande nisso.

imagina 100 mil casas espalhadas pela terra, somente elas, a chance de um doido cair do céu sem controle e acertar uma seria muito difícil. imagina um foguete que é controlado rumo a uma área bem maior. o rapaz ali acima ta com medo atoa ne kk

Bruno Martins Santana

Pra quem assistiu Wall-E
https://uploads.disquscdn.c...

PinPortal ✔️

O problema é que tem outras companhias querendo lançar os seus satélites para oferecer internet barata, concorrendo com a Space X. É uma ótima iniciativa, mas tem que ser bem planejado.

Alessandro

O céu é bem grande

Rik Br

Acho que já está na hora do Elon Musk diminuir um pouco o consumo de maconha.

Jedielson Almeida

É uma preocupação realmente relevante.

Felipe Cotta

Já viu o desenho da rede completa, fico imaginando se não vai atrapalhar lançamento de foguetes também