Início » Aplicativos e Software » Apple anuncia iPadOS e deixa sistema do iPad mais próximo ao macOS

Apple anuncia iPadOS e deixa sistema do iPad mais próximo ao macOS

Com a mudança a Apple separa torna o iPad mais independente

Por
03/06/2019 às 16h35

A Apple aproveitou o começo desta segunda-feira (3) para anunciar que o iOS não será mais o mesmo nome do sistema operacional para iPads, que a partir de agora será chamado de iPadOS. O novo sistema operacional traz melhorias para trabalhar com múltiplos apps, além de novos gestos para a interface.

iPadOS com widgets

iPadOS traz recursos do macOS

A divisão de iOS já existia desde o lançamento do primeiro iPad Pro, só que de forma muito mais sutil e velada. Neste tipo de iPad o usuário já encontrava recursos que não estão nos iPhones, como a dock que pode ser levantada em qualquer app e a divisão da tela para mais do que um app por vez.

A partir do iOS 13 as mudanças ficarão ainda mais visíveis e isso inclui o nome iPadOS. Uma das principais mudanças está na tela inicial, que agora pode exibir widgets o tempo todo. Não da mesma forma como faz o Android, mas em uma versão dos próprios widgets que já estavam no iOS, só que agora não mais escondidos em uma área só para eles.

Novo explorador de arquivos

Este é o recurso que é até mais importante do que os widgets. A partir do iPadOS, o aplicativo Arquivos ganha mais funções e ficará muito semelhante ao que o Finder faz nos Macs. Nele o usuário poderá alternar os modos de visualização dos arquivos para colunas e exibir uma prévia no canto direito do aparelho.

Além disso, HDs externos e pendrives podem ser abertos sem problemas nos iPads (fundamental para o iPad Pro mais recente, que tem porta USB-C), mas ainda está incerto se o Arquivos será capaz de exibir todos os tipos e formatos de arquivos, como faz qualquer sistema operacional – móvel ou não.

Safari com cara de desktop

Nesta versão do sistema operacional, o iPad fará com que as páginas não abram a versão mobile dos sites – o que acontece, mesmo em um iPad Pro de 12 polegadas e que exibe alguns endereços com visual para um iPhone. Os sites ficarão com melhor visualização e o sistema trará até mesmo um gerenciador de downloads semelhante ao que existe no Safari dos Macs, indo até para atalhos de teclado do navegador nos computadores da maçã.

Apple Pencil ficou mais responsiva

A Pencil também recebeu melhorias, com um tempo de resposta menor. Ele passou de 20 ms para 9 ms para a latência do uso. Junto disso um novo gesto foi adicionado, que é ao utilizar três dedos na tela para copiar, colar e para desfazer alguma digitação.

No iPadOS o usuário poderá abrir múltiplas janelas do mesmo app e dividir duas delas na tela – como abrir duas notas no app Notas, dividindo a tela ao meio para ver as duas ao mesmo tempo. Por fim, uma versão do Exposé do macOS está presente e exibe todas as telas e ambientes abertos e que estão em background. Ainda não é uma forma de trabalhar com janelas como em um computador, mas está mais próximo.

Quais iPads receberão o iPadOS?

O iPadOS será lançado na primavera deste ano (provavelmente em setembro), junto do iOS 13, de graça e com testes fechados para desenvolvedores a partir de hoje – o período de beta público começa no fim deste mês. Os iPads compatíveis com o iPadOS são:

  • iPad de quinta geração (2017)
  • iPad de sexta geração (2018)
  • iPad Air 2
  • iPad Air (2017)
  • iPad Air (2019)
  • iPad Pro (todos os modelos)
  • iPad Mini 4
  • iPad Mini (2019)
Mais sobre: , , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.