Início » Celular » Xiaomi prepara celular com câmera de 64 megapixels

Xiaomi prepara celular com câmera de 64 megapixels

Smartphone da Xiaomi deve usar sensor de câmera da Samsung, que promete fotos nítidas de 16 MP com baixa iluminação

Por
20/06/2019 às 12h23

Depois da era dos celulares com câmera de 48 megapixels, é hora de passar para os com 64 megapixels: a Xiaomi está trabalhando em um aparelho com essa configuração, segundo códigos escondidos em uma versão de desenvolvimento da MIUI 10.

Redmi K20/K20 Pro

As menções a uma câmera de 64 megapixels foram encontradas pelo XDA Developers no aplicativo de câmera da MIUI para o Redmi K20 Pro — que traz um conjunto triplo de 48 megapixels. É possível notar o texto “ultra_pixel_photography_64mp_open_tip” e uma marca d’água escrito “64MP DUAL CAMERA”.

E qual celular da Xiaomi teria uma câmera com tanta resolução? Ela poderia estar em um futuro Mi Mix 4, que poderá ser equipado com Snapdragon 855, 16 GB de RAM e carregamento rápido de 100 watts — os chineses já demonstraram a tecnologia, que pode encher uma bateria de 4.000 mAh em apenas 17 minutos.

Xiaomi / Câmera de 64 megapixels

Mas o mais provável é que o aparelho utilize o sensor Samsung Isocell Bright GW1, o único com essas características anunciado até o momento. Esse componente, de acordo com Ice Universe, perfil conhecido por seus vazamentos certeiros, estrearia em um Samsung Galaxy A e, logo depois, em um “modelo misterioso da Redmi”.

Sensor de 64 MP da Samsung promete fotos nítidas de 16 MP em baixa iluminação

A Samsung diz que o Isocell Bright GW1 possui tecnologias de mesclagem de pixels que podem “produzir imagens claras de 16 megapixels em ambientes com baixa iluminação e fotos altamente detalhadas de 64 megapixels em situações mais claras”. Isso acontece graças ao que a empresa chama de Tetracell, que utiliza um algoritmo de remosaico para combinar quatro pixels em um.

De acordo com a Samsung, a tecnologia de isolamento de pixels (daí o nome Isocell) otimiza o desempenho especificamente para pixels de dimensões menores. Além disso, o GW1 suporta HDR em tempo real de até 100 dB — menos que os 120 dB de um olho humano, mas mais que os 60 dB de outros sensores. Assim, é possível tirar fotos com maior alcance dinâmico, sem estourar as áreas iluminadas ou esconder as de sombra.

O GW1 também possui otimizações para converter a luz em sinal elétrico de forma mais eficiente, e traz um foco automático por detecção de fase capaz de funcionar durante uma gravação de vídeo em Full HD a 480 quadros por segundo.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.