Início » Internet » Google e Facebook recebem ordem judicial para apagar notícia falsa sobre Lava Jato

Google e Facebook recebem ordem judicial para apagar notícia falsa sobre Lava Jato

Notícia falsa diz que procurador Diogo Castor de Mattos, ex-membro da Lava Jato, vazou mensagens de Moro e Dallagnol

Felipe Ventura Por

Uma notícia falsa circula nas últimas semanas dizendo que Diogo Castor de Mattos, ex-membro da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, foi o responsável pelo vazamento de mensagens do procurador Deltan Dallagnol e do ministro Sérgio Moro. Uma liminar da Justiça determina que Google e Facebook removam em até 48 horas qualquer post, página e link que reproduza a fake news.

O procurador Diogo Castor de Mattos

O procurador Diogo Castor de Mattos

Juliane Velloso Stankevecz, juíza da 16ª Vara Cível de Curitiba, decidiu que Google e Facebook deverão apagar a notícia falsa ou, em caso de descumprimento, pagar multa de R$ 100 mil. As empresas também deverão, em até 15 dias, “informar os dados dos respectivos usuários autores das publicações/postagens, ou informar eventual impossibilidade de fazê-lo”.

Esta pode ser uma ordem difícil de se cumprir. Sim, o Facebook é capaz de remover posts com a notícia falsa, mas não poderia fazer o mesmo no WhatsApp — justamente onde o boato começou. De maneira semelhante, o Google poderia apagar posts hospedados no Blogspot/Blogger; mas se removesse links da busca, eles continuariam disponíveis na web por outros meios. As empresas não se manifestaram sobre a decisão.

Boato diz que procurador vazou mensagens da Lava Jato

Segundo a decisão judicial, o boato começou a se espalhar em 14 de junho em um grupo do WhatsApp: “há menção à atuação do procurador da República Diogo Castor de Mattos como suposto autor de ‘hackeamento’ de mensagens atribuídas à força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba”.

O objetivo do vazamento, segundo a notícia falsa, seria “se safar de uma prensa que Dallagnol estaria armando para o escritório de seus irmãos Analice e Rodrigo Castor de Mattos”. Analice e Rodrigo são advogados e ajuizaram a ação.

O texto circula no WhatsApp, em páginas do Facebook e em blogs com o título “descoberto vazador da Lava Jato: Diogo Castor de Mattos”. O boato menciona uma “fonte que não quis se identificar” e diz que Diogo e Rodrigo atuavam juntos “para extorquir os acusados da Lava Jato utilizando o expediente das delações premiadas”.

Em sua decisão, a juíza diz que o texto pode “ensejar efetiva ofensa às suas honras e imagens, a ponto de atingir a esfera dos direitos constitucionais que lhe são garantidos”. Ela acredita que, ao manter a notícia falsa no ar, “novos danos à honra subjetiva dos autores poderão vir a ocorrer”.

Procurador deixou Lava Jato em abril após criticar STF

O texto começou a circular poucos dias após a defesa de Luiz Inácio Lula da Silva alegar suspeição do procurador Mauricio Gotardo Gerum, que cuida do recurso à ação penal do sítio de Atibaia (SP). Os advogados do ex-presidente lembram que Gerum é primo de Diogo, um dos responsáveis pela denúncia.

Em sua defesa, Gerum diz que o Ministério Público é parte no processo, não ele individualmente nem seu primo; e que o Código Penal só prevê impedimento para parentesco de até terceiro grau — primos são parentes de quarto grau.

Diogo deixou a força-tarefa da Lava Jato em abril, semanas após criticar o STF (Supremo Tribunal Federal) por decidir que crimes comuns em campanha eleitoral devem ir para a Justiça Eleitoral, não para a Justiça criminal. O procurador escreveu um artigo dizendo que o STF preparou um “novo golpe” contra a Lava Jato, porque a Justiça eleitoral “historicamente não condena ou manda ninguém para prisão”.

O presidente do STF, José Antônio Dias Toffoli, solicitou a abertura de uma reclamação disciplinar contra o procurador no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público). Ele também abriu um inquérito para apurar fake news sobre os ministros da Corte.

Força-tarefa da Lava Jato afirma que texto traz notícia falsa

Em nota, o MPF/PR (Ministério Público Federal no Paraná) diz: “trata-se de fake news o conteúdo que vem sendo compartilhado por meio de grupos de WhatsApp e publicados em alguns blogs, que mencionam a atuação do procurador da República Diogo Castor de Mattos como suposto autor de hackeamento de mensagens atribuídas à força-tarefa Lava Jato em Curitiba”.

A força-tarefa da Lava Jato afirma que “tais imputações são absurdas e caluniosas, e estão sendo feitas com base em reportagens antigas contendo mentiras já devidamente rechaçadas anteriormente”.

No mês passado, o site The Intercept Brasil publicou o conteúdo de mensagens vazadas entre o procurador Deltan Dallagnol, o então juiz Sérgio Moro, e membros da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. As conversas, ocorridas entre 2015 e 2017, mostram os bastidores da operação e a proximidade entre Moro e Dallagnol. O ministro não vê “qualquer anormalidade”, e o MPF/PR diz que não houve ilegalidade.

Com informações: Estadão, Valor.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Wilson Antonio Castro Machado

Sim,mas depois que ganha as eleições porque continuaram? é enganação que chama?

aa aa

Vivemos uma guerra de narrativas de ambos lados, o intercept e o gringo até agora só tem "provas" como o tal do pavão misterioso também alega ter!

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Meu amigo ainda sai na rua com medo de que ataquem ele do nada e isso que ele nem é uma bixa que dá tanta pinta assim.

Pedro Paulo Fae Braz

Bem, muita coisa já foi julgada, e uma galera do PT foi presa, faltam alguns ainda, que espero que sejam julgados e presos também. Assim como espero que Moro, o Bolsonaro, os filhos dele e toda essa galerinha miliciana que ele ta arrastando pra política sejam julgados e presos, por que a lei é pra todos não pra quem cometeu mais ou menos delitos. Se fosse assim parceiro, mais da maioria da população carcerária do Brasil, total de mais de 700 mil, estaria livre por ter realizados pequenos delitos e furtos. Político não é herói, é nosso funcionário.

zephyr1an

eu (e com certeza dezenas de milhares, talvez centenas de milhares de pessoas) recebi carta do Feliciano (paga com nosso dinheiro, claro) conclamando a população a votar contra o "kit gay"...isso foi só UM apoiador do bozo, imaginem quantas cartas desse teor foram enviadas durante a campanha

Pedro

É roubo de dinheiro público do mesmo jeito, cara. Pode não ser a mesma coisa, mas é crime mesmo assim.

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Lula perdeu pq está preso, Bolso tomou uma facada, últimos anos do PT foram horríveis e se recusam até agora a fazer uma autocrítica.

Veja, eu não sou fanático, não tenho partido e muito menos político de estimação. Só gosto de ser ponderado e tentar enxergar as coisas o mais próximo da realidade possível.

Tenho certeza que não serão heróis com Bolsonaro, Lula ou Moro que irão mudar esse país para melhor, isso só pode partir da sociedade.

Pedro
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Não adianta vir com falácias argumentativas, colocar coisas na minha boca, que aqui não vai rolar amigo.

Eu sou CONTRA qualquer tipo de fake news sejam da direita, esquerda, centro, sobre saúde, história...

Pedro

Virou um "mas seu partido roubou mais". Esquece, Bolsonaro é tão corrupto quanto os políticos do outro partido que vocês tanto falam, a "cuestão" é que ele passou 30 anos como deputado do baixo clero e não teve oportunidade de pegar peixe grande, aí ficava com o esquema dos laranjas do gabinete.

Ramon

Combate a pilantragem é bem vinda de qualquer lado. Esquerda, direita, centro, horizontal e diagonal.

Genumano

Tinha dos dois lados? Engraçado que só o Haddad foi condenado até agora.

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Quanto a perseguir e matar gays eu posso dizer pela minha experiência: tenho muitos amigos que são gays e eles estavam APAVORADOS e durante a campanha chegaram a ser hostilizados na rua por bolsonaristas. Teve um idiota que disse pra um amigo meu que ia matar ele, ninguém me contou eu vi isso e fiquei em choque, agora imagine quem sofre isso?

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Engraçado que eu nem defendi posição ou falei especificamente sobre fake news de nenhum lado e os minios já aparecem tendo que atacar o PT.

Os dois lados usaram fake news, mas tem estudos dizendo que o ALCANCE foi maior entre eleitores do Bolsonaro, pois 90% acreditam em mentiras.

Por outro lado, isso não é um salvo conduto para achar que vale tudo em campanhas eleitorais.

Grande abraço!

Roberto César

Gente, não teve inocente ai, superem. Vamo estudar, que esses caras não tão nem aí pra nós.

Exibir mais comentários