Celular em cima de uma grama. (Imagem: Noizy Bull/Unsplash)
Celular em cima de uma grama. (Imagem: Noizy Bull/Unsplash)

Você pode excluir à distância todos os aplicativos de banco, WhatsApp, fotos e outros dados pessoais de um celular perdido ou roubado. Isso é possível tanto no Android como no iPhone, seja pela conta Google ou Apple ID; além disso, serviços da Samsung e Xiaomi podem ajudar.

Pense bem!

Esse procedimento é irreversível. Você só poderá recuperar os dados apagados caso tenha feito um backup antes.

Como apagar todos os dados no Android

Apagar tudo pelo Encontre meu Dispositivo (Google)

Temos um guia dedicado para apagar um celular Android pelo Encontre Meu Dispositivo. Você precisará de outro celular, tablet ou computador para fazer isso.

Dessa forma, você poderá excluir todas as informações pessoais do aparelho, removendo o acesso às contas de banco, ao WhatsApp, ao Google e aos demais apps e arquivos no celular.

O Encontre Meu Dispositivo também deixa você acionar a tela de bloqueio, além de voltar para as configurações de fábrica remotamente.

O aparelho roubado ou perdido deve estar vinculado a uma conta Google, e deve ter conexão ativa à internet.

Apagar dados pelo Samsung Find My Mobile

Donos de celulares Galaxy têm uma alternativa: apagar os dados pelo Samsung Find My Mobile. Ele tem recursos adicionais se comparado ao Encontre meu Dispositivo do Google.

É possível fazer backup do celular remotamente: as informações ficarão na nuvem da Samsung e poderão ser baixadas em um novo aparelho Galaxy. Dá também para ativar o modo de economia de bateria, para ter mais tempo de encontrar o smartphone perdido.

Além disso, o Find My Mobile aponta a localização do celular roubado ou perdido; e deixa apagar todos os dados, incluindo WhatsApp, apps de banco e contatos telefônicos. O smartphone precisa estar vinculado a uma conta da Samsung.

Celulares da Samsung podem ser formatados remotamente pelo Encontre Meu Dispositivo ou Samsung Find My Mobile (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Celulares da Samsung podem ser formatados remotamente pelo Encontre Meu Dispositivo ou Samsung Find My Mobile (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Limpar dados de um celular Xiaomi pela Mi Cloud

Você pode usar a Mi Cloud para apagar os dados de um celular Xiaomi roubado.

A Mi Cloud deixa apagar remotamente todos os dados do celular, incluindo arquivos, apps de banco e afins. A localização do smartphone continua a ser rastreada mesmo se ele for redefinido para os padrões de fábrica.

Também é possível realizar o bloqueio remoto de tela; dessa forma, só quem possui o código de acesso poderá usar o celular.

Para receber estes comandos à distância, o celular roubado precisa estar conectado à internet.

Como apagar todos os dados de um iPhone

É possível apagar dados de um iPhone perdido ou roubado com o app Buscar (Find My), da Apple. Assim, você pode excluir remotamente seus aplicativos bancários, acesso às contas de e-mail e afins, evitando golpes e o uso indevido de informações pessoais.

O serviço funciona pelo iCloud, na web, ou pelos aplicativos nativos para iOS, iPadOS e macOS.

Para receber o comando de limpeza, o iPhone deve estar conectado à internet.

Dados do iPhone podem ser apagados remotamente (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
iPhone pode ser apagado remotamente (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

É possível apagar um celular roubado desligado?

Não. Para apagar os dados, é preciso que o celular esteja ligado e conectado à internet.

No entanto, você pode solicitar a exclusão remota dos dados; com isso, tudo será apagado quando alguém ligar o celular de novo.

Com o celular desligado, existe no máximo a possibilidade de rastrear a localização. É o caso de alguns modelos do iPhone e Samsung Galaxy; a opção deve ser previamente configurada e habilitada pelo usuário com o aparelho em mãos.

O que acontece ao apagar todos os dados do celular?

O procedimento é irreversível e exclui todas as informações guardadas no celular. Isto significa que, ao fazer a formatação remota, todos os aplicativos, arquivos, contas, fotos de documentos, vídeos, entre outros itens, serão removidos. E ninguém, nem mesmo o proprietário do smartphone, terá como acessá-los após solicitar a exclusão.

No caso do Encontre Meu Dispositivo (Android) e Samsung Find My Mobile, o celular não poderá mais ser rastreado após a limpeza remota. O mesmo acontece em iPhones rodando iOS 14 ou versões mais antigas.

Celulares Xiaomi e iPhones com iOS 15 ou posterior ainda poderão ser rastreados após a limpeza remota.

Procedimento apaga todos os dados do celular, inclusive os arquivos (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Procedimento apaga todos os dados do celular, inclusive os arquivos (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Se você tiver um backup, será possível resgatar o conteúdo do telefone perdido ou roubado no seu dispositivo atual.

Google, Apple, Samsung e Xiaomi disponibilizam ferramentas de backup na nuvem. Assim, será possível resgatar os arquivos e as demais informações ao ter um novo celular em mãos. Descubra como recuperar fotos e outros dados de um celular roubado ou perdido.

É possível apagar um celular roubado pelo IMEI?

Não é possível apagar dados do smartphone ao bloquear o IMEI do celular roubado. Este procedimento, que deve ser feito junto às operadoras de telefonia, impede apenas o funcionamento da linha telefônica e dos dados móveis, ou seja, o acesso via 2G, 3G, 4G e 5G. O aparelho ainda poderá ser usado para se conectar à internet via Wi-Fi.

Para apagar as informações, será preciso recorrer às ferramentas que mencionamos acima.

Posso apagar dados de um app específico?

Não. As ferramentas acima apagam todo o conteúdo do celular, e não permitem escolher só determinados apps.

No entanto, existem alternativas. Por exemplo, você consegue desconectar apps de banco ao entrar em contato com a instituição financeira e relatar o incidente.

Por exemplo: dá para remover o acesso à conta do Instagram remotamente e desconectar o WhatsApp do celular roubado.

Veja nosso guia completo que traz orientações para proteger dados de apps em um celular roubado, entre outras dicas de segurança.

Esse conteúdo foi útil?
😄 Sim🙁 Não

Receba mais sobre iPhone na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi

Ex-autor

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Escreveu para o TechTudo e iHelpBR. No Tecnoblog, atuou como autor entre 2020 e 2023.

Ana Marques

Ana Marques

Gerente de Conteúdo

Ana Marques é jornalista e cobre o universo de eletrônicos de consumo desde 2016. Já participou de eventos nacionais e internacionais da indústria de tecnologia a convite de empresas como Samsung, Motorola, LG e Xiaomi. Analisou celulares, tablets, fones de ouvido, notebooks e wearables, entre outros dispositivos. Ana entrou no Tecnoblog em 2020, como repórter, foi editora-assistente de Notícias e, em 2022, passou a integrar o time de estratégia do site, como Gerente de Conteúdo. Escreveu a coluna "Vida Digital" no site da revista Seleções (Reader's Digest). Trabalhou no TechTudo e no hub de conteúdo do Zoom/Buscapé.

Canal Exclusivo

Relacionados