Início » Negócios » Nubank dobra faturamento e triplica base de clientes em 2019

Nubank dobra faturamento e triplica base de clientes em 2019

Nubank teve receita de R$ 2,1 bilhões em 2019; prejuízo triplicou no mesmo período, mas empresa diz que isso é uma escolha

Felipe Ventura Por

O Nubank divulgou os destaques de seu resultado financeiro em 2019: a empresa quase dobrou a receita anual e mais que triplicou a base de clientes; a fintech já tem mais de 20 milhões de usuários, considerando a NuConta e o cartão de crédito sem anuidade. Ela também viu seu prejuízo triplicar no mesmo período — mas o diretor financeiro afirma que isso se trata de uma escolha.

Nubank

O faturamento do Nubank foi de R$ 2,1 bilhões no ano passado: isso engloba a receita financeira, composta de juros e rendimentos; e receita operacional, que corresponde à porcentagem de cada transação que fica com a empresa.

Ela fechou 2019 com 19,7 milhões de clientes no Brasil, e ultrapassou o marco de 20 milhões em janeiro deste ano. A base cresce a uma média de 40 mil novos usuários por dia.

Gabriel Silva, vice-presidente de finanças do Nubank, destaca em comunicado que o indicador de inadimplência caiu 10,4% no ano passado: o índice de atraso acima de 90 dias ficou em 6,6% (ajustado pelo crescimento da carteira de crédito).

Prejuízo do Nubank triplicou

O executivo nota que, devido aos investimentos para crescer — incluindo a contratação de mais mil funcionários — a fintech teve aumento nas despesas operacionais e no prejuízo. As perdas foram de R$ 313 milhões, mais que o triplo em relação a 2018.

"Nosso resultado líquido é diretamente ligado ao nosso ritmo de crescimento: escolhemos investir, crescer e oferecer serviços a mais pessoas", explica Gabriel. "Se o Nubank tivesse mantido o ritmo anterior, o resultado ajustado de 2019 seria positivo – mas, de novo, se trata de escolhas."

Indicador 2018 2019 Variação
Receita R$ 1,233 bilhão R$ 2,1 bilhões +70%
Prejuízo R$ 100,3 milhões R$ 313 milhões +212%
Número de clientes 5,9 milhões 19,7 milhões +234%

Ao longo de 2019, a empresa lançou novos produtos, incluindo o empréstimo pessoal. Quase 2 milhões de clientes são elegíveis, correspondendo a uma carteira de crédito de R$ 254 milhões.

Ela também começou a liberar cartões de crédito no México utilizando a marca Nu, ainda em fase beta. O Nubank está se expandindo na América Latina e conta com um escritório na Argentina.

Comentários da Comunidade

13 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@D4nTeH
Aquela empresa que você utiliza o serviço mas passa longe de suas ações!
 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido
Nunca vou entender um Banco que dá prejuízo.
Arthur Silva Vicentini
Enquanto isso, o banco next (o banco digital do Bradesco) chegou ao “break-even” (ou “ponto de equilíbrio”, ou seja, as operações já se pagam) ano passado e já se espera que seja lucrativo esse ano, quando também é esperada a cisão do next do Bradesco e o seu IPO.
Islan Oliveira
São propostas diferentes de mercado, então eu meio que entendo essa diferença de resultados. Mas tenho sérias dúvidas quanto ao futuro do Nubank. É um bom serviço, mas o SoftBank e cia não vão querer queimar dinheiro pra sempre.
João Eduardo Medeiros
Tinha uma conta no next e cancelei, o serviço é lamentável de ruim, infelizmente. Chego a preferir ter uma conta em um banco tradicional do que lá.
Impressionante eles terem chegado no ponto de equilíbrio.
Kayo
Mas é por isso mesmo que ela não abre capital também, não faria sentido para o objetivo da organização do momento.
Kayo
Agora parem e pensem, eles tem uma base de 19 milhões de clientes, base essa que eles possuem os dados de inadimplência, imagina fornecer empréstimo pros clientes certos? Será que a operação continuará mesmo registrando prejuízo? Acredito que não por muito tempo.
Lucas Santos
Adicionando: Nubank se provou uma empresa firme, com todos esses anos sem problemas operacionais relevantes. Pra quem tem planos a longo prazo e aguenta alguns anos sem ganhos pode valer muito a pena investir em ações.
Gabriel Arruda



Islan_Oliveira:

São propostas diferentes de mercado, então eu meio que entendo essa diferença de resultados. Mas tenho sérias dúvidas quanto ao futuro do Nubank. É um bom serviço, mas o SoftBank e cia não vão querer queimar dinheiro pra sempre.


O Next consegue esconder bastante gastos porque a versão inicial era basicamente um novo front-end sobre os serviços do Bradesco, algumas coisas como o ambiente de Big Data foi colocado como custo do Bradesco apesar do Next ser o motivador do projeto.
O NuBank saiu do zero, então é muito mais caro…mas vejamos quando o NuBank estiver com sua estrutura mais estabilizada.
ochateador
Legal que no começo de fevereiro/2020 recebi um e-mail de pesquisa para avaliar o nubank.
Fiquei bem intrigado que eles se consideram um banco, mas não ter permissão para atuar com um banco (tinha mais de 10 perguntas dizendo “você considera o nubank um bom banco?”).
Islan Oliveira
Como eu disse, eu entendo o motivo do Nubank ter esses prejuízos. No entanto tenho minhas dúvidas sobre o que vão atingir primeiro: o breakeven ou se os investidores vão parar de colocar dinheiro, afinal já são 6 anos queimando caixa pra crescer. Mas não torço contra eles pois sei que quanto mais competição em um mercado, melhor.
@Fabiofs
Estou curioso quanto ao C6, que não t uma gigante por trás queimando dinheiro. Eles precisam dar lucro logo.
Gabriel Arruda
Ah sim, meu medo é que o WeWork inicie uma quebradeira geral dessas startups financiadas pelo Softbank…pessoalmente acho que esse abordagem de tentar monopolizar mercado com dinheiro de investidor vai flopar.
Entretanto, se olhar para essa dinâmica atual. o NuBank não está fora do padrão e diria que até melhor que a maioria delas nesse aspecto.
As outras fintechs que estão tentando fazer um WeChat brasileiro (PicPay, AME, Iti, Mercado Pago), acho que não tem muito futuro em um mercado que os bancos já são digitalizados. Para mim, o Pix acaba com o motivo de existir de todos esses produtos praticamente.
ochateador
E os juros continuam no teto definido pelo Banco Central :’(
Participe da discussão