Início » Negócios » Nubank dobra faturamento e triplica base de clientes em 2019

Nubank dobra faturamento e triplica base de clientes em 2019

Nubank teve receita de R$ 2,1 bilhões em 2019; prejuízo triplicou no mesmo período, mas empresa diz que isso é uma escolha

Felipe Ventura Por

O Nubank divulgou os destaques de seu resultado financeiro em 2019: a empresa quase dobrou a receita anual e mais que triplicou a base de clientes; a fintech já tem mais de 20 milhões de usuários, considerando a NuConta e o cartão de crédito sem anuidade. Ela também viu seu prejuízo triplicar no mesmo período — mas o diretor financeiro afirma que isso se trata de uma escolha.

Nubank

O faturamento do Nubank foi de R$ 2,1 bilhões no ano passado: isso engloba a receita financeira, composta de juros e rendimentos; e receita operacional, que corresponde à porcentagem de cada transação que fica com a empresa.

Ela fechou 2019 com 19,7 milhões de clientes no Brasil, e ultrapassou o marco de 20 milhões em janeiro deste ano. A base cresce a uma média de 40 mil novos usuários por dia.

Gabriel Silva, vice-presidente de finanças do Nubank, destaca em comunicado que o indicador de inadimplência caiu 10,4% no ano passado: o índice de atraso acima de 90 dias ficou em 6,6% (ajustado pelo crescimento da carteira de crédito).

Prejuízo do Nubank triplicou

O executivo nota que, devido aos investimentos para crescer — incluindo a contratação de mais mil funcionários — a fintech teve aumento nas despesas operacionais e no prejuízo. As perdas foram de R$ 313 milhões, mais que o triplo em relação a 2018.

“Nosso resultado líquido é diretamente ligado ao nosso ritmo de crescimento: escolhemos investir, crescer e oferecer serviços a mais pessoas”, explica Gabriel. “Se o Nubank tivesse mantido o ritmo anterior, o resultado ajustado de 2019 seria positivo – mas, de novo, se trata de escolhas.”

Indicador 2018 2019 Variação
Receita R$ 1,233 bilhão R$ 2,1 bilhões +70%
Prejuízo R$ 100,3 milhões R$ 313 milhões +212%
Número de clientes 5,9 milhões 19,7 milhões +234%

Ao longo de 2019, a empresa lançou novos produtos, incluindo o empréstimo pessoal. Quase 2 milhões de clientes são elegíveis, correspondendo a uma carteira de crédito de R$ 254 milhões.

Ela também começou a liberar cartões de crédito no México utilizando a marca Nu, ainda em fase beta. O Nubank está se expandindo na América Latina e conta com um escritório na Argentina.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
12 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@D4nTeH

Aquela empresa que você utiliza o serviço mas passa longe de suas ações!

Arthur Silva Vicentini (@ArthurVX)

Enquanto isso, o banco next (o banco digital do Bradesco) chegou ao “break-even” (ou “ponto de equilíbrio”, ou seja, as operações já se pagam) ano passado e já se espera que seja lucrativo esse ano, quando também é esperada a cisão do next do Bradesco e o seu IPO.

Lucas Santos (@Lucas_Santos)

Adicionando: Nubank se provou uma empresa firme, com todos esses anos sem problemas operacionais relevantes. Pra quem tem planos a longo prazo e aguenta alguns anos sem ganhos pode valer muito a pena investir em ações.

Gabriel Arruda (@gdarruda)

O Next consegue esconder bastante gastos porque a versão inicial era basicamente um novo front-end sobre os serviços do Bradesco, algumas coisas como o ambiente de Big Data foi colocado como custo do Bradesco apesar do Next ser o motivador do projeto.

O NuBank saiu do zero, então é muito mais caro…mas vejamos quando o NuBank estiver com sua estrutura mais estabilizada.