Início » Demais assuntos » Aeroportos dos EUA pedem que celular fique na bagagem de mão

Aeroportos dos EUA pedem que celular fique na bagagem de mão

TSA orienta viajantes de avião nos EUA durante triagem de segurança como precaução contra pandemia de coronavírus

Felipe Ventura Por

A TSA (Administração para a Segurança dos Transportes), órgão que cuida da segurança em aeroportos nos EUA, emitiu uma recomendação para viajantes no país: não deixe seu celular, carteira ou chaves na bandeja durante a triagem de segurança — em vez disso, coloque esses itens pessoais na bagagem de mão. Esta é uma precaução adicional em meio à pandemia do coronavírus.

TSA

“Não coloque objetos pessoais como carteiras, chaves ou celular em uma bandeja”, pede a TSA, segundo o Business Insider. “Em vez disso, coloque-os na bagagem de mão para serem analisados através do sistema de raio-X.”

Além disso, os passageiros devem lavar as mãos antes e depois da triagem, já que eles precisarão tocar em itens como sapatos e bandejas que podem ter algum tipo de contaminação. Os funcionários da TSA também precisam higienizar as mãos regularmente.

“As bandejas no ponto de verificação de segurança são como qualquer outra propriedade pública e devem ser tratadas como tal”, diz a TSA. “Com centenas de viajantes passando pela segurança do aeroporto a cada hora, as bandejas são um item de uso comum.”

Álcool gel é aceito na bagagem de mão

Viajantes de avião nos EUA podem levar álcool gel, desinfetante líquido ou lenços antibacterianos na bagagem de mão, lembra a TSA. Isso pode ser útil para quando não for possível (ou fácil) lavar as mãos.

Vale lembrar que todos os líquidos, géis, cremes, aerossóis e similares devem estar em frascos com capacidade de até 100 ml cada; se o recipiente for maior que isso, ele terá que ir na bagagem despachada. (O limite é maior para mercadorias de duty-free.)

A TSA não fala nada sobre máscaras cirúrgicas porque, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), elas são úteis apenas para quem está com sintomas do COVID-19 ou para quem está cuidando de alguém com a doença.

As maneiras mais eficazes de se proteger contra o COVID-19, de acordo com a OMS, são estas: limpe as mãos com frequência, seja com água e sabão ou álcool gel; cubra o rosto com o cotovelo flexionado quando tossir; e evitar tocar no rosto, especialmente no nariz e boca.

A OMS declarou que o surto de COVID-19 se tornou uma pandemia. Há mais de 118 mil casos em 114 países, e cerca de 4,3 mil pessoas morreram devido à infecção pelo coronavírus.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação